sexta-feira, 8 de julho de 2011

Pudim de doce de leite. Uruguai e Uberlândia

Este, com furinhos

Enquanto o uruguaio e o mineiro disputam pelo melhor doce de leite, na esperança de que se entendessem, juntei a receita de um com o ingrediente do outro pra fazer este pudim, já com saudade daquele servido aqui em São Paulo, no restaurante argentino Pobre Juan.

O doce de leite de Uberlândia é bem denso e escuro

Trouxe o doce do Mercado de Uberlândia, do box da Dina, aquele da Salete de sorriso bonito, mas como todos os doces acabam mofando na minha geladeira, resolvi dar um fim rápido e digno para a  iguaria. A receita é do livro "Comida casera uruguaya", de Marina Lonbardi e Susana Soria, que comprei por acaso em Montevideo, quando estive lá. Ela está quase no rodapé de uma receita clássica de pudim de leite (claro, sem leite condensado). As variações é que são uma com  leite condensado e outra com doce de leite.  Não mudei quase nada na receita, apenas reduzi mantendo as proporções e fiz o caramelo do meu jeito. Fiz duas receitas, uma em forma maior e forno mais baixo (200 ºC) e outra em forma menor, com forno mais alto (230 ºC), ambos em banho maria, por 50 minutos. É que gosto de bolinhas e sem bolinhas, mas se você prefere um ou outro, saiba que isto depende da temperatura. Mais baixa, sem furinhos. Mais alta, com furinhos. E como meu forno certamente não é igual ao seu,  talvez precise fazer alguns ajustes no tempo, para chegar ao resultado que você quer.  Pudim é o tipo de sobremesa que pode e deve ser feito com antecedência,  o que livra você do aperto na hora de um jantar programado. 

Sem furinhos e com furinhos. Depende da temperatura

Antes, se quiser ver outros pudins de leite no Come-se (sem leite condensado), tenho estes dois posts: 


É bom fechar bem

Sem furinhos



Pudim de doce de leite (adaptado da receita Flan casero do livro citado acima)

1/2 xícara de açúcar
1/4 de xícara de água
6 ovos
1 1/2 xícara de leite (360 ml)
180 g de doce de leite bem cremoso e denso  (um pouco mais que meia xícara)
1/2 colher (chá) de essência de baunilha

Coloque o açúcar e a água numa panela e leve ao fogo. Deixe virar um caramelo bem denso. Despeje ainda quente numa forma de anel, própria para pudim, com capacidade para 1 litro ou mais. Espalhe pelo fundo e pelas laterais. Se você tiver prática, caramelize direto na forma - é só colocar o açúcar sem água, deixar derreter e dourar e espalhar pela forma. Reserve.
Bata todos os ingredientes restantes no liquidificador e despeje na forma caramelada. Cubra a forma com papel alumínio ou com folha de bananeira aferventada e ainda molhada. Amarre bem para não entrar umidade no pudim. Leve ao forno médio em banho-maria e deixe assar por 50 minutos. Abra a cobertura e certifique-se, espetando o pudim com uma faca, se está com consistência de gelatina bem macia. Se está, pode desligar o forno. Se ainda está mole como um mingau, deixe mais um pouco. Deixe esfriar e depois deixe na geladeira, de preferência, de um dia para o outro.


Rende: 6 a 8 porções

Nota: se quiser fazer um pudim de leite clássico (sem leite condensado), basta bater juntos 4 ovos, 1/2 xícara de açúcar e 1,5 xícara de leite (e baunilha, se quiser).

Se quiser, pode fazer pudinzinhos no vapor. Veja links lá em cima

É, claro, meu pudim não chegou aos pés deste do Pobre Juan, que mais parecia  um pote de doce de leite desenformado, tão cremoso estava. Para comer com moderação, mas vale cada bocada.

8 comentários:

Cela disse...

Eu AMO pudim! Prefiro sem furinhos, vou usar a dica da temperatura.

Essa última foto está extremamente apetitosa. Jesus! :O

Um beijo!

Rydi disse...

Eu entro no seu blog só pra ficar doida, pois morro de preguiça de fazer!! só quero comer!! XD

Anônimo disse...

Hummmmm sinto o cheiro daqui isso e covardia essa hora ( agora sao 19 e 30 hrs ) muito frio nao da coragem de ir pra cozinha agora mas , amanha esse pudim nao me escapa quero o sem furinhos ele fica mais apetitoso kkkk beijos Denise

Janice França disse...

Afeee. Isso chega a ser maldade, heim???? kkkkk

Beth Trakininha disse...

Pudim e doce de leite, hmmmm...
E olha essaúltima photo, hauhauhau :D

Dona Kaetana disse...

Amo seu blog viu Neide, amo tanto que ele até me ajudou num projeto de educação que fiz na escola! mencionei isso aqui (http://ensinoaprendendo.blogspot.com/). Muito obrigada por disponibilizar tanta informação ÚTIL.
bjm

Patrícia disse...

Não sabia da dica da temperatura, pros furinhos.... Vou testar "furar" o meu, na próxima vez!!

mercedes reis disse...

adorei tudo estoupor aqui pela primeira vez gostaria de continuar passando por aqui mercedes reis gaúcha de poa