segunda-feira, 21 de março de 2016

Pancnacity de sábado



A ideia era fazer só um passeio Pancnacity , mas tanto que pediram que agora tenho turmas de segunda e de sábado (tenho vagas para maio).  No dia 12 tivemos uma turma animada e estou impressionada como cada um que chega vem trazendo informações novas sobre as plantas que conheço. Assim o arsenal de conhecimento vai aumentando dos dois lados.  E é incrível como, apesar de fazermos o mesmo caminho, a cada passeio descobrimos novidades, uma erva que despontou, uma flor que se abriu, um fruto prestes a cair, uma calçada forrada de frutas que nos obriga a olhar também para cima, um folha nova de cacto sem espinho. Neste último passeio, por exemplo, colhemos oiti, castanha-do-maranhão, nopales. E caferana, pois ainda é tempo. Fora tantas ervas e flores. Depois, como de costume, voltamos para a cozinha e completamos o almoço com algumas pancs colhidas nas ruas e no meu quintal. Ficamos até o começo da noite bebendo, comendo, aprendendo. E todo mundo saiu com sementes, colônia de kefir, mãe de kombucha e mudas. Aqui o resultado de tudo isto (e se tiver interesse, clique no link no começo do texto e depois escreva para o neide.rigo@gmail.com se quiser mais informações). 

Começando pela sobremesa: doce de banana com pacová e
vinagre de umbu

Adicionar legenda

Salada de nopales com tamarillo e queijo de cabra 

Bolinhos de feijão fradinho com guasca 


Festa das solanáceas: tamarillo, berinjela, tomate, pimentão, pimenta e
jurubeba-doce (esta bolinha laranja). Com folhas de wakatay 


Umbu, sementes de caferana (pra levarem e plantar), nopal, homum, ervas, pão

Um jeito de memorizar o que colhemos

Mini-pepino 

Colhendo mini-pepino na cerca de uma casa abandonada

Pão de abóbora com levain 

Na praça 

Entre duas ruas há um bosque 


Pra recepcionar: chá de perpétua e beiju com trevinhos e folhas de
erva-de-jabuti 

Tanta panc num pequeno canteiro 

4 comentários:

adelia sylvia penna ramos disse...

Neide, adoro ler sobre essas "excursões"! Mostra quanta gente está interessada não só nas pancs, mas na slow food também. Ou consequentemente? Seu trabalho é lindo! Beijos,
adelia

Gina disse...

Oi, Neide!
Desde o início do blog, fiquei muito mais antenada com relação aos alimentos, por onde quer que eu vá. Estou sempre lembrando de você quando vou a algum lugar que tem alimentos típicos da nossa terra. Tenho esse mesmo encantamento por cada "verdinho" que passa pelo meu caminho.
Estive no interior do ES recentemente. Que maravilha!
Continuamos fiéis à essência de nossos blogs.
Parabéns pelo trabalho!
Bjs.

Neide Rigo disse...

Adélia, mais legal ainda é que eu também aproveito muito desses passeios.

Gina, não sabe como fico feliz de saber disso. Sim, continuemos fiéis!

Um beijo,n

Paula Alvarez disse...

Neide!!!

Não acredito que encontrei aqui o que procurava hahahaha

"Mini-Pepinos"

Na minha casa deu de monte! E achei que posse alguma erva daninha, praga ou qualquer coisa do tipo! Arrancamos tudo!!!

Mas vem cá...são comestíveis?! hahahaha

Beijãozão*