quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Creme doce de mandioca. Quinta sem trigo.

Comi esta sobremesa num restaurante africano e fiquei intrigada com o sabor. Perguntei como era feito e a garçonete falou por alto os ingredientes. Cheguei em casa louca de curiosidade para reproduzir. Não sei se a receita africana é feita assim, mas fui testando as quantidades dos ingredientes até conseguir um resultado parecido com o creme que provei.

É super fácil de fazer e você pode deixar a mandioca já cozida e gelada para finalizar na hora de servir. O bom é que nem ao fogo precisa ir. Se bem que levei uma porção ao forno com açúcar polvilhada e também ficou gostoso. Mas ainda prefiro bem gelada com destaque para o ácido.

A que comi não tinha cobertura, mas acho que combina com mais canela ou com uma calda ácida como o vinagre de umbu. Desde então, já fiz várias vezes.

A receita, pois:

A mandioca deve estar cozida. Pode ser fresca  ou congelada
Esta já havia sido congelada e não tinha muita liga - também dá certo

Polvilhada com açúcar e levada ao forno também fica boa. Mas fica melhor
gelada - pode ser polvilhada com canela
Creme doce de mandioca 

350 g de mandioca / aipim/ macaxeira (mandioca mansa) cozida, sem o pavio e picada
150 ml de leite gelado (ou mais a depender da consistência da mandioca)
80 g de açúcar ou a gosto
1 pitada de canela
Suco de 2 limões Tahiti

Bata tudo no liquidificador até ficar um creme liso. Distribua em potinhos, deixe gelar e sirva com calda ácida ou polvilhado com canela em pó.

Rende: 4 porções


Para fazer desenhos com a canela 

Combina muito com calda ácida como vinagre de umbu (umbu fermentado
e reduzido a uma calda)


2 comentários:

Leticia Cinto disse...

Não sei por que, mas me lembrou malabi, aquele doce árabe. Embora a calda de damasco não seja ácida, não sei se combinaria. Nem preciso dizer que fiquei aguada pra experimentar, adoro doces simples assim :)

Eliane de Oliveira disse...

Qdo era crianca, minha mae fazia muito mandioca caramelada.eu amo ate hj, e faco p minha filha!