sexta-feira, 23 de outubro de 2015

Açúcar mascavo clarinho

Resolvi fazer meu próprio açúcar porque os mascavos que andei comprando não eram muito confiáveis. Muito escuro, pra começar. E isto significa quase sempre muita impureza ou caldo oxidado. E quando reformava meu kefir de água com ele, percebia que os grânulos não ficavam muito felizes. Só quando encontrei um bom orgânico, bem claro, aí sim os grânulos de kefir reagiram, cresceram, fermentaram.

Como não encontro açúcar mascavo orgânico facilmente, achei mais fácil comprar caldo de cana na feira perto de casa, numa banca com cana bem limpa e triturada na hora. Claro, é o açúcar mais caro do mundo - com 1 litro de caldo a 10 reais consigo fazer só 150 g de açúcar. Mas valem o dinheiro e o trabalho. Uso exclusivamente para o kefir que depois vira espumantes, então é importante que seja um bom açúcar.

Só quando a gente faz e vai tirando a espuma escura é que percebe como ainda restam impurezas no caldo. É clado que numa produção grande ninguém vai ficar tirando espuminha e o resultado é este açúcar escuro que a gente conhece.

Então, se você quiser ter um açúcar com o puro sabor da cana, compre um caldo e antes que escureça faça assim:

Leve o caldo ao fogo 

Deixe ferver e vá tirando a espuma que se forma na superfície

Quando formar uma calda grossa, que pingada na água fria
 vire uma bala macia, está bom pra apagar o fogo 

Comece a mexer com colher de pau até esfriar 

E açucarar. Vá mexendo para soltar da panela e soltar os grânulos

Por fim, passe por peneira para que fique soltinho e guarde em vidro. Depois me conte.



12 comentários:

Camilla disse...

Neide, venho te seguindo há um bom tempo no Instagram e aqui no blog, mas nunca comentei por aqui (apesar de te perturbar bastante por lá rsrsrs). Ganhei kefir de água recentemente. Há algum post no blog especificamente sobre ele?

Camilla disse...

Desculpe Neide, estava usando a versão mobile do site que não fornece a opção de pesquisa. Fiquei curiosa e vim para o notebook. Há uma infinidade de posts. Já estou devorando todos agora mesmo ;)

Maria Emilia Resendes disse...

Oi Neide,
vou te dizer, que na região metropolitana de POA/RS, está cada vez mais difícil de achar até o caldo de cana!
Meu sonho de me refugiar num sitiozinho vai ficando cada vez mais imperioso!
Bjkas

Mila

Unknown disse...

-Querida...Kefir, já falaste sobre 'eles'?
-Uso ha muito pouco tempo, pouco.
Muito bom essas informações 'técnicas' que deste.
Forte abraço.
Augusto.

Juju Gago disse...

você é minha ídola!!
coisa mais linda esse açúcar, deus do céu.

vou tentar esta semana

*beiju

Priscila Silva disse...

Oi, Neide! O meu kefir de água também anda reclamando. Está enfarofado, embora continue fermentando a água com açúcar como antes (acho). Credito isso ao calor extremo que fez aqui em Brasília esses dias. E também ao açúcar. Tem sido difícil achar bons açúcares, realmente confiáveis, pra usar no kefir. Continuo à caça, e na esperança de que o meu kefir fique melhorzinho...

Anônimo disse...

Oi Neide. Fiz exatamente como vc fez e obtive um resultado bem diferente, pelo menos em coloração. Ficou bem mais escura. Pelo que vi vc usou panela de inox. Eu usei alumínio. Dai pode vir a diferença. Contudo, na feirinha da minha cidade, onde se vende a mascavo artesanal, que tb é escura, eles usam tacho de cobre. Irei tentar em uma panela de inox e comento aqui novamente para tirarmos a dúvida.

Valentina disse...

Neide, vc eh incrivel. Fique boba de ver vc fazer o teu açúcar aqui. Fanstatico.

Fabiane disse...

Neide, te admiro cada dia mais. Obrigada pela generosidade em postar de forma tão caprichosa suas experiências. Já te acompanho a tantos anos e você se mantém sempre assim, autêntica e generosa! Esse espumante de kefir me tira o sono de tanta curiosidade que tenho em fazer!

Anônimo disse...

Meu Deus,depois Neide pessoa bem aventurada,meus filhos me chama de doida por que estou fazendo meus queijos mussarela,consigo leite fresco,faço meus queijos coalhadas e iogurte.ai agora açúcar vou tentar. (Diulza)

Mayra Mello disse...

Oi Neide! Faz tempo que não vejo teus posts.
E não é que a Mirinha acaba de me mandar um convite para fazer açúcar com este link copiado!

Descobri teu blog faz uns anos e sempre recorro aos teus posts quando tenho vontade de ler sobre cozinha/técnicas regional (não sei se é este o nome correto). Adorei tuas empreitadas pelo Senegal, os posts dos moles, todos os posts sobre mandiocas, tapiocas, gomas e afins, e os de adivinhação! Adoro aprender sobre comidas e este é um dos meus blogs favoritos!
Se escrever um livro estarei lá tietando no dia do lançamento!
Um abraço com carinho.
Mayra

Anônimo disse...

Achei o teu blog por acaso e, em duas postagens, já percebi que você trata os alimentos de uma maneira completamente diferente, uma maneira especial ,completa, dominado muitas técnicas e aplicando-as das mais diferentes maneiras, uma alquimista dos alimentos. Encontrou mais um aluno. Eu agradeço muito por partilhar o teu conhecimento conosco. Espero poder aprender muito contigo. Um grande abraço e muita paz!!

Fabiano