sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Uma trufa de verão e o dente-de-leão. Ou talharim de dente-de-leão com tartufo na manteiga

Já ia até dizendo tartufos em vez de tartufo. Porém, era só um que havia no vidrinho. Ganhei da amiga Marly, que trouxe da Itália. Ele ficou rodando pela cozinha e eu sem saber o que fazer. Até que tive que usar o dente-de-leão que também tinha colhido sem ideia do que iria virar. Já falei da erva aqui: http://come-se.blogspot.com.br/2009/01/tempo-de-dente-de-leo.html

O dente-de-leão veio na colheita do dia (todos os itens foram colhidos
nas ruas do meu bairro, incluindo a macaúba)

O tartufo de verão

Pensei, então, em fazer um macarrão com o dente-de-leão no molho, com linguiça ou bacon, cuja receita já dei aqui no come-se e está no link acima. Mas queria poder usar o tartufo,  que se perderia no meio do mato. Pronto, então, vou fazer spatzle. Até comecei do mesmo jeito, cozinhei a erva, juntei ovo e água e bati no liquidificador. Mas lembrei que, além de ter comido spatzle de algum outro mato no dia anterior, também me ocorreu que não combinaria muito o tartufo com a massinha. Foi então que decidi fazer o macarrão com o dente-de-leão na massa. Como se fosse uma massa de espinafre, só que com o começo da massa de spatzle, que já não dava mais pra mudar. Na massa clássica, não entraria água. Aí está a diferença, mas deu tudo certo.

Aliás, posso dizer que ficou quase perfeito (claro que não serviria pra minha amiga Ana Soares, do Mesa 3, por exemplo).  O amargo do dente-de-leão não se percebeu no talharim, que ficou com sabor herbáceo e coloração verde discreto. Combinação, agora sim, perfeita para o tartufo fatiado fininho passado na manteiga. Para finalizar, umas lascas de queijo canastra da Romilda, só um pouquinho pra enfeitar e não se sobrepor ao tartufo nero (Tuber aestivum, scarzone ou trufa de verão é um tipo mais acessível de trufa, com uma crosta agradável de mastigar, crocante, friável, uma polpa macia e um sabor delicioso). Então, a quem possa interessar, a massa que fiz.



Talharim de dente-de-leão: cozinhe em água por cerca de 5 minutos um tanto de folhas de dente-de-leão de modo que depois de cozidas e espremidas rendam meia xícara de chá.  Coloque a erva numa xícara inteira, junte um ovo e complete com água. O conjunto todo dará uma xícara. Bata tudo no liquidificador com uma pitada de sal. Passe para uma tigela e junte farinha de trigo à medida que vai amassando, até conseguir uma massa bem densa. Sove bem, abra na máquina de fazer macarrão e corte em espaguetes.  Se não tem a maquininha, abra com rolo até ficar bem fininha a massa, sempre polvilhando com farinha. Enrole e corte os talharins. Vá colocando sobre pano polvilhado de farinha. Cozinhe em água abundante por alguns minutos e sirva com molho. O meu fiz apenas aquecendo uma colherada de manteiga e juntando metade da trufa picadinha. Quando a manteiga começou a dourar, desliguei o fogo, juntei a outra metade da trufa fatiada e misturei à massa escorrida. Umas lascas de queijo e nhac! (pra dois a manteiga com trufa, mas a massa rende 4 porções).

E nhac! 

3 comentários:

Anônimo disse...

Neide boa noite eu nunca vi um dente de leão tão chique sô.,ficou muito amargo,a massa ficou boa com este calor não ta ficando boa a minha.bjs.(Diulza)

Anônimo disse...

Salivei!...
Daniela

Paty B. disse...

Adorei seu blog, muito interessante!

Bjos