quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Quinta sem trigo 2: Bolo de coco com mandioca e cará

Com algumas modificações, este não é muito diferente da fórmula do bolo de abóbora com mandioca. Na verdade, quem dá a estrutura ao bolo é a própria mandioca com seu amido. O leite, normalmente usado nos bolos, é substituído pelo líquido que solta a mandioca e de um outro legume que pode entrar. Poderia, em vez de bater no liquidificador, ralar bem fino a mandioca. E neste caso, as claras poderiam entrar nevadas. Nesta fórmula que tenho seguido, as claras ajudam a formar o líquido inicial no liquidificador para poder bater melhor. Poderia também acrescentar leite em pó já que não cabe mais líquido. E se não tiver a farinha de coco, sugiro tentar com a mesma quantidade de coco seco triturado no liquidificador para virar uma farinha. Como a quantidade de umidade nos legumes pode sofrer variações, se achar a massa muito mole no final, junte 1 ou 2 colheres (sopa) de farinha de mandioca bem fininha e branca. Os temperos podem ser erva-doce ou casquinhas de limão. E o sabor de coco, usando esta farinha, fica bem pronunciado, gostoso, com textura fofinha e úmida. Recomendo.
Bolo de coco com mandioca e cará
5 ovos
1/4 de xícara de óleo de coco derretida (usei da
Finococo) ou use óleo vegetal ou azeite
180 g de mandioca crua, sem casca, picada (cerca de 1 e 1/4 de xícara)
180 g de cará (ou
inhame do Norte, Dioscoreácea sp) sem casca, picado (cerca de 1 e 1/2 xícara)
1 xícara de açúcar
1 xícara de farinha de coco (usei da Finococo - já dei aqui
uma receita de pão usando o produto)
1 colher (sopa) de fermento em pó
1 pitada de sal
1 colher (sopa) de raspas de casca de cítricos
Coloque no liquidificador os ovos e o óleo. Com o aparelho ligado vá juntando os legumes picados. Bata tudo até ficar um creme liso. Passe para uma tigela e junte os demais ingredientes. Misture bem até a massa ficar bem homogênea. Unte com óleo ou manteiga uma forma de anel com cerca de 24 centímetros de diâmetro - ou uma forma redonda com 21 centímetros. Polvilhe com farinha de coco. Leve ao forno médio pré-aquecido e deixe assar por cerca de 40 minutos ou até ficar com a superfície dourada e soltando das beiradas da forma.
Rende: cerca de 20 fatias
Nota: as medidas Come-se são sempre padronizadas (1 xícara = 240 ml; 1 colher (sopa) = 15 ml e 1 colher (chá) = 5 ml) e rasadas.

5 comentários:

Beta disse...

Esse bolo deve ficar demais! Adoro bolo de mandioca, com cará para mim é novidade . bjs

Marcus disse...

Neide, parabéns pelo seu blog, que sempre acompanho. Graças a ele incorporei alimentos antes desconhecidos a meu dia a dia, alguns que viraram comida "de base", mesmo, como a canjiquinha (quirera), e experimentei o sabor gostoso das folhas de pitangueira como tempero. Parabéns, você sabe MUITO de culinária/alimentação e seu jeito de escrever é uma delícia.

Gilda disse...

Olá Neide
Fiz o bolo de abóbora e mandioca da quinta passada, usando farinha de mandioca batida no liquidificador e agora vou fazer o mesmo com o coco seco. O primeiro ficou bom demais e mal posso esperar amanhã para tentar este. Depois acho que vou ter que achar uma academia por aqui, rsrsrs. Como amo suas comidinhas. Beijos.

Flavia anastácio disse...

Neide...
Maravilha...
Os celiacos agradecem as merendas sem trigo!
beijos
Flavia

Kombuchá disse...

Olá Neide,
valeu pela receita sem glúten, continue dando idéias pra gente. Minha ex-esposa fazia bolos usando farinha de arroz que também ficavam ótimos. Ah, como faço pra te mandar umas fotos?
Paulo
jajata@gmail.com