quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Uns milhos coloridos

Antes do verão, comprei milhos diferentes na feira dos bolivianos, na praça Kantuta, e também ganhei milhos de amigos. E ainda tinha milho que plantei e colhi em Piracaia. Sempre milho crioulo. Na horta comunitária plantei uma fileira junto ao muro, numa terra dura e pedregosa - não dava pra substituir. O que viesse seria lucro. Plantei também feijão de corda. O milho deu meio mirradinho, mas as espigas mal despontaram já foram colhidas - isto acontece mesmo em hortas comunitárias. Às vezes colhe-se para comer, outras, por curiosidade. Mas é o preço de ter uma horta aberta. Temos que treinar o desapego. 

O fato é que se eu não colhesse estas duas espiguinhas ficaria sem saber como saíram - sabia que os grãos sairiam coloridos e mesclados - já que milhos de diferentes variedades foram plantados juntos. Como a polinização é feita pelo vento, os pólens se misturam a menos que sejam plantados com certa distância de tempo e de espaço. 

Pois aqui estão. Maior dó de comer.







5 comentários:

Anônimo disse...

Olá, Neide. Que lindas espigas de milho!! Plantar em hortas comunitárias é, sim, um ato de desapego. Abraço !! Liliana

Juju Gago disse...

Se tem alguém que DEVE comer esses milhos é você, querida.
que belezinhas!! Logo teremos primos desses aí!! :D

beijo

Gudeg Lalas disse...

Banteng88 | Agen Bola | Agen Judi | Agen Sbobet
Agen Bola
Agen Judi Online
Agen SBOBET
Agen IBCBET
Agen CASINO
Poker Online
Agen Judi Terpercaya
Prediksi Bola
Bandar Judi
Bandar Bola
Judi Online
Bola Online

BIOFONTES disse...

Neide, vc vende sementes de milho crioulo?

BIOFONTES disse...

Neide, vc vende sementes de milho crioulo?