segunda-feira, 3 de dezembro de 2007

Mel de caju


Simples e gostoso, no lanche da tarde ou no café da manhã: mandioca cozida com uma pitada de sal e banhada com ele.


O produto é um luxo. Só falta uma embalagem à altura.

Que mapple sirup com panquecas, que nada! Para nossa mandioca ou tapioquinha de todo dia, mel de caju. Trouxe um potinho do Terra Madre, trabalho da agricultura familiar do assentamento Petrolina, em Carúbas, interior do Rio Grande do Norte. O estado é um dos maiores produtores de castanha de caju, mas ainda é recente o aproveitamento da polpa, que muitas vezes vai pro lixo, embora a “carne de caju” seja deliciosa e imite a textura de carne de frango (com alguns temperos, engana bem) e o melado que se consegue reduzindo o suco com açúcar ou mel seja um produto de fazer inveja a xaropes de romã ou de bordo. Muito diferentes no sabor, é claro. Mas este nosso melado, não fosse por esta embalagem pobrinha, poderia estar lado a lado com estes produtos gourmets. Potencial ele tem. Até agora só usei misturado no leite, batido com kefir, como calda de banana ou para mandioca (substituindo o melado, coisa que minha mãe botava na raiz cozida e quente no lanche da tarde, quando eu era criança). Tenho certeza de que em muitos casos substitui o mel ou o melado. Quem sabe, agora que as festas se aproximam, não vale a pena testar receitas como bolos de especiarias, biscoitinhos de gengibre ou molho para aves.

O telefone do Assentamento: (84) 3337-2647

Para quem não conseguir encontrar o produto, aqui vai a receita que consta no blog da Embrapa
, com intromissões minhas.

Mel de Caju
Tire o suco de 12 cajus, espremendo-os em espremedor de batata (se quiser aproveitar a polpa espremida para fazer falsa carne). Leve para ferver em panela de aço inoxidável o suco e 250 g de açúcar. Espere apurar até ficar com consistência de melado. Coloque em vidro fervido e conserve na geladeira.


Para as bananas

Cozinhei 6 bananas numa frigideira com um pouco de água e uma pitada de canela em pó. Quando quase não havia mais água no fundo da frigideira, virei as bananas já macias, juntei 6 colheres (sopa) de mel de caju e o suco de 1 limão. Deixei reduzir um pouco e comi sem sorvete, sem nada. Simples assim.

20 comentários:

Marizé disse...

Mel de caju! Ora aí está mais uma coisa que eu não conhecia!

Parece-me delicioso, e essas bananas estão de chorar por mais.

Beijocas

pipoka disse...

Mais uma bela lição que vc nos deu. Nunca tinha ouvido falar de mel de caju.

laila disse...

nossa como esse barsil é grande...olhe cada coisa com a qual nos deparamos...adorei esse melado!!!
bjos

Laurinha disse...

Este eu também não conheço...... adorei saber!
Beijinhos,

lunalestrie disse...

Neide, coincidentemente hoje comprei um vidro de mel de caju pra mim, ao ir para o mercado providenciar presentinhos para a amiga secreta. Já estava aqui vendo uma receita pra preparar com ele e tomei um susto com a coincidência. Aqui em Fortaleza é fácil de achar, assim como outros produtos da fruta. :)

Mariângela disse...

Neide,fiquei aguando neste mel de caju,nunca vi aqui por estes pagos,e os cajus que chegam aqui também não são coisa que preste,viajam uma barbaridade! beijo!

bia disse...

ai que isto deve ser bom demais da conta ! bj

fezoca disse...

eu troco o maple syrup por esse mel de caju sem pestanejar! deve ser um nhnammi-nhami! bjs,

Perin disse...

Neide, sempre dou uma passada aqui no seu blog e me deparei com o mel de cajú que me deixou muito curioso...
Adoro cajú e rapidamente corri para fazê-lo! Sucesso!!! É uma delícia!!
Aproveitando sua dica dei uma passada no blog da Embrapa e lá encontrei a indicação de seu blog e seu mel de cajú.

Abraços,

Ana Laura

Anônimo disse...

falando do polvilho de mandioca e
essas delicias
fiquei com saudades da minha
saudosa maezinha
obrigado por me lembrar
que delicia

carlinhos de lima disse...

Neide, você conseguiria converter suco de 12 cajus em "ml"?
Me ajuda, amiga....

Anônimo disse...

tomei uma vez uma caipirinha com mel de caju na praia de Canoa Quebrada e nunca me esqueci...em SP não tenho idéia de onde posso encontra-lo...

Sidney Pontes disse...

Em viagem a Fortaleza, vi um camelô vendendo, fiquei curioso e trouxe para minha casa - Rio de Janeiro, experimentei com vinho branco. Ficou sensacional (1/3 de mel por 2/3 de vinho). Recomendo, abçs.

Sidney Pontes disse...

Opss... errei na proporção: 1/5 para 4/5. É só se deliciar, abçs

Humberto Marra disse...

Neide, aqui em Goiás tem um segundo produto do cajú que se chama Capilé, é a calda que sobra do cozimento do doce de caju. Dizem que dá um "barato", que é alcoólica, vc conhece?

Neide Rigo disse...

Humberto, poxa, não conheço, não. Quero muito!
N

Se Ninguém Faz... Mike Farias!!! disse...

Fui a Fortaleza e encontrei na Praia do Futuro, Vale a Pena, tem tb no Mercado Central.

Trouxe um monete para o Rio de Janeiro!


MUITO BOM

maria da paz lira disse...

Comi uma sobremesa com mel de caju e nunca esqueci, mas não consegui encontrar o mel pra comprar. Adorei a receita de como fazer, vou tentar!Obrigada bjs!!!

Anônimo disse...

Comprei como curiosidade, usei como mel pra resfriado. Não é gostoso... é delicioso!!!! Acabei por tomar o frasco todo um pouquinho por dia e me arrependi de ter trazido apenas um frasco quando visitei Fortaleza. Estou pesquisando onde comprar em SP. Um "must" de sabor. O dia que for descoberto, não vai ter pra mais ninguém.... Fernando SP

Marinez Adelino disse...

E muito bom para anemia e gripe.é um santo remedio minha mae faz.mas é sem acucar e fica super doce e consistente.ele é medicinal.por isso ñ tem acucar.alem de ser muito gostoso.