quarta-feira, 22 de março de 2017

Bolinho de feijão fermentado


É quase um acarajé, quase um falafel. Por um motivo ou por outro, no entanto, não é. É um simples bolinho de feijão fradinho fermentado.  Eu não tenho paciência de  ficar tirando a pele do feijão, não, como seria de praxe para o acarajé. Por isto, já compro o feijão partido sem pele (no Mercado da Lapa), deixo de molho por uma noite e no outro dia bato no liquidificador com cebola - para 1 kg de feijão, 250 g de cebola. Diferente do acarajé que não é fermentado, meu bolinho deixei fermentar. E mais: juntei a uma parte da massa um pedaço de batata doce roxa crua para dar cor - bati junto no liquidificador. À outra parte, juntei 1 pouco de pó de cúrcuma pra ficar amarelinho. No liquidificador deve-se bater sem acrescentar mais líquido. Para isto, tem que ir ligando e desligando o aparelho até ficar tudo cremoso. As massas coloridas, cada uma foi para um vidro fechado com um pedaço de plástico e elástico para prender. Ou use filme plástico. Depois de umas 12 horas as massas estarão com bolhinhas e o vidro é bom porque você vai poder ver a evolução. Temperei com sal a gosto e fritei em óleo quente - pode ser no dendê, claro, tanto melhor - , usando duas colheres de sopa para modelar como se fossem queneles. Servi com molho de pimenta. Crocante, azedinho, muito bom.

O molho de  pimenta fiz assim: peguei um tanto de pimenta dedo-de-moça que colhi no sítio, lavei bem, tirei o cabinho e bati no liquidificador com um pouco de kombucha pronto. Juntei sal - 1 colher (chá) para cada xícara da mistura. Coloquei num vidro, deixando 1/3 do volume livre, tampei bem e deixei fermentar durante 3 dias - abrindo o pote de tempos em tempos pra soltar o excesso de gás. Quando acabou a fermentação, fechei o vidro e guardei na geladeira. Se preferir, se ficar com medo de o vidro estourar - se você não for tirando a pressão, pode acontecer - é melhor acoplar à boca do vidro uma bexiga de aniversário ou uma luva de silicone. Faça um furo com uma agulha e o gás carbônico vai sair por aí sem deixar entrar oxigênio. Ou faça como mostrei aqui.

Junte uma coisa com a outra e Nhac!

3 comentários:

Anônimo disse...

Vi alguns videos sobre a produção do famoso molho de pimenta sriracha e ao saber que é fermentado, logo lembrei de você que é pimenteira e tem praticado seus conhecimentos em fermentação.
Fiquei receoso de fazer devido ao processo de fermentação. Será que futuramente você pode abordar esse assunto das pimentas fermentadas?

Asia disse...

Vamos fazer ! Obrigada por compartilhar : )

salomex disse...

Olá Neide, tudo bem?
Uma pergunta, eu posso deixar o grão processado fermentando por quanto tempo? Mais de 12 horas?

Obrigado