terça-feira, 10 de janeiro de 2012

Bar do Zezé em Belo Horizonte

Mara, Rusty, Lorena, Vanessa, Zezé, Luiz e eu
Chegamos em Belo Horizonte na terça-feira e mal deixamos as malas no apartamento dos amigos da Mara Salles,  e agora meus também, Luiz e Vanessa, ligamos para o amigo Rusty Marcelinni, do blog e do programa Trilhas do Sabor, da Rede Minas (quem não conhece, veja lá cada programa interessante) e, por indicação dele rumamos todos, com a Lorena, sua mulher,  para o Bar do Zezé. O trem lá tava moendo, tanta gente alegre, comendo, bebendo. Gente de todo tipo, com carrinho e com carrão, afinal o local, que já foi uma mercearia e ainda conserva uns litros de kiboa e uns rolos de papel higiênico nas prateleiras, é um tipo de Mocotó mineiro, longe do circuito de bares, com cozinha familiar,  pratos suculentos feitos com a ajuda da mulher e preços que não afastam  gente mais simples nem gente complicada, afinal o que todo mundo quer é comida com cara de comida, bom atendimento e cerveja bem gelada. Isto tudo lá tem de sobra. Falar em mulher, em Belo Horizonte parece que quem trabalha em cozinha de restaurantes é mulher. E da cozinha da bar do Zezé sai muito jiló (tema do última edição do Comida di Buteco do qual foi ganhador), carne de panela, angu, folhas de mostarda, feijão, torresmo e bolinhos (o de milho fresco com bacalhau é um espetáculo). Zezé se sentou conosco e a prosa se esticou até as mesas começarem a se esvaziar de mansinho.   Luiz e Vanessa e Rusty e Lorena não poderiam ter nos dado melhor recepção e ainda nos acompanharam na visita ao mercado no final da viagem. Saímos de lá satisfeitos e felizes. No outro dia muito cedo partimos de ônibus para São Roque de Minas. E amanhã continuo a saga que, assim, contanto aos poucos, consigo dar uma alertadinha na memória.


Para conhecer melhor o Zezé, veja entrevista dele no you tube. E, se você mora em BH e não conhece ou se vai para lá a passeio ou a trabalho, não deixe de conhecer o boteco. Vale a pena! 








Zezé pura simpatia, entre os fregueses fieis
Bar do Zezé
Rua Pinheiro Chagas, 406, bairro  Barreiro de Baixo
Telefone: 31 3384-2444

5 comentários:

remall disse...

que bom que gostou do que viu e principalmente do que provou !
Precisa voltar na época do comida di buteco, com certeza será uma aventura gastronômica.

Rusty Marcellini disse...

Huumm. Nó, bom demais da conta, sô.

heloisa de mesquita inoue disse...

Se anda em minina!

Kátia disse...

Ai que vontade que dá!

Anônimo disse...

Adoooro BH! É uma capital que fico super a vontade, pena que o bar do Zezé fica longe de onde fico qdo vou. O mercado é um lugar a parte.. E a Feira de artesanato aos domingos na Afonso Pena?? Já percorri 7 botecos em um dia na época do Festival Comida de Buteco, peensa? Cada petisco , um melhor que outro.
Acredita que nunca fui a Serra da Canastra? Sou mineira..kkk..
Abs. Ana..