quinta-feira, 17 de março de 2016

Homus de taioba

Foto da Júlia Guedes


No último passeio pancnacity, tivemos homus para comer com o pão. Lógico, tinha que ter algo de panc´s (plantas alimentícias não convencionais), afinal era pra saber um pouco mais sobre elas que as pessoas compraram o ingresso,  para estarem ali na minha cozinha depois de termos feito uma expedição de reconhecimento de espécies comestíveis pelo meu bairro (City Lapa, daí o city do nome do passeio, só por isto). 
Disse que foi no último passeio, pois não foi. Foram nos três passeios que aconteceram desta forma organizada até agora. Em todos fiz homus, cada vez de um jeito. 

Mas a forma clássica é sempre a mesma: grão de bico, limão, sal, tahine (ou não) e alho. A diferença foi que acrescentei folhas de taioba cozidas. 

Em outros, juntei cenoura e beterraba. 

Anote aí a receita, facílima:

Homus de taioba 

250 g de grão de bico seco - deixe de molho de um dia para outro
4 colheres (sopa) de suco de limão 
1 colher (chá) de sal 
1 colher (chá) de cominho (torrado e triturado na hora) 
4 dentes de alho ralado 
4 colheres (sopa) de tahine (pasta de gergelim)
3 colheres (sopa) de azeite 
Caldo do cozimento do grão de bico, quantidade variável 

E mais, um ingrediente a escolher (opcional) 
2 cenouras médias cozidas
2 folhas de taioba cozidas e espremidas 
1 beterraba cozida 

Depois de ter deixado os grãos de molho, esfregue-os com as mãos para que as películas saiam e boiem na água. Vá descartando e lavando até que saia a maioria. Cozinhe por cerca de 1 hora ou até que os grãos fiquem macios. Reserve o caldo. 
Coloque o grão de bico com todos os outros ingredientes no processador e bata até formar uma massa homogênea (se não quiser sabor ou cor, não use os ingredientes adicionais). Escolha apenas um dos ingredientes para dar cor - ou faça o homus básico sem os legumes, divida em três, e faça um terço de cada cor (ajustando aí a quantidade de legume para um terço). 
Se a pasta estiver muito grossa, vá adicionando o caldo até chegar a uma consistência que lhe agrade. Se for mais fluido, pode ser usado como molho para carnes, peixes, frango, legumes. Mais denso, pode ser  usado para passar no pão - foi o que fiz.  Passe para um prato raso e espalhe azeite por cima. Se quiser, use algumas ervas (na foto de cima, folhas de hibisco vinagreira com azeite e grão de bico cozido). 

Rendimento: umas 10 porções  

Já estava bagunçado aqui, mas ficaram bons - taioba, cenoura, beterraba


6 comentários:

Anônimo disse...

Estou fora da região há um tempo, mas qdo regressar, vou me inscrever pra esse passeio. E como quero!! Que ideia ótima juntar pancs com alimentos tradicionais. Grande abraço, Neide Rigo. Saúde e felicidade sempre!!

Clarice.

Gerlinde in Washington disse...

Aside from the lovely green color the taro leaves provide, I hadn't even realised they were edible. I'm more familiar with the taro root.

Cristine Hawatmeh disse...

Parabéns pelo blog. Você realmente sabe o que está dizendo. Adorei ver você mencionar o passo mais importante: deixar o grão de bico de molho por 24 hrs para eliminar o ácido fítico.Muita gente pula este passo indo ao mais convencional: grão de bico cozido enlatado e não sabem que estão se prejudicando. Os enlatados além de conterem químicos prejudiciais no filme que forra a lata, não são neutralizados e contém anti-nutrientes que sacam minerais importantes dos nossos ossos. Continue seu ótimo trabalho! Cristine, Nutrinforma.com.br

Neide Rigo disse...

Clarice,
espero você, então!

Gerlinde, the "taioba" has edible leaves and roots, but is not the same species as the "taro". Taro is Colocasia esculenta. Taioba is Xanthosoma taioba (in Brazil, only eat the leaves of the taioba - but in Hawaii the taro leaves are also edible).

Obrigada, Cristine.

Um abraço,n

Unknown disse...

Neide, depois de provar o seu, peguei mania de taioba no hommous! Já fazia o de beterraba - a cor mais linda e no de cenoura, ralo uma laranja junto. Fica uma delícia o perfume da laranja com a cenoura.
Vc não imagina a inspiração que me deu depois da experiência do Pancnacity! Mas agora ando com a cabeça pra baixo, só caçando Pancs! E amando fazer Kombucha! Obrigada mesmo! :)

Thais

Neide Rigo disse...

Que bom saber, Thais!
Adorei a ideia da laranja!
bj,n