segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Pão com centeio e frutas secas


Ontem foi dia de piquenique perto de casa e desta cozinha sairam paleta de porco assada, falafel, pra comer com pão pita e molho de gergelim, e pão de nozes. O mais trabalhoso é o falafel, mas com o processador nem é tanto assim. O resto é só demorado, mas não trabalhoso. A paleta, temperei no sábado e então foi só acordar às 4 da manhã, ligar o forno e voltar a dormir. O pão começou a ser amassado às 7 horas e enquanto a massa crescia fiz o falável com o grão de bico que já estava de molho desde a noite anterior. Às 10 horas os pães saiam estalando do forno e o falafel já tinha sido frito. Às 11 estava tudo prontinho na toalha da praça para mais um domingo prazeroso, com muita comida, muito sol e zunzunzum da criançada que brincou de reinos e floresta encantada.
Pão com centeio e frutas secas
1 colher (sopa) de fermento biológico seco - ou 1 envelopinho
3 xícaras de água morna (720 ml)
3 colheres (sopa) de açúcar
1 colher (sopa) de sal
1 xícara de farinha de centeio
1/2 xícara de óleo
1 ovo
1 quilo de farinha de trigo
100 g de nozes
100 g de amêndoas cruas
100 g de castanha-do-pará
100 g de uvas passas pretas sem sementes
Numa bacia dissolva o fermento com um pouco da água e o açúcar. Junte o restante da água e o sal. Acrescente a farinha de centeio e mexa bem. Em seguida, coloque o óleo e o ovo e mexa. Junte a farinha de trigo, aos poucos, sovando bem. Passe a massa para uma superfície de trabalho enfarinhada e sove até ficar bem lisa (talvez falte ou sobre um pouco de farinha - é só corrigir). Triture as nozes, amêndoas e castanhas no processador ou na faca até que fiquem do tamanho de metades de ervilhas. Separe meia xícara desta mistura e junte o restante à massa. Junte também as uvas passas pretas. Espiche e enrole a massa várias vezes, com delicadeza, para que as nozes fiquem bem distribuídas. Cubra a massa com plástico e deixe em lugar abafado para crescer. Quando estiver com o dobro do volume, divida a massa em quatro, molde os pães e role cada um deles sobre um pouco das nozes reservadas, espalhadas na superfície de trabalho. Antes, umideça a massa do pão para que a cobertura fique bem aderida. Coloque os pães em assadeira untada e enfarinhada. Cubra com pano e deixe crescer novamente. Leve ao forno bem quente, pré-aquecido, e deixe assar por 10 minutos. Diminua a temperatura do forno para 180 graus e deixe assar por mais 50 minutos ou até que o pão esteja bem dourado.
Rende: 4 pães



Nota: este é o jeito que você deve fazer o pão caso não tenha uma máquina de pão - ela é a certeza de que o pão ficará pronto em 3 horas. E isto se estiver fazendo calor. Uma hora e meia para amassar e crescer. Mais meia para moldar os pães e deixar crescer mais um pouco. E uma hora para assar. Mas, de qualquer forma, na bacia ou na máquina, vai dar certo. Como já disse aqui uma vez, amasso na minha máquina esta quantidade de massa por minha conta e risco e vou ajudando com uma espátula na hora de misturar (a capacidade dela é bem menor). Durante mais de 10 anos usei a minha máquina Oster, importada na época, desta forma, pelo menos uma vez por semana. Só há mais ou menos um mês uma peça dela quebrou de vez e não creio que tenha sido pelo trabalho forçado. Não achei Oster por aí e nem sei se ainda existe. E, apesar de haver outras mais caras e aparentemente melhores no mercado, acabei comprando a Cadence que tem a mesma cara da Oster e, pelo design, julguei ter a mesma competência. Acho que acertei, pois a danada trabalha duro como a outra, sem um pio de reclamação.
Mas não recomendo bater nela esta quantidade de massa para depois não vir me dizer que sou responsável pelo estrago de sua máquina. Agora, se quiser tentar - por sua conta e risco, reforço-, recomendo. É claro que a máquina não vai dar conta de assar toda esta massa e você terá que usar apenas o modo "amassar", mas neste tempo todo acho que só assei pão em máquina umas duas vezes e não gostei. O gostoso é botar a mão na massa pelo menos na hora de moldar os pães.
Cadence e Oster. Cara de uma ....

7 comentários:

Bombom disse...

Adorei este Pãozinho maravilhoso! Vou levar a receita porque fiquei gulosa, para provar! Obrigada, Neide! Bjs. Bombom

Anônimo disse...

Que boa dica! E a Cadence está com preço bom. Agora, como nunca fiz pão na máquina, é só seguir as instruções do manual? Ou ir colocando os ingredientes cfe sua receita? O legal da máquina é sempre ter tempo bom.
Abs.
Ana Maria

Neide Rigo disse...

Bombom, espero que goste. Depois me conte.

Ana, eu nunca fiz nenhuma receita que vem no manual. No modo amassar, você pode fazer a receita que quiser. Como esta minha. É só colocar os igredientes e pronto.

Um abraço, N

Gabi disse...

Uso a máquina pra fazer pão pro dia a dia e panetone. Ambos ficam deliciosos. No começo, sempre dava errado, mas peguei o ponto e melhorou mto!

Depois de ler o blog, fiz o teste de colocar o pão apenas para amassar e, depois de trabalhar um pouco, coloquei no forno. Ficou delicioso, mas ainda preciso aprimorar!!!

Obrigada pelas dicas. Amo seu blog!

Michele disse...

Que pão lindo! Estava buscando um pão de centeio e encontrei seu blog. Vou olhar os outros posts agora!
Obrigada pela receita!

Judith Meire disse...

Oi, Neide!
Esse pão deve ser muito bom! Jeito fácil de ingerir frutas secas, tão importantes na alimentação!!! (experiência própria - unhas revitalizadas...)
Abraços!
Meire

Elires Rosa disse...

Neide onde posso comprar farinha de trigo organica. Obrigada
Elires Rosa