segunda-feira, 10 de março de 2014

Tempo de colher goiabas, araçás, jabuticabas, oitis, caferanas, pitangas

A colheita urbana de hoje: goiabas brancas, araçás, jabuticaba, pitanga,
oiti e caferana
O combinado com a Letícia, há uns quinze dias, era colher mangas aqui  pelo bairro. Mas na semana passada passei pelo único pé em que a produção foi farta e mangas já não havia. Sorte que Marcos e eu colhemos várias assim que as avistamos. Fatiei todas, congelei e usei dia a dia no kefir de frutas.

Goiabas do sítio do Carlos

Mangas colhidas por Marcos e eu numa praça 
Se a safra da manga já está no fim, a de goiaba está a pleno vapor. No sítio, encontrei cestas de goiabas maduras nas últimas duas vezes em que estive lá. Trazidas pelo caseiro, do sítio dele. Rapidamente,  dada a iminência de se estragarem, tive que transformá-las em orelhas em calda para usar também no kefir ou vitaminas.

Mas, voltando à Letícia, combinamos então de colher goiaba. Quer programa melhor para uma segundona quente? Colher frutas na rua em dupla é muito mais divertido. E sempre para alguém, fica olhando, pergunta o que é. Se reconhece a fruta, dá uma risadinha como querendo participar. Se não conhece, quer saber se é de comer, qual é o nome. Enfim, é sim um programa divertido.

A Letícia na maior alegria.  Eu também!
Fomos, munidas de uma varinha com um gancho na ponta, em direção à goiabeira que conhecia e sabia que estava carregada. Para nossa decepção, várias eram só a casca a fazer chamariz. Pois estavam ocas por dentro, bicadas de passarinho. Mesmo assim, conseguimos colher algumas.

Pé de oiti

Pé de araçá vermelho


Compota fácil de fazer. Veja aqui.
Para não voltarmos com a sacola vazia, convidei letícia a ir ao pé de araçá. Uma árvore bem maior, carregada de frutinhos amarelos, vermelhos, arroxeados. Mas lá no alto. Colhemos algumas e não resistimos a provar ali mesmo. Deliciosas, com perfume incrível. Rumamos para outra goiabeira, mas me confundi, não lembrava mais sua exata localização. Mudamos de caminho de volta e encontramos o pé de oiti carregado. Havia anos que não o via com frutos, que ainda estão amarrentos, mas são lindos e vão ficar gostosos com o tempo.  No caminho também encontramos pitanga grandona, jabuticaba, caferana e araçá amarelo.

Em casa, dividimos nossa coleta e vamos ver o que sai. Pelo menos um suco ou kefir de frutas bem gostoso vamos ter.

Como tenho mais goiabas que trouxe do sítio, pelo menos estas vão virar compota, como a que já ensinei aqui. http://come-se.blogspot.com.br/2013/04/um-litro-de-leite-e-umas-goiabas-do-pe.html. Neste post mostro outra colheita de goiabas de praça muito mais farta: http://piqueniquepertodecasa.blogspot.com.br/2013/04/piquenique-de-pascoa-abril-2013.html

Mas, e você, já olhou as árvores do seu bairro pra ver em que fase se encontram?  Já sabe quando vão florir e produzir frutos, vagens, sementes?

8 comentários:

Leticia Cinto disse...

A alegria da foto é totalmente verdadeira! Tem poucas coisas melhores do que sair por aí, colhendo frutas e jogando conversa fora. Obrigada novamente pela ótima tarde! Bjs

silvia disse...

Oi Neide tudo bom? Alguma ideia pro que se fazer com MUiTO araçá, além de comê-los in natura? Algum tipo de doce?

Rafael R disse...

Olá, Neide!
Comecei a rir depois que li lendo teu texto: ontem, dia 10, no final da tarde... estava de vassoura em punho, dando "porrada" nas goiabas de uma árvore plantada na calçada do vizinho.
Moro em Porto Alegre e é difícil encontrar árvores frutíferas na rua. Infelizmente.
Os carros que passavam deveriam estar pensando o quê aquele louco está fazendo! rsrsrs

Minha noiva, que é o interior do RS (onde as árvores frutíferas abundam nas vias públicas) sempre ri e diz que pareço uma criança catando e comendo todo tipo de fruta na rua quando vou visitar a cidade natal dela, Nova Prata.
Principalmente os pés de araçá!

alexandre e alana disse...

Estas frutas são maravilhosas, principalmente o araça vermelho, tão doce!!!
saudações

Anônimo disse...

Neide, que delícia apanhar fruta no pé! No sábado de carnaval fui à chácara de uma amiga para colher goiabas vermelhas. Foi uma fartura, colhemos MUITA goiaba. Na verdade, o marido dela subiu na árvore e sacudiu os galhos do alto, forrando o chão de frutas. Colhemos abacates e siriguela também. Trouxe para casa, lavei, limpei e transformei em polpa, goiabada cascão cremosa e dividi com familiares também. A polpa congelei, para ir consumindo aos poucos, em sucos, vitaminas, sorvetes, etc. Acho que vou ter goiaba pro ano todo ... E aqui em casa, aquele pé de jabuticaba no vaso está carregadinho, quase no ponto de colher. Delícia !! Bjs. Liliana.

DERCILIA PINHEIRO disse...

OLA Neide tudo bem ! realmente não tem coisa melhor do que pegar frutas direto do pé ,muito bom ! delícia !
beijos
visite meu blog

Gabi disse...

Neide, dá para fazer compota também com goiaba branca? Sempre vi q vc fez com goiaba vermelha.

Hoje meu kefir estava meio azedinho.. Se eu batesse com frutas, nem teria percebido. Boa ideia vc me deu!!

Tem dia q meu kefir está tão aveludado e gostoso, mas tem dia q fica meio azedo e ácido, será qual o problema?

Neide Rigo disse...

Obrigada você, Letícia!

Sílvia, além de comer, você pode preparar em compota ou doce em pasta como as goiabas. Pode cozinhar, passar por peneira e congelar a polpa para sucos e sorvetes, por exemplo.

Rafael, pois é, a gente faz uma coisa tão normal, que é colher as frutas no pé, e muita gente acha que isto é loucura. Mas louco é quem me diz, e não é feliz, não é feliz, já diziam os Mutantes...

O araçá vermelho é delicioso e perfumado!

Liliana, é isto aí. Quem guarda, tem.

Dercília, obrigada pelo convite. Vou visitar.

Gabi, faz igual. É que quase sempre eu tenho mais goiabas vermelhas que brancas. Mas outro dia fiz com as brancas misturadas com as vermelhas. Quanto ao kefir, ele não tem um comportamento único já que é formado de muitos microorganismos com personalidades diferentes. Quanto um se sobrepõe aos outros, o kefir varia no resultado.

Um abraço,n