quarta-feira, 3 de junho de 2015

Favas brancas com orelhas de porco

Adicionar legenda
Mesmo quando fico só um dia na casa dos meus pais, saio de lá com a recordação de dois ou três pratos apetitosos que vão ficando na saudade quando chego em São Paulo.  Claro, a gente pode fazer igualzinho por aqui,  mas não tem a fumaça do fogão à lenha, a pimenta colhida no quintal e tantos outros fatores que entram ali como temperos.

Quando cheguei lá, vários pedaços de carne bovina e suína estavam penduradas em ganchos sobre o fogão, recebendo durante todo o dia o calor manso e a fumaça perfumada da lenha que queimava. Orelhas e rabos de porco e a carne bovina estavam ali pra virar carne de fumeiro que iria para a feijoada do outro dia.  À noite as carnes são recolhidas. Por isto, a orelha que minha mãe usou na favada não era aquela que defumava, mas poderia. Usou, sim, orelhas frescas mas que salgou um dia antes e deixou na geladeira e não senti falta das defumadas. Fica uma delícia, acredite. Orelhas são crocantes por dentro e gelatinosas por fora.  E servido assim, com arroz recém-feito,  umas rodelas de laranja do quintal, pimentas e alho em picles e refogado de orelha-de-padre da cerca, é pra comer sorrindo e agradecendo muito.

Deixo aqui a receita, pois.

Favas brancas com orelhas de porco

500 g de favas brancas (feijão-de-lima) deixadas de molho um dia antes
4 orelhas de porco bem limpas, secas e temperadas com 1 colher (sopa) de sal um dia antes e deixadas na geladeira
1 colher (sopa) de óleo
3 dentes de alho socados
1 gomo de linguiça calabresa ou portuguesa
1 colher (chá) de cúrcuma (açafrão-da-terra)
4 colheres (sopa) de salsinha picada

Escorra a fava, cubra com água limpa e leve para cozinhar em panela de pressão por 20 minutos. Abra, veja se está cozida e reserve (não deixe faltar líquido - se precisar, complete com água fervente para que as favas fiquem imersas). Lave bem as orelhas e corte em pedaços. Também em panela de pressão, refogue o óleo com o alho. Junte as orelhas, o gomo inteiro de linguiça e a cúrcuma. Mexa bem e junte água que cubra. Tampe a panela e cozinha a orelha por cerca de 20 minutos ou até ficar macia. Junte a fava reservada, corte a linguiça em rodelas e devolva à panela, e cozinhe por mais 10 minutos. Prove o sal e corrija, se necessário. Por fim, junte a salsinha picada e sirva.

Rende: 8 porções


6 comentários:

Feyza Yaren disse...

nice

kadın giyim,uzun elbise,uzun abiye,bayan kıyafet, uzun tunik,bayan elbise,bayan ceket,emporio armani kol saati,guess saat,armani erkek saat,uzun etek,sexi iç giyim,babydoll,tissot erkek saat,fantezi iç çamaşır,fossil erkek kol saati,daniel clein kol saati,uzun tunik,fantezi kıyafetler, bayan gömlek, mini etek,bayan ceket,guess collection bayan kol saati,lacoste kol saati,diesel kol saati,etek,uzun tunik,uzun triko,kol saat,fantezi iç giyim, düğün abiye,nişann elbise
fantezi erkek iç giyim,burberry kol saati, michael kors kol saati, Armani AR5890 kol saati

César disse...

Oi Neide
Onde posso comprar mudas ou sementes de orelha de porco?
Um abraço
Antonio César

César disse...

Oi Neide
Desculpe. Retifico: quero saber onde posso adquirir mudas ou sementes de ORELHA DE PADRE
Antonio Cesar

Flávio Agazzi disse...

Muito interessante o blog
Parabéns!

FLAVIO AGAZZI

Luma Rosa disse...

Oi, Neide!
Existe algum outro tipo de fava? Compro sempre que viajo para o Sul de Minas e elas espumam. Por isso me disseram que temos que aferventar e ficar trocando de água até que a espuma suma. É isso mesmo?
Gratíssima!!

Neide Rigo disse...

Luma,
algumas favas são mais amargas e precisam ser fervidas várias vezes. Algumas são mais mansas, sem amargor e princípios tóxicos e basta um demolho. Esta que minha mãe fez não tinha espuma ou amargor.