quarta-feira, 12 de maio de 2010

Tem barata na xícara de café ...

Há algum tempo pedi para os amigos gaúchos, Mariângela e Rui, um pouco de coquinho de butiá para eu testar as amêndoas. Para minha surpresa, na segunda-feira chegou uma caixa cheia. E não só com os coquinhos mandados pela Claudia Schossler Sá, do Sítio Portal do Sul, que faz geleia com a polpa e costuma devolver os coquinhos despolpados à natureza. Claudia mandou de presente também um pote da geleia, com todo o sabor do butiá concentrado ali.

E o casal ceramista ainda colocou na caixa uma garrafa de suco de sete-capotas e duas canecas lindas e bem humoradas para o casal daqui. A do Marcos é com um dragãozinho psicodélico e a minha, com o inseto que me tira do prumo - uma barata. O bilhete do Rui pedia para que eu usasse a xícara para oferecer café (já adoçado, se fosse o caso) a algum desafeto que eu desejasse ver longe da minha casa pra sempre.

É claro que desafetos ou pessoas não queridas não chegam ao ponto de frequentar minha casa, mas vale pela brincadeira com amigos que tenham senso de humor. Só não pode ser alguém como eu que, apesar do enorme senso de humor, perderia o senso da razão para ganhar um faniquito se visse uma barata no fundo da xícara, ainda mais faltando uma perninha (segundo o Rui, proposital - pior que encontrar o bicho da goiaba, é encontrar meio bicho). Da xícara e da barata, restariam bons cacos e o cabo para contar a história.

Se quiser encomendar as canequinhas de cerâmica do Rui, aproveite que o casal ainda não se mudou pra Barcelona. O site dele é:
www.ruigassen.blogspot.com

12 comentários:

Mariângela disse...

hahahahaha Neide! a mudança é prá Espanha,ai que nojo da barata!!beijos!

Nai Romero disse...

Credo! heheh

E pior é que o bicho realmente parece de verdade... Nem parece uma barata de fato, mas sem dúvida qualquer inseto esquisito e com um quê de pré histórico. rs

Tenho horror de bichos com carapaça e meio que "em camadas", tipo baratas, alguns besouros e por mais engraçado que seja, um peixe que já esteve em alguma foto por aí - tive até que mostrar por meu pai, tamanho o nojo que me deu. heheh

Boa sorte pra quem acidentalmente pegar essa xícara na sua cozinha!
=*

Anônimo disse...

Neide, gostei muito do seu blog, você divulga muitos alimentos e receitas desconhecidos (pelo menos por mim).
Você é nutricionista? Estou no primeiro ano de nutrição e gostaria de trocar informações e aprender!
Meu email é raira.s2@hotmail.com.
Obrigada, e parabéns!

Dricka disse...

Arghhhh! Juro que assim que li o post e vi a foto achei que era a maledita de verdade. Minha reação seria tal e qual a sua, medo dela não tenho, mas tenho um nojo tremendo.
Bjs

simone disse...

fiz seu bolo de fubá e ficou exatamente do jeito que minha filha mais velha queria comer(ela tinha comido em uma pousada e não parava de pedir bolo de fubá).eu já perdi as contas de quantos bolos de fubá eu fiz e que não tinham ficado bom,aliás nada bom.
eu fiz a sua receita 3 dias seguidos,pq elas levam pro colégio e pros cursos.
a mais velha até foi pra cozinha para aprender.
gostamos muito dos saquinhos pré misturados.muito criativo.
parabéns pela receita facilima.
e obrigada por compartilha-la.
bjus.

Anônimo disse...

Neide do céu, se eu tivesse tomado café nessa xicara, a vida dela teria sido curtissima.
Ja fiz coisas que até Deus duvida por causa desse monstro.
Pé de pato mangalo 3 vezes e mais 3por garantia.
Um beijo
Gaby (ainda no Rio)

Rui disse...

Neide!
Minhas pobres canequinhas, tão polêmicas. Não tem meio termo ou são amadas ou detestadas. Vítimas de preconceitos biológicos. Se em vez de baratas, aranhas,lesmas,escorpiões, lagartixas,sapos eu colocasse ursinhos,cachorrinhos e gatinhos todos amariam as canecas. Um tédio.
A vida fica sem graça sem um pouco de polêmica.
Abração
Rui

Sarah de Ponte disse...

apesar de DETESTAR barata, achei a ideia o máx! rs
beijo

Nai Romero disse...

Rui, a idéia é ótima, até melhor do que animais fofinhos, mas não dá pra deixar de soltar um "eca". rs

Esses tempos vi uns pratos de servir petiscos que tinham desenhos de caramujos, lesmas e coisas do gênero... Inclusive, a matéria tinha um título como "Você comeria em um prato assim?" ou algo parecido.

Eu adoraria ter pratos "nojentinhos", seria divertidíssimo para servir petiscos para os amigos e esperar ansiosamente pela reação das crianças. heheh

Anônimo disse...

Um esclarecimento sobre o que eu disse sobre a vida curta da xicara, caso fosse eu a premiada com um cafezinho na casa da Neide: sendo uma criatura estabanada, ao ver o terrivel monstro (menos perigoso que um ursinho ou um leaozinho), nao posso precisar a dimensao do meu pulo e, consequentemente, do tombo da pobre xicara.
Gaby

Neide Rigo disse...

Gaby, eu também faria o mesmo!!
beijos, n

Neide Rigo disse...

Raira e demais!

Sim, eu sou nutricionista.

Tinha postado uma resposta longa pra todos, mas agora que vi que não entrou. E bateu preguiça de repetir.
De qualquer forma, obrigada pelos comentários.
Mariângela, a tigelinha com cuscuz também é Rui Gassen (o que seria do Come-se sem estas cerâmicas?.

Um abraço, N