terça-feira, 11 de janeiro de 2011

Chove lá fora e aqui tá tanta vida. Flor e cogumelo


Tem cara de que é de comer. A confirmar
Numa manhã como esta agradeço sempre por morar no alto, por não dirigir, por trabalhar em casa, por ter um teto bom com quintal permeável, por poder andar e porque a dentista Yara que me atenderá às oito e pouco mora ao meu lado e tem consultório em casa. Isto com a maior tristeza pelos que sofrem no caos depois da chuva da madrugada que deixou São Paulo intransitável com gente à beira de um ataque de fúria. Ananda que trabalha no hospital da Aeronáutica não conseguiu chegar ao trabalho. Eliana certamente não virá e tudo na cidade estará de pernas pro ar.
Enquanto isto, outros tipos de vida seguem seu rumo. Dendê continuou precisando do seu passeio matinal, os peixes da vizinha e amiga Rose esperavam pela minha visita e ração enquanto a família viaja e o gladíolo solitário no meio da grama continuou exibindo suas flores sem danos nas pétalas de seda rosa, agora emoldurando um pico do Jaraguá encoberto ao fundo. Mais chuva a caminho.
Umas folhas de palmeiras cairam nas calçadas com a força do vento, e já trago pra casa pra aproveitar as bainhas e fazer uma arte que mostro nos próximos posts. E na calçada da gaúcha Rose cresceram uns cogumelos parecidos com os que comprei em Porto Alegre - mas acho que são um tipo de orelha-de-pau, a classificar. E que tenham um bom dia leitores e paulistas pois já me atraso para a dentista.





Fotos do Gladíolo em três dias de humores diferentes. Na primeira, com pico do Jaraguá ao fundo, há cinco dias. A última, de hoje.
A flor de cogumelos e as bainhas de palmeiras que continuarão na chuva pra ficar molinhas

12 comentários:

Marcia disse...

Oi Neide, tudo bem? Estou me deliciando com seu blog :-)
Já copiei a receita do detergente (minha sogra faz sabão, achei uma boa idéia mandar prá ela... em casa, tenho dois meninos, será complicado fazer...) e também a dica da manteguina... e vou continuar passeando, tá?

Abraços,
Marcia

angela disse...

Também tenho dessas flores. Também agradeço.
Estou com um blog para Sandy e Junior http://napontadapata.blogspot.com , talvez Dendê queira participar :-)))

Também consegui ontem a dentista! Benzadeus!

Dani disse...

Sempre vejo desses cogumelos por ai, mas o medo impera.

Esses estão bem bonitos!

Dani

Mimirabolante disse...

Que lindo !!!!!

CACAU disse...

invejei tudo isto...quase tudo isto...morar no alto da serra, pelas bandas do rio grande..essa paisagem bucólica.. mas amiga..cá entre nós..dirigir é bom por demais querida...é a sensação de maior liberdade que já provei...tente! heheh..bjim

Neide Rigo disse...

Marcia, bom passeio, então. Obrigada!

Angela, adorei o blog dos cachorros. Dendê quis comentar sobre aquela meia rsss. Manda dizer que nem morta.

Dani, eu também sou cautelosa. Mas vou pesquisar.

Cacau, eu não moro na serra, mas num bairro alto. E não é Rio Grande. É São Paulo, capital, no meio do caos. Quanto a dirigir, obrigada pelo conselho, mas já tentei, tenho carta, e não gostei. Já senti alguma falta, mas hoje me sinto bem livre não dirigindo e não tendo carro. Quanto menos tenho, mais livre me sinto. Mas entendo esta sensação de quem gosta de dirigir.

Um abraço, N

Mariano disse...

Todos os cogumelos são comestíveis. Alguns, apenas uma vez.
É uma piada velha, mas gosto dela.

Mariano disse...

Onde é que você mora Cacau? Com certeza não é em São Paulo. Faz seis anos passei meu carro nos cobres e estou vivendo livre de um trambolho insalubre, caro, chato e lerdo. Tenho feito meus deslocamentos a pé, de bicicleta ou transporte público. De bicicleta é o mais gostoso. Fiquei 35 anos sem pedalar, mas voltei a sentir o gosto de ser moleque com o diabo da magrela. Recomendo fortemente, como dizem los gringos. E estou usando o mesmo número de roupa que há 30 anos atrás.

Neide Rigo disse...

Mariano É bom saber!!
bj,n

João Ludugero disse...

Olá, boa noite!
Eu venho te convidar a visitar meu blog de Poesias. Se gostar e quiser me SEGUIR, fique à vontade, vou adorar ter seus coments. Eu já te SIGO com ALEGRIA.
Abraços,
João Ludugero, poeta.
www.ludugero.blogspot.com
Até mais!

Anônimo disse...

Olá,Neide
Estou bem atras no tempo...não sei se vais ler....mas amei teu "post", poético...não sei se vc é filósofa, poeta, botânica, educadora, professora,escritora, fotógrafa...e atleta?
O Mariano vai de bicicleta e vc?
grande abraço do Ceará
Cristina

Neide Rigo disse...

Cristina,
não sou nada disto, mas invejo quem é. Eu vou a pé.
Um abraço, N