sexta-feira, 12 de junho de 2015

Folha de sete-copas no lugar de papel manteiga

Tempos atrás publiquei aqui no Come-se um post inteiro dedicado só às folhas da árvore sete-copas. Elas já apareceram também em outros posts, como este, para embrulhar peixe, ou aquele, para servir a tapioca

Cito um trecho do que já publiquei, pois há links aqui para o caso de querer se aprofundar no assunto: 

"Neste trabalho sobre a Terminalia catappa na agrofloresta, que além de fotos muito didáticas traz informações detalhadas sobre a planta e seus usos, como por exemplo que os frutos frescos são usados numa bebida fermentada nas Filipinas, encontrei a seguinte informação "The leaves are infrequently used to wrap and carry food".
A mesma dica, de servir como envólucro ou apoio biodegradável encontrei no livro de Cozinha Regional Japonesa, de Shizuko Yasumoto (olhe só, descobri agora que o livro está todo aqui, com foto e tudo, em Pdf - veja a página 97). Ela sugere trocar a folha de ho (um tipo de magnólia) pela folha de chapéu-de-couro, outro nome para o sete-copas. E a foto parece mostrar uma folha da própria sete-copas e não de ho (mas podem ser muito parecidas, não sei)." Em: Come-se: Sete-copas, as folhas. 28/09/2010. 

É flexível e ajusta-se facilmente à panela ou forma 
Ultimamente, porém, tenho usado as folhas exaustivamente para assar pão. Elas são ótimas, pois as folhas frescas garantem um pouco de umidade para o ambiente quando se assa os pães dentro de panelas - para deixar a crosta crocante e dourada (mostrei a técnica aqui). Mas, ainda que não seja assado na panela, as folhas garantem que a coisa a ser assada não grude na assadeira. Como este pão de mandioca sem glúten. A árvore está presente em todo o Brasil. As folhas estão sempre bonitas, já que durante o inverno as folhas caem para dar lugar a outras novinhas e brilhantes. Elas são flexíveis, resistentes, desgrudam da massa facilmente e, para completar são biodegradáveis. Em vez de untar as assadeiras ou usar papel manteiga, é só forrar com folhas. Depois, basta esmigalhar e espalhar sobre no jardim ou em vasos. 

Solta-se com facilidade
A receita do pão apresentado na foto, depois posto aqui. Mas, se quiser ir se adiantando, é uma variação desta que aprendi com o amigo padeiro francês, Michel Cires, assado na panela de ferro (link sobre a técnica lá em cima). 

Lavo bem as folhas, seco e arredondo com a tesoura para dar o tamanho do fundo da panela. Depois de esquentar a panela, forro com as folhas e emborco a cestinha contendo a massa do pão. Tampo e levo ao forno. Mas explico melhor depois. 

Depois de limpas e secas, as folhas podem ser conservadas em saco plástico dentro da geladeira por vários dias. 

6 comentários:

Juni disse...

Oi Neide, eu nunca imaginei que a folha desta árvore pudesse ser utilizada na culinária! Aqui no interior a chamamos de "chupavinho"...
A cada post seu aprendo uma nova dica!
Beijos, ótimo fim de semana.

Regina Nehr disse...

Oi Neide,
Faz tempo que não te visito e ,pensando nisso mesmo ,fui ao teu blog. Aaah! Neide, você sempre maravilhosa!
Beijos

Juba disse...

Olá, Neide! Esse pão pode ser feito em panela de inox grossa em vez da de ferro? A minha de ferro tem pegador de madeira. Obrigada

Hkomoda disse...

Olá Neide. Tem muito tanino nestas folhas, né? Via até uns chás antibacterianos para por em aquários. Chega a alterar o odor ou o gosto do pão na parte que fica em contato direto? Bjs

Paula B disse...

Oi Neide, mais uma dica incrível, obrigada!
Uma dúvida, para assar pizza em forno convencional a gás (nem sempre da pra fazer no maravilhoso a lenha) será que também da para usar para forrar assadeira de inox? Obrigada, beijos!

Zazzle Korpan disse...

Olá;

Tenho uma maneira nada convencional de pensar é verdade e não me enquadro no que é politicamente correto. Não me prostituo ( apesar de sofrer muitas criticas e muitas pessoas acharem que o que eu faço é prostituição ), não mato e não vendo drogas. Então o que há de errado em pensar grande e escolher sempre o melhor? Ter uma mente milionária não é pecado e gostar das coisas boas pode ser considerado apenas bom gosto. Quero ser rica, quero ser grande, quero ter sucesso, para isso preciso aprender e lutar e este blog de uma forma ou de outra está me auxiliando. Meu blog é um pouco diferente dos normais, mas vou provar a todos que chegarei lá. Se quiser visitar e acompanhar http://comoencontrarumbompartido.blogspot.com.br/