quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

Sorvete de araçá roxo



Não sei se já reparou, mas é tempo de araçá roxo. No sítio, temos dois pés, e agora descobri também um arbustinho perto de casa e que está carregado. O fruto ao natural é pequeno, tem sementes grandes que ocupam boa parte de seu peso e é um pouco tânico. Em compensão, é aromático e gostoso (lembra goiaba) quando bem maduro. Por isto, resolvi fazer sorvete. Usei a mesma receita de outro que já dei aqui, de uvaia. Quem provou, gostou. De minha parte, achei delicioso. Então, se encontrar um pezinho por aí, aventure-se e refresque-se. 


As frutinhas com outras preciosidades colhidas nas
ruas (jambolão, caferana, nigauri, bertalha-coração)

Sorvete de araçá roxo

1 xícara de polpa de araçá roxo (as frutas cozidas com pouca água até amaciar e passadas por peneira)
1 xícara de creme de leite fresco (240 ml)
1/2 xícara de leite integral (120 ml)
½ xícara de açúcar (90 g)
3 gemas de ovo

Misture a polpa de araçá com metade do creme de leite e bata no liquidificador. Reserve.
Numa panela pequena, aqueça o leite e o creme de leite restante, até começar a ferver. Enquanto isso, bata com batedor de arame ou na batedeira as gemas com o açúcar até ficarem esbranquiçadas. Pare de bater e despeje a mistura de leite sobre as gemas, misturando bem com uma colher. Volte tudo à panela do leite e leve ao fogo baixíssimo. Cozinhe, mexendo sempre, só até a mistura espessar como um mingau ralo, que cubra as costas de uma colher. Junte a polpa de araçá. Deixe esfriar e gelar, de preferência de um dia para o outro na geladeira (ou resfrie num banho-maria com gelo até gelar bem). Bata a mistura na sorveteira até ficar densa (veja as fotos abaixo). Deixe o sorvete no congelador por cerca de 2 horas antes de servir. 

Nota: Se não tiver sorveteira, passe a mistura gelada para uma tigela de aço inoxidável e leve ao freezer, mexendo com colher a cada meia hora, até congelar tudo por igual. 

Rende: 6 porções


Na sorveteira a massa fica assim. Mas precisa levar
ao freezer para completar o preparo


2 comentários:

Luzia Agustinho da Silva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juni disse...

Oi Neide, não conheço essa frutinha, mas com certeza se algum dia encontrá-la irei me lembrar de você e fazer essa receita!
Beijos, bom fim de semana.