sexta-feira, 19 de abril de 2013

Alho silvestre ou cebolinha de perdiz


Certamente você já se deparou com uma ervinha dessa por aí. Se não, vai passar a percebê-la. Poucos a conhecem, mas é um dos inúmeros condimatos que brotam Brasil afora sem ser semeados. Condimento mato. 
Os bulbos desta planta de nome Nothoscordum gracile tem o cheiro bom do alho. E não só os bulbos, mas também as folhas, que lembram nirá  - afinal são todos da mesma família das Alliaceas. Respondem também pelos nomes de lágrima-de-virgem, cebolinha-cheirosa, alho de cheiro, alho nativo (segundo Valdely Kinupp em seu estudo de plantas alimentícias não convencionais). 

Nativa da América do Sul, é considerada praga nos jardins, gramados, pastos e pomares. O sabor é muito suave, mas característico o suficiente para ser apreciado como tempero.  Dizem que os tropeiros usavam a planta para dar sabor às comidas feitas durante as viagens.  E as sementes que também podem ser usadas como condimento lembram as de cebolinha. 

No todo, quando imersas num mar de matos verdes, as mini flores mal aparecem, não chamam a atenção. Mas de perto são tão lindas. Ligeiramente  perfumadas, são comestíveis, tem miolo verde e pétalas brancas com riscos lilazes. 

Veja as fotos e tente descobrir a planta perto de você nas frestas de terra que nos restam no asfalto. Sim, elas nascem às vezes rompendo o cimento e neste caso você só poderá colher as folhas já que os bulbinhos são frágeis e se rompem facilmente da folhagem quando esta é puxada. O ideal é usar sempre uma ferramenta para cavoucar e tirar o bulbo inteiro. 

Na cozinha, bulbos e folhas podem ser usadas no lugar do alho. Ou como legumes. As folhas podem substituir o nirá. São macias e cremosas depois de cozidas.  Nesta semana, soquei um dentinho com uns pedaços de folhas e sal e refoguei no azeite com pimenta para temperar um arroz integral já cozido. Juntei também folhas de dente-de-leão e nhac! 



E nhac! com mandioca, frango e feijão - as três coisas de Piracaia. 

20 comentários:

Balcão rústico disse...

Essa erva ainda não conhecia, vou ficar de olho no asfalto a partir de agora, hehe.
Deu água na boca seu prato Neide.

Luisa Mellis disse...

Neide, fez me lembrar do 'all tendre' que é muito típico na Catalunha e na Espanha, mas é impossível encontrar aqui. Pelo que eu entendo é o broto do alho. Como vc comenta às vezes de seus amigos que moram na Catalunha, será que eles não sabem como é que se planta? Juro que se encontrar com o seu,espontâneo, vou provar.

Valentina disse...

Neide por aqui temos esta variedade: http://apps.rhs.org.uk/advicesearch/profile.aspx?pid=384. Muito saborosa, e de um perfume ao se andar pelo mato que nos deixa inebriada.

juju gago disse...

neide,
tentei acessar o link do estudo de plantas alimenticias não convencionais e não está funcionando aqui.
pode checar?

hum, ficarei atenta!
:)

um abraço,
Ju

Anônimo disse...

http://castielironico.blogspot.com.br/
http://castielironico.blogspot.com.br/
http://castielironico.blogspot.com.br/

João Inácio disse...

Aqui perto de casa pode-se ver esta plantinha florida até nos meios-fios nas ruas. Pelo que tenho observado, aqui no Sul ao menos ela prefere os locais mais secos e ensolarados.

Neide Rigo disse...

Almir, não vai ser difícil encontrar.

Luisa, vou perguntar para meus amigos.

Valentina, o alho ursino também é uma praguinha no jardim, não? Dizem que o pesto feito com suas folhas é divino.

Juliana, não tem um link para o trabalho em pdf lá no final da página?

João, aqui também nasce no meio-fio. Sim, aqui também, estão sempre em locais mais secos e ensolarados das calçadas.

Um abraço, n

Unknown disse...

Ola, faz 1 mes que conheci este ''mato'' ou ''grama comestivél''! e estou amando poder usar em alguns pratos que faço...até piquei e congelei que nem faço com salsinha e cebolinha!! Muito gostosa!!

Gilberto disse...

um dos lugares mais legais da internet, agradeço pelos conhecimentos aqui encontrados...

Anônimo disse...

Nessa semana essas flores abriram num vaso de pitangueira que tenho. São muito perfumadas e delicadas. Graças ao seu blog uma conhecida me ajudou a identificar.

Daniel Figueiredo disse...

Adoro seu blog porque sempre aprendo algo.

Anônimo disse...

egidio cerutti.procurava respostas para a peste que e´. Mas encontrei um bom tempero. Que maravilha.

Marina disse...

Amei Obrigada!

nazira.scaffi@gmail.com disse...

Que bom saber! minha horta caseira "infestou" dela. Agora vou experimentar.
Obrigada!

Anônimo disse...

Olá acho que nasceu aqui na chácara, mas tenho receio que não
Seja a mesma, se não for a semelhança é enorme, vou ver se alguém, conhece e torcer para que seja o alho Silvestre.

alana d disse...

aqui no interior de sáo páulo temos o alho de galinha que da sementes iguais da cebolinha e usa se para curar aves de resfriado vermes etc mas pode comer tem gosto de alho mas nao é essa que voce se refere ue aqui se encontra em calçadas ou matagais

Unknown disse...

Cultivo essa variedade na minha horta do meu quintal...muitíssimo saborosa e um especial condimento!!!

Paulo disse...

Estou com 10 mudinhas, prontas para ir para a terra. Pena que não dá pra te mandar fotos por aqui.

Brenda emoticons e gifs disse...

Sempre gostei dessa planta, as flores são muito cheirosas, mas nunca sabia o nome, descobrir agora fazendo uma pesquisa de imagem no Google. É sério que ela é comestível?? Se eu achar referências seguras, irei usá-la na cozinha sim, boas informações, obrigada

Carlos Heberhard disse...

Te agradeço muito ,estava procurando um jeito de controlar o aparecimento delas e com você percebi que é melhor vê-las como alimento do que praga ...kkk. Valeu mesmo !!!