sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Uma fruteira convencional

Frutas amazônicas mandadas pela Antônia (você pode encomendar, se quiser), trazidas aqui em casa diretamente pelas mãos do José Baratino. Veja que honra. Agora quero comê-las no pé. Pro Marajó eu vou. 


Na cesta, jambo roxa e vermelho, abiu, abricó-do-pará, caimito e um parente do buriti. 

3 comentários:

Ive Resende disse...

Com certeza faz mais de 20 anos que não como um jambo. Não encontro jambo nas feiras livres (RJ), nem em lugar algum. Onde estão os jambeiros?! :(

Ana disse...

acho que no Marajó vc não vai comer jambo, mas buriti eu sei que vai !!!!

Aproveite enquanto aguardamos as novidades.

Gustavo Gomes disse...

Seu blog é muito bacana. Vamos adicionar na lista do nosso (gororobacomcardamomo.wordpress.com)
Parabéns!