quinta-feira, 29 de abril de 2010

Jacatupé - eu ganhei


Sementes de jacatupé
Ontem, na feira agroecológica, até sementes de jacatupé (já falei deste tipo de batata neste post) apareceu por lá. Já tinha conseguido a batata - apareceu pra vender no bairro da Liberdade, mas a reprodução é por semente.
Então, comecei a alardear por aí, até que há cerca de um mês me chegaram quatro sementes pelo correio. Quem me mandou foi o leitor Edison Elvira, técnico agrícola em Poá. Mandou junto uma página do Dicionário das Plantas Úteis do Brasil e das Exóticas Cultivadas, do Manuel Pio Correa. Edison foi o mesmo que me mandou, não às favas,
mas as favas. As sementes são pretas, gordinhas. Duas plantei no sítio e já germinaram, me disse hoje meu pai. As duas sementes restantes estavam há muito tempo na bolsa e coincidiu ontem de eu querer doar uma ao Rafael Hess, do Santuário de Sementes, do Sul de Minas. Ele nunca tinha ouvido falar.
Engraçado é que depois de conversar com ele sobre mangaritos e jacatupés fomos para fora ver o plantio das sementes crioulas no canteiro. E uma das espécies semeadas era justamente o jacatupé. E ainda sobraram sementes para os curiosos como eu. Trouxe um bocadinho, principalmente porque uma semente não tem nada a ver com a outra. Então, ou há variedades diferentes de jacatupé ou terei nas mãos duas espécies distintas. Planto as duas e vejo no que dá. Mas se alguém já puder me esclarecer se as duas são mesmo de jacatupé, agradeço.


12 comentários:

Rafael disse...

Olá Neide,

Fiquei muito contente com a sementinha de Jacatupé que ganhei ontem de você. Guardei com carinho e irei plantá-la no comecinho da estação das águas, em setembro.

Grande abraço,
Rafael
rafaelhess@rafaelhess.com

Neide Rigo disse...

Rafael! Contente fiquei eu!
Um abraço, N

Lindomar disse...

Olá Neide... parabéns... É uma riqueza esta que você tem nas mãos: jacatupé! Estou muito feliz porque consegui algumas sementes de uma brilhante profissional da EPAMIG, são marrons como sua foto mostra. Será que quando você multiplicar essas "pretinhas" você me vende algumas? Estou levantando essa espécie para reintroduzir junto a agricultores de Goiás. Abração.

Neide Rigo disse...

Lindomar! Vamos torcer para que a minha pretinha vinge.
Um abraço, N

marcia disse...

Que coisa boa encontrar quem aprecia o jacatupé.Gostaria tanto de receber algumas sementinhas,parabens

marcia disse...

Será que eu poderia ganhar umas semetinhas de jacatupé. Eu adoro pois meu pai nos dava para comer. Quero difundir para que outras pessoas conheçam e saibam como é bom um jacatupé.Tenho um terreno grande e poderei com certeza ve-la crescer e dar seus fruto. Obrg

João Batista disse...

Olá, fiquei interessado em adquirir sementes do Jacatupé. Meu pai já tem seus 81 anos e tem uma vitalidade invejável, graças a Deus. Ele tem o bom hábito de preservar plantas incomuns aos nossos dias e até mesmo de outras regiões que a nossa.Há tempos ele fala desta planta, que conheceu ainda criança e não mais viu. Sua origem é de Minas e veio aqui para ao Paraná ainda garoto. Sempre nos conta a respeito de como fazia uso desta planta e sempre manifestou desejos de ter esta variedade. Por favor se alguém souber como posso conseguir algumas sementes, tenha a gentileza de contatar o e-mail jbatistasmecelato@uol.com.br. Fico grato pela ajuda. Um abraço a todos

Maria Raquel de Oliveira Souza disse...

Olá pessoal!... Sou mineira e ha muito tempo pesquiso por essa "batata". Minha mãe que já tem quase 80 anos sempre me falou dela. Só que ela falava o nome errado por isso nunca tinha encontrado. Ela disse que na fazenda onde morou, há muitos anos, tinha. Ninguém dava importância até que desapareceu na região; oeste de Minas Gerais. Gostaria de receber uma sementinha dela.. Alguém pode me mandar? Ficarei muito grata. Me escrevam no meu Email: maquelsouza@yahoo.com.br
Abraços! Maria Raquel

ANOS DOURADOS disse...

Sou Maria José Tristão, e gostaria também de ganhar algumas sementes de jacatupé e risoma de mangarito, pois tenho uma pequena chácara, e cultivo araruta e açafão este ano fiz a primeira colheita.Sou apaixonada por platas exóticas e em extinção. Se alguém puder me ajudar, agradeço desde já.e-mail mj.tristao@uol.com.br

Antunes disse...

Possívelmente são de espécies diferentes, pois há Pachyrrhizus tuberosus e Pachyrrhizus erosus. Tenho ums 15 tipos de fava (Phaseolus lunatus) e outras plantas, você tem interrese(antunesromeu@yahoo.com.br)?

Anônimo disse...

Ola Neide sou de Morrinhos Go, gostaria muito de abter sementes do tubérculo em questão, para fins de propagação da espécie 06492827451 Moacir

Silvia Araujo disse...

Eu consegui umas sementes com a embrapa, plantei mas estou achando que as folhas são diferentes das que meu pai plantava, estou esperando pra ver o que vai dar.