quarta-feira, 24 de julho de 2013

Pancs são Pops



O termo panc foi cunhado pelo pesquisador Valdely Kinupp em sua pesquisa sobre plantas alimentícias não convencionais. Também, imagine ter que ficar repetindo as quatro palavras durante toda a tese

Sinceramente não gosto muito de comer siglas e não gosto de vê-las maiúsculas no meio do texto. Mas foi uma grande sacada do Kinupp e ele merece todo meu respeito e cumprimentos pois colocou as pancs na boca do povo (e até dos chefs). E eu, sinceramente, não teria sugestão melhor, então fica panc mesmo pois daqui a pouco todo mundo já saberá do que estamos falando, ainda que seja uma convenção. Muitas das plantas tratadas nem sempre foram assim tão não-convencionais. Eram plantas alimentícias presentes no dia-a-dia das hortas de fundo de quintal, mas foram substituídas por outras mais fáceis no trato ou no prato. Por isto às vezes estranho um pouco o nome, mas, como já disse, não tenho sugestão melhor para agrupar estas espécies. 

Alguns chefs se interessaram pelo trabalho do Kinupp e do Harry Lorenzi (autor de vários livros sobre plantas comestíveis ou não) e daí o encontro que aconteceu há alguns meses na sede do C5 (Centro de cultura culinária Câmara Cascudo), que fica no restaurante Mocotó. Eu estava lá e pudemos apreciar várias espécies levadas pelo Kinupp e Lortenzi. Do encontro surgiram dois eventos relacionados ao tema. 



Um foi o seminário no Jardim Botânico Plantarum (é lindo, vale a pena visitar), em Nova Odessa sob o tema "Jardim Comestível: o uso culinário de plantas alimentícias não convencionais", do qual participei com a  palestra "Plantas alimentícias não convencionais no espaço urbano de São Paulo" junto com outros  profissionais, além de Lorenzi e Kinupp. O evento incluía almoço e todos puderam provar alguns exemplos citados no seminário. 

Mani_Convite_Frente

A  outra iniciativa é o jantar "(Re)conheça - Jardim de Inverno",  que vai acontecer no espaço Manioca do restaurante Mani. Feito a várias mãos, terá participação de Alberto LandgrafAlex Atala, Fernanda Valdívia, Helena Rizzo, Roberta Sudbrack e Rodrigo Oliveira. Serão servidos seis pratos cheios de surpresas. 

Se tiver interesse, ligue já para reservar seu convite: 3085-4148.  Será no dia 12 de agosto, segunda-feira, às 20 horas, no Manioca: rua Joaquim Antunes, 212 - Pinheiros (só com reserva). 


Segue o link para você baixar o livro do Kinupp: http://www.lume.ufrgs.br/handle/10183/12870.  E algumas fotos do seminário em Nova Odessa: 

O meu prato
O do Kinupp - olhe a montanha!
O  tamanho do prato com pancs justifica o tamanho do homem (e olhe que
eu, aí do lado dele, não sou baixinha. Aqui, com os amigos do Slow Food 

Ariá

Doce do pau de jaracatiá

Kinupp falando do encontro com chefs  no C5 

Escondidinho de ora-pro-nobis

Salada com flores de begônia e folhas de hibisco vinagreira


Refogado de urtiga (com mais algo que não lembro)

Salada de folhas com flores de  hibisco ornamental 


3 comentários:

Anônimo disse...

Neide,
A propósito das panc"s no Globo Rural do domingo passado, se não me engano saiu uma reportagem sobre o assunto. Houve até um produtor de araruta.
Lembrei de você!
Tomara que este movimento de divulgação cresça!!
marlene

Anônimo disse...

Neide as fotos tão cada dia melhor, da até vontade de comer mais tem muita coisa que não sei que é; ou talvez não me lembro mais.(Diulza)

Naomi disse...

Foi muito legal. Adorei a sua palestra!!!