terça-feira, 28 de outubro de 2014

Criando cogumelos em casa

Mais que uma brincadeira instigante, ver os cogumelos crescerem em tempo real enche a gente de urgência de comê-los em cada fase. Eles começam dentro do substrato úmido como granulações. No outro dia já têm corpo de cogumelos e até o terceiro dia já estão virando pra cima. Se não colher neste ponto, eles vão ressecando se o tempo estiver seco.

Esta caixa para cultivo de cogumelos em casa não é novidade mundo afora, mas por aqui nunca tinha visto até ser presenteada pela Juliana Valentini, do blog De verde casa antes da minha viagem para Uauá. Chama-se Mush Garden e é de uma empresa de Jundiaí.  Eles vendem pela internet. Já até comprei uma caixa pra minha filha Ananda.

Ops, nasceu em lugar errado 
A embalagem de papelão protege o substrato feito à base de fibras vegetais e borra de café. Quando a gente quer que o cogumelo frutifique, é só fazer um furo nas  aberturas do papelão. Como diz que pode demorar até três semanas para os cogumelos aparecerem, preferi deixar pra começar a borrifar água (o borrifador vem junto) quando voltasse. Coloquei a caixa num canto e fui viajar. Quando voltei, uma penca de cogumelo seco enfeitava a caixa - saiu por cima, em local não programado, sem abertura na caixa. Acidentes acontecem. Eles tinham frutificado e desidratado sem que ninguém notasse. Nesta hora, o ar seco ajudou.  Então, meu primeiro produto foram os cogumelos secos, que usei pra fazer risoto. Estavam deliciosos e perfumados. Nem precisei reidratar muito.

Mas estava louca mesmo pra começar a borrifar alguns buracos. Cortei duas rodelinhas do plástico com uma tesoura e comecei a irrigar. Mais que três vezes ao dia - todas as vezes em que me via frente a frente com a caixa, na maior ansiedade pra ver os pleurothus brotarem.

O fato é que não demoraram muito para estarem prontos pra ir pra panela. Em três dias já estavam no ponto de colher. De manhã eles estavam pequenos, à noite estavam enormes. Precisei levá-los comigo para o sítio, como quem carrega seu pet. Levei, então, a cachorrinha Dendê, o kefir de água, o kefir de leite, o levain, os fermentados de hibisco e os cogumelos. Vida pouca é bobagem.




Tive que improvisar uma fritada no domingo se quisesse comê-los frescos. Com ajuda dos amigos Ana Laura e  Guilherme Ranieri, picamos os cogumelos em duas ou três pedaços cada. Fritei em azeite uma cebola roxa em fatias, juntei os cogumelos e refoguei um pouco até murchar. Despejei tudo sobre 4 ovos batidos, temperei com uma pitada de sal e outra de pimenta-do-reino e juntei um pouco de cebolinha picada. Fritei em frigideira com um pouco de azeite. De um lado e depois do outro, até ficar firme. E nhac!




13 comentários:

Marina Maria disse...

Neide, há tempos estou querendo criar cogumelos em casa! Que legal saber que essas caixinhas dão certo mesmo. Mas uma dúvida: os cogumelos nascem mais de uma vez? Ou cada caixa só dá pra uma "colheita"? Um beijo!

Claudia disse...

Oi Neide!
Faz muito tempo que sigo teu blog e cada vez mais me apaixono por ele...é bom demais! parabéns e obrigada por compartilhar tanta sabedoria e carinho com todas nós! abrs

MARCIA SUSS disse...

Oi Neide, este seu blog é uma delícia. Que legal essa dos cogumelos. Adorei.
Neide tive a mesma experiência que a sua com kefir d´água (aquela água sem graça), mas como guardei umas mudinhas e vi sua receita de refresco, a vontade vai me levar a uma nova tentativa. Fiquei com uma dúvida: a mangueirinha é para quando ainda está em fermentação com o kefir, ou para quando é peneirado? Na segunda opção a tampa é substituída quando vou deixar na geladeira? Obrigada por me inspirar com seus posts. Sempre vale a pena lê-los. Beijão

Anônimo disse...

Sensacional, Neide! Nunca imaginei que cultivar cogumelos podia ser uma possibilidade em casa. Achei um presente genial para dar de Natal.
E ri com os pets extras!
bjs,
Joana

Neide Rigo disse...

Marina,
são várias aberturas na caixa de papelão. Você vai furando o plástico que está abaixo dele e pulverizando água. Não precisa abrir todos de uma só vez. Poderá ir fazendo várias colheitas. Veja o site da empresa: http://www.mushgarden.com.br/

Claudia, obrigada!

Marcia, pode fazer esta mesma pergunta lá no post do kefir? Assim, mais leitores saberão (talvez a dúvida seja geral). Obrigada!

Joana, é sim um presente inusitado, não é?

Um abraço,n

Maria Teresa Valente disse...

Boa noite Neide, que maravilha, eu a admiro muito , principalmente porque simplifica a arte de cozinhar, muitas vezes ensinando o que não conhecemos e nos dando opções de alimentos nutritivos. Amei a matéria do kefir, agora do cogumelo, da....., tudo é bom demais. Agradeço por compartilhar, abraços carinhosos
Maria Teresa

Claudia disse...

Boa noite Neide, sigo seu blog atempo, e aprendeo muito com ele.
Adorei essas caixas de cogumelos, mas não consigo abrir o site da empresa, voce comprou pelo site ou por outro sistema, se puder orientar, agradeço,
Claudia.

Neide Rigo disse...

Claudia, você tentou o link que dei acima? http://www.mushgarden.com.br?
Aqui consigo abrir normalmente. Tente, então, via Google. Comprei via site, sim. Entregaram rapidamente.
Um abraço,n

Mushgarden Cogumelos disse...

Olá Neide, fomos pegos de surpresa com esse seu post, muito lindo, por uma pessoa que merece todo reconhecimento pelo trabalho e dedicação, postando a caixinha de cogumelos.

Foi o seguidor do come-se Alessandro Pinto quem nos informou.

Realmente nosso maior intuito é o de propiciar uma brincadeira saudável.

Somos só felicidade!

Obrigado a você Juliana Valentini.

Aproveito a oportunidade e deixo aqui alguns links com referencias.

Nossa fan page - https://www.facebook.com/MushGarden

Vídeo sobre nós - www.mushgarden.com.br/videoTVEJundiai20140905

Nosso site - www.mushgarden.com.br

E-mail - kit@mushgarden.com.br

Mais uma vez, ficamos muito felizes e estamos a disposição,

Obrigado - Francisco

Neide Rigo disse...

Francisco,
agradeçamos apenas à Juliana, que foi quem me deu o presente. Eu, de fato, adorei. Agora, com esta chuvinha, tirei da caixa e coloquei o substrato no quintal. Quero ver que bicho vai dar - todos os cogumelos vindo de uma só vez. Depois eu conto. Por enquanto, já estão lá dezenas de botõezinhos.
Obrigada pelos links e parabéns pelo produto.

Um abraço,n

David Kim disse...

Amo cogumelos. Há dois anos, após uma viagem para a Finlândia, onde participei de uma caça a cogumelos silvestres, estive numa obsessão por cultivar cogumelos. Até comprei um livro de Paul Stamets, o maior especialista mundial no assunto, mas morando em São Paulo, a coisa esfriou de vez. Agora que me mudei para Campos do Jordão, vou tentar cultivar, talvez numa escala um pouco maior que a caixinha, em toras de eucalipto. Há empresas que vendem os micélios em pacotes para inoculação na madeira ou outro substrato de sua escolha.

Guibro disse...

Não tenho plantinha, odiava botânica na escola e mal posso ser considerado saudável, mas sou fãzaaaaaaaaço deste blog!

E esse cogumelo foi a ideia linda que eu tava precisando pra dar de presente de Natal pra uma apaixonada por cogus :o)

Valeu demais, Neide! Ainda mais sucesso e ainda mais saúde pra vc

Neide Rigo disse...

Valeu, Guibro. Obrigada pelo comentário. Um abraço,n