segunda-feira, 24 de maio de 2010

Pãozinho de mandioca



A mesma receita do pão de cará do post anterior vale também para outras amiláceas como batata, batata-doce, inhame (taro), mandioquinha etc, bastando ajustar a quantidade de farinha. Neste final de semana a casa esteve cheia e precisei fazer pão na sexta e no sábado, então deu para testar pelo menos mais duas versões. Primeiro fiz com mandioca cozida, que aqui está, com pãezinhos maiores para fazer sanduiches com o queijo fresco que minha mãe fez e trouxe de Fartura. E no outro dia com inhame (taro), aproveitando a matula que veio do sítio - este, fica para o próximo post.
Pãozinho de mandioca (mas pode ser também pãozão)
1 envelope ou 1 colher (sopa) de fermento biológico seco
4 colheres (sopa) de água
1 ovo
1 colher (chá) de sal
1 colher (sopa) de açúcar
2 xícaras de mandioca cozida, sem fiapos e amassada (350 g)
1 xícara de leite morno (240 ml)
650 g, aproximadamente, de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de manteiga sem sal
Leite para pincelar e queijo ralado para polvilhar (opcional)
Misture o fermento com a água e deixe hidratar por uns 5 minutos. Coloque no liquidificador junto com o ovo, o sal, o açúcar, a mandioca e o leite. Bata até virar um creme grosso. Se preferir, use o mixer. Coloque numa bacia esta mistura e vá juntando farinha de trigo aos poucos, mexendo sempre com uma colher de pau. Quando ficar difícil de mexer, comece a sovar com as mãos, juntando mais farinha até conseguir uma massa lisa que não grude mais nas mãos. Junte a manteiga em pedacinhos e sove para homogeneizar a massa. Se precisar, acrescente mais farinha. Cubra com plástico e deixe a massa crescer até dobrar de volume. Se tiver máquina de pão, pode fazer esta primeira fase no modo massa (ciclo de 1h30m). Passe a massa para uma superfície enfarinhada e divida em 25 pedaços. Faça bolinhas, coloque-as com espaço numa forma untada e enfarinhada e deixe crescer mais um pouco. Se quiser, pincele leite nos pãezinhos, polvilhe queijo ralado e faça cortes em cruz com uma tesoura. Leve ao forno pré-aquecido à temperatura moderada e deixe assar por cerca de meia hora ou até que fiquem dourados.
Rende: 25 pãezinhos
Nota: Se preferir, divida a massa em duas ou três porções e faça pães grandes. Neste caso, deixe assar por mais tempo.

7 comentários:

Gina disse...

Já fiz pão de mandioca e gosto muito. O queijinho minas também não falta em minha mesa diária, só não é da mamãe...rs!
Boa semana!

Gilda disse...

Lindos os seus pães. Vou fazer também, que ando a maior imitona das coisas que você inventa. Agora nos explique o que fazer com a tal da uva japonesa. Tenho duas árvores dela e perco tudo porque só os passarinhos e eu é que gostamos.
Gilda

Magia na Cozinha disse...

Olá!
Gostaria de dizer que gostei muito da receita e assim que der, vou testar.
Eu moro nos EUA e a mandioca que tem aqui não é muito boa, mas no pão deverá funcionar.
Bjs :)

Neide Rigo disse...

Gina, aqui quase nunca tenho queijo minas, só quando a dona Olga faz.

Gilda, use a uva japonesa como maçã. Já falei dela aqui: http://come-se.blogspot.com/2008/05/tempo-de-uva-japonesa.html

Magia, para o pão é bom que a mandioca cozinhe bem até ficar bem macia. Mas pode substituir por batata doce ou inhame.

Um abraço, N

Véia da Teia disse...

vou faze-lo! aproveitando que hoje fui a feira e o aipim estava para mim, e também aproveitar ascender o fogão a lenha, espantar está umidade que esta no ar nesta vida de roça/praia :)

teremos por aqui uma tarde quente e farta!

Véia da Teia disse...

ups :) ascender não acender!

receita delícia de fazer! bem tranquila mesmo. No liquidificador tudo fluiu, achei que ia travar meu velho liquidificador, não precisou nem bater aos poucos!
E a massa? sovada com pedacinhos de manteiga? delícia! pão pra fazer a mão e fazer sempre! obrigada!

Maria Aparecida Burato Hiraoka disse...

Olá Neide, tudo bem? Acompanho seu blog já faz algum tempo, e gosto muito. Nesse final de semana, fiz a receita do pãozinho de mandioca, no meu caso fiz "pãozão", O fiz acompanhada de minha afilhada de oito ano e de minha mãe que também adora fazer pães. Ficou muito gostoso, quentinho, com manteiga derretendo, foi nosso jantar no sábado. Muito obrigada por compartilhar suas receitas conosco.
Deus te abençoe.
Maria Aparecida Burato Hiraoka