sexta-feira, 16 de janeiro de 2015

Livro de receitas do Come-se

Calma, calma. Não tem livro algum e a preguiça ainda é grande de me debruçar no blog para selecionar. Mas hoje, pela primeira vez, senti falta de um livro de receita do Come-se. Vira e mexe preciso repetir uma receita e não me lembro da fórmula que registrei aqui - e se registrei foi porque testei e não corro o risco de errar fazendo de olho.

Agora, por exemplo, queria fazer a torta de manga verde da mãe do Flores, e precisei pesquisar. E o sorvete de uvaia, que vou adaptar para araçá, também. Quando estou com o computador ligado, tudo bem. O problema é nos finais de semana, quando deixo a máquina desligada. E procurar no celular com dedo grande não é tão simples.

Por estas e por outras, gostaria de pedir a ajuda do leitor e da leitora. Você já fez alguma receita do blog e gostou? Uma receita que sempre faz, que dá certo e que gostaria de ver registrada num livro?  Como não sou boba, nem nada, vou reunir a seleção dos leitores, assim faço também as minhas, mando imprimir um livrinho simples e barato e todo mundo sai ganhando deixando a grande obra na cozinha para ficar toda respingada de massa, de gordura e de pingos coloridos. Que tal? Mande sua sugestão.


57 comentários:

Julia B. disse...

Neide,
Eu sempre faço o teu bolo de chocolate, todos amam, sempre dá certo. Essa receita não pode faltar no teu livro, vou aguardar ansiosa.
Beijo,
Júlia

Enoque Diniz disse...

Olá, Neide. Sem pestanejar: broinha de fubá de canjica. de tanto fazer já decorei o modus operandi... rs Aproveito pra dar um pitaco: colocamos raspas de laranja (01 unidade média de laranja pera) na massa. Ficou muito perfumada a broa...

Paulo Antonini disse...

Que iniciativa excelente, Neide!
Faço sempre a geléia de mocotó (http://come-se.blogspot.com.br/2008/09/gelia-de-mocot.html) e uma amiga tem feito sucesso com a receita de goma de erva-cidreira (http://come-se.blogspot.com.br/2014/05/bolinho-de-goma-de-mandioca-com-capim.html).

Vah Netto disse...

Váaarias... uma só não dá! =/
O pudim de um ovo só (faço toda semana), a deliciosa geléia de jabuticaba, a compota de pêssego verde (amo s2), petit suisse (certeiro em tempos de fartura de leite), bolo de manga que sempre faz sucesso. Sim! sou uma formiguinha! rsrs
E pra não esquecer dos salgados, as almôndegas no vapor (infinitamente mais gostosas que as fritas) e a caponata de coração de banana.
Abraços, Vah

Yara disse...

O pão fofo! Ganhou ate novo nome de batismo no meu caderno de receitas: é o Pão Fofo da Neide :o) sempre faço, sempre dá certo, eita receita boa!!!

Vah Netto disse...

Esqueci da picanha de panela da Ilza, que faço com coxão duro e fica delicinha! ;)

Gabi disse...

As receitas de pão são magníficas!

Carla Chaves disse...

Pão para picnic, e Chutney de manga verde cru! dar certo! abraços

Amostras Grátis disse...

Adroooo

Nicole disse...

Vivaaa!!! Vai ser um best-seller, sem dúvida! ;)

O pão-do-zero, com o beabá do levain não pode faltar! E aquele pãozinho de queijo maroto que nunca zica. Outra coisa que eu acho super útil - não é exatamente uma receita - é a postagem sobre os brotos (como fazer, o que usar, etc).

Beijo e boa sorte, Neide!

Ana Carolina disse...

Ótima ideia, Neide! Mas são tantas receitas que eu gosto, sempre que quero fazer alguma coisa que não tenho receita o primeiro lugar que procuro é no come-se!
A que eu mais faço é a de bolo de fubá (que pode ou não levar ovos), do post "O piquenique de maio e o bolo que levamos".
O pão com que leva tubérculos (batata doce, taro, mandioca, etc) é sucesso também, do post "Pãozinho de mandioca"
Esse pão de queijo com polvilho doce: "Pão de queijo da Ilza. Ou o verdadeiro pão de queijo. Quinta sem trigo 26" e esse pão de queijo com polvilho azedo: "Quinta sem trigo 19: Pão de queijo" também são ótimos.
E esse pãozinho com polvilhos também é bem bom: "Quinta sem trigo 4: pãozinho de cará com polvilhos".
Acho que essas são as minhas preferidas e que estão no meu livro de receitaas, porque não podem faltar! =)

Anônimo disse...

Neide,
Acho que é a primeira vez que comento aqui.
Adoro seu blog.
Como sugestão para o livro , poderia ser os cubinhos de mandioca encruada.

Daphne Vasco disse...

Ha uns 2 anos decidi que queria produzir meus proprios paes e nada se compara aos que voce faz, raizes incluidas, mais saudaveis, macios e deliciosos. Coloque um deles, nem sei dizer qual gosto mais.

Leticia Cinto disse...

Ah, difícil selecionar, porque o blog é o meu caderno de receitas. Fico doida quando a internet cai e eu não consigo ver, rsss. Sempre faço o bolo de chocolate (e sempre leio a história de como ele foi importante numa época da sua vida), o pão de batata doce e o (a?) quiche de caruru. Mas depois de ver os comentários acima, vou xeretar essas receitas preferidas dos outros leitores, parecem boas! Preciso achar um lugar para "roubar" manga verde para fazer o chutney :)

Anônimo disse...

Olá Neide!!

Eu fiz varias vezes aqueles pudinzinhos cozidos no vapor e sempre ficavam uma delicia!! Aquelas bolinhas de queijo de kefir no azeite são uma delicia também! Aliás todas dicas sobre kefir são ótimas!!

Cátia Milhomens



Juba disse...

Livro, sim! Livro, sim! Eee!

O que faço direto é o mingau de alho e o ghee.

Neide, aproveito para dar um pitaco: seria bom se o blog permitisse ações com o botão direito do mouse. Sei que isso torna mais fácil pra quem quer copiar os textos, mas às vezes queremos abrir vários posts em diferentes abas, em especial aquelas sugestões que vêm abaixo do texto, ou algum link que você coloca, e a navegação fica prejudicada.

De resto, uma receitinha que gostaria de saber se você conhece, é a de um prato italiano que leva apenas favas cozidas com sal, pão italiano, alguma verdura amarga (cozida separadamente pra perder um pouco do amargor) e azeite. Fica deliciosa, de repetir, e tanto pode ser feita com bons produtos italianos quanto com fava nacional branca ou rajada, pão amanhecido e catalonha. Basta cozinhar as favas de forma que fiquem macias, mas sem desmanchar, juntar a verdura cozida e pão até que o caldo vire um mingau. Regar com muito azeite na hora de comer. Nham!

Maria Teresa Valente disse...

Bom dia Neide, que bom que você vai fazer um livro, eu me perco por aqui.
Você fez comentário da Grumixama roxa e eu tenho 3 árvores da amarela, você chegou a preparar alguma coisa com a Grumixama? Me dá tristeza de ver o quanto se perde, porque ela carrega demais. O que mais me encantou foi como você nos mostrou a versatilidade da mandioca, inclusive com a receita dos putos filipinos; gostei muito da fermentação natural para pães, agora, se quer saber, tudo o que você partilha é muito especial e seria maravilhoso ter em livro, assim, fica mais fácil consultar.
Agradeço por partilhar conosco suas experiencias, desejo que seja sempre muito abençoada...... sucesso, abraços carinhosos
Maria Teresa

Patrycia disse...

Oi, Neide,
são muitas receitas ótimas, mas uma que sempre faço é o pão com abóbora. Fiz até um post no meu blog onde coloco a receita (com os créditos, claro), essa é imperdível! Sempre adiciono o que tiver em casa, nozes, castanhas, sementes de girassol, chia e linhaça, passas. Dou de presente às vezes, num saquinho de celofane com laço de fita e é sucesso garantido. Esse não pode faltar!
Bj

lili disse...

PÃO DE QUEIJO!!!!!!

Patrycia disse...

Oi, Neide,

é que esqueci de colocar o endereço com a minha receita preferida:
http://come-se.blogspot.com.br/2011/09/pao-de-abobora-com-nozes.html

E o nome do meu blog, se alguém quiser acessar, é www.mesanafloresta.blogspot.com
bj

Neusa Mitsuko disse...

O lobozó em primeiro; chá , xarope e picolé de hibisco com especiarias em segundo; kefir; broinha de fubá; bôlo de chocolate; pão de queijo.

Anônimo disse...

Oi Neide! A receita do bolo de chocolate infalível eu sempre faço é ótima!(acrescento sempre um pouco de licor de cacau pra dar um toque). As receitas de pão de queijo (fiz mais de uma), a da polenta e muitas outras que uso como inspiração, como os mexidos. Esse blog tem só coisa boa!!Inspirador!
Beijos,
Ananda

Unknown disse...

Olá Neide. Sempre penso que um bom editor selecionaria e criaria uma série fantástica de livros com o conteúdo do seu blog -- quase nada se perde
no seu blog.
Será que uma editora se anima?
Bj. Denise Abdalla.

Anônimo disse...

Ótima ideia!! Eu tô sempre pesquisando o blog por algum ingrediente ou tempero, mas algumas receitas qdo batem na caixa postal dá pra ter certeza que vieram para ficar! O Lobozó é a campeã e agora tem o Carril que tá entrando na rotina. Já viu que sou dos salgados, práticos e saborosos!

Obrigado por tudo! Bj, Daniel Soeiro

Gilda disse...

As que eu mais faço:cuscuz de inhame, cozido baiano, lobozó, kefir (este é todo dia) biscoitinho de amendoim, dadinhos do mocotó, as geleias, pão de mandioca, de abóbora, lombo usando o modo de fazer do pernil, frango na farinha de milho do piquenique, bolinho de taro, batata doce frita com água, conserva de pimenta e até a taioba, que depois que fiz do seu jeito ficou melhor, spatzel verde, a massa e os recheios de ravioli, orelha de padre, e na verdade já copiei um monte de receitas no meu caderno para quando não tenho internet. E acho que se couber o blog inteiro no seu livro, vai ser bem empregado.É só coisa que vale a pena, mesmo para de vez em quando.

Anônimo disse...

Oi Neide, a gente adora as tuas receitas, mas vamos destacar duas que fizemos várias vezes (agora acabou o fubá de canjica e tivemos que parar, por enquanto).
Então citamos duas receitas: broa com levain e brinca de fubá de canjica.
O livro eu levo pra autora autografar, ok?
Beijos daqui da bota
Gaby

Anônimo disse...

Não era "brinca" de fubá de canjica e sim broinha que o corretor resolveu mudar

Telma disse...

Grande Ideia, Neide!
Ja fiz muitas receitas, mas assim de pronto recomendo aquele pão de raizes que é simplesmente maravilhoso!
E vamos aguardar o livro!
abraços,
telma

Unknown disse...

Neide, faço sempre um bolo de banana com aveia das suas quintas sem glúten!! Amo, a cada 15 dias ele aparece aqui em casa! :D

Drika disse...

Neide, eu quero um livro seu. <3 beijinho. Drika

Fernando Goldenstein Carvalhaes disse...

As receitas que mudaram minha forma de ver o mundo foram, entre outras, o curry de manga verde, curry, receitas com PANCs, sambal, mãe do vinagre, mole poblano e nixtamalização do milho. São receitas que reinventam o uso dos ingredientes que estão sempre por ai, porém utilizados de maneira completamente inusitada. Adoro ver a cara de quem experimenta os pela primeira vez, para lembrar da que eu devo ter feito quando o fiz. Além disso, não pode faltar o levain, as bebidinhas de kefir, e receitas de cozinha sem vergonha, para que as pessoas compreendam melhor e se reapropriem deste espaço de restauração, experimentação e convivio tão importante que é a cozinha. Você sabe que já sonhei tanto com o livro do come-se que fiz um caderno sobre ele, com possíveis logicas de apresentação das receitas......

Silvana Cordeiro de Lima disse...

Neide com voce aprendi a cultivar e consumir kefir e, de receitas com ele, gosto do lassi de kefir e o manjar de coco com kefir e calda de morangos! A torta de bacalhau da Ilza também fiz e é deliciosa. Gostei muito e já fiz inúmeras vezes o lobozó e o mingau de alho. Ah! e o chá gelado de hibisco com especiarias fã! É muito bom! Abraço!

Juju Gago disse...

oi Neide!

muitas das suas receitas eu uso de inspiração pra fazer minhas próprias alquimias. Mas muitas eu sempre faço do jeitinho que você ensinou, e repito inúmeras vezes:
a broinha de fubá de canjica, pão de abóbora(tem duas receitas, creio, e eu faço as duas), o pão de queijo da Romilda como você registrou. Spatzle!
E aquelas coisas de xarope, de frutas, chás... Adoro!

Ah, um livro!
Eu esperava por esse momento há muito!

beijo

Clau Gavioli disse...

Oi, Neide, eu sempre faço o bolo de abobrinha e ricota.

Mari disse...

Não esqueça o bolo de nozes com cenoura da Flora!
As outras que faço e que me lembro já foram citadas.
Inclua muitas, por favor. Morro de medo dessa internet sumir com tudo...e lá se vai meu arquivo, onde procuro primeiro receitas ou ingredientes...

Paula Siqueira disse...

Ei Neide, super boa ideia. Vão as que eu lembro de cabeça:

O brigadeiro feito com banana, manteiga e cacau.
A canjiquinha (xerém) feita com a mesma medida de arroz e a dica de passar na peneira para requentar as sobras.
A sopa de mandioca da sua mãe, feita com carne pescoço!

Carlamalignah disse...

Oi Neide,

Sigo por aqui desde muito, mas comento nunca. sou de uma época que fizemos um amigo oculto da blogosfera de comida, deve ser coisa de 2007 ou 2008 :)

Enfim, o que mais gosto é que seu blog é enciclopédico pra coisas incomuns (por exemplo, outro dia ganhei uma croá e seu blog foi quem me ensinou a fazer o suco).

Também acho que o passo a passo da fermentação natural é uma coisa bacana de se incluir (apesar de gostar muito do livro do Luis Américo Camargo). Uma receita que sempre faço e distribuo presentes(e que vem a calhar nessa época de pimentas) é sua geléia de pimentas. O melhor resultado que já vi, em termos estéticos e de paladar.

Também votaria em incluir receitas de PANCs, para que esse conhecimento não se perca. Aliás, não conheço nenhum livro físico sobre matos de comer. É o tipo de coisa que editorialmente pode dar certo. (se vc conhecer algum, me dê de dica!)

Abraços,
Carla

heloisa de mesquita inoue disse...

Gostei da ideia! Vou pesquisar, tá? Beijos!

heloisa de mesquita inoue disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

oi Neide, uma coisa muito legal e que amei e faço sempre é brotos de bambu, jaca louca, lobozó com todos os restinhos do final de semana, seu blog é maravilhoso

Andreza Biagioni disse...

Neide, que sucesso!!

Fer Guimaraes Rosa disse...

Neide, sua receita coringa e onipresente na minha cozinha é a do seu pão de queijo de liquidificador, que sempre dá certo e adoramos. Se sair livro, eu quero um [e encomendar outros!]. \o/ beijoo

André Coelho disse...

Simples e que sempre deu certo: o pão de abóbora (que serviu de base pra adição de outros legumes, também). A tortilla de maiz nixtamalizado algumas vezes dá certo, outras vezes não, mas quando dá eu morro de alegria. A nixtamalização é assunto de pouquíssimos (ou quase nenhum?) livros em português, seria bom tê-la registrada assim. :D

Joelita disse...

Bom dia, Neide,
As receitas que vieram pra ficar, por enquanto: broa de fubá de canjica, bolo de fubá de arroz fermentado, pão de banana-da-terra com castanha-do-pará, cozidinho indiano de jiló e tortilla de milho nixtamalizado.

Letícia disse...

Neide,

Também é a primeira vez que comento,
Acho seu blog incrível! Para mim cada post é uma aula.
Você tinha que escrever um livro mesmo, mas se vai compilar algumas receitas, as que fiz e amo são:
Pãozinho de cará com polvilhos - delicioso!
Bolo de natal sem glúten - fiz para um chá na minha casa e amaram!
fritada-de-cara-ou-inhame-da-costa -ainda não fiz, mas acho esta ideia ótima

Hibisco, vinagre, levain, suas histórias. É tanta coisa...

Outra coisa que gosto é quando vem para São José ou Curitiba. Sou de Curitiba, então acho o máximo quando fala daqui.
E como você falou, também fiquei triste quando disse que venderá seu sítio em Piracaia...

Parabéns pelo seu trabalho!

Um abraço,
Letícia
uma farmacêutica que quase fez nutrição e ama poder aprender sobre comida...

Kamilla disse...

Bolo de cenoura e nozes da Flora!

Miguel Vieira disse...

Oi Neide,

todo mundo na expectativa por esse seu livro, hein! :-)

Tem uma receita que todo ano (quando é época, como agora) me faz voltar à caixa de busca do seu site: é a de umbuzada. Volta e meia também revisito o "truque" pra dessalgar carne seca na hora. E namoro fazer as suas receitas de pão-de-queijo, panetone (deve ser perfeito para presentear no fim do ano), curry de semente de jaca, a mini-epopeia que é a tortilla de milho...

Pão de fermentação natural e tapioca (a partir do polvilho, não da mistura de supermercado) eu já tinha "receita" e fazia, mas acho que os seus textos sobre esses dois são muito bons, valiam ir pro papel.

Beijo,
Miguel

P.S. -- sobre Piracaia: que pena... na torcida pra que em outro momento mais propício surja um canto no mato.

Anônimo disse...

Ola Neide,
eu fiz seu panetone no final do ano com o levain e ficou perfeito, a receita é garantida!
estou esperando este livro,
Abraço
Carla Guariglia

Suzy BichoPapinha disse...

Oi Neide, esse livro já é muito aguardado.
Eu faço várias das tuas receitas, replico algumas. As duas de maior sucesso são o panetone e as salsichas.
beijo,

Laura Valente disse...

nossa, neide, uso tantas, mas tantas receitas suas! seu blog é minha maior referência! aprendi tanto com ele...
minha preferida para dias apressados: aquela panqueca de farinha de arroz e feijão-fradinho. é muito simples e genial!
vou comprar vários exemplares do seu livro pra dar de presente!

Neide Rigo disse...

Caros,
desculpe não responder individualmente, mas saibam que respondo mentalmente a cada sugestão lida. E, poxa, agora quase já tenho o livro pronto. Super obrigada pela colaboração. Agora tenho que ver se me animo.

Um abraço,n

Letrícia disse...

Ai, Neide, é difícil falar de uma só receita. Sempre faço aquela quase caponata de forno, a granola à moda da casa (que já ganhou a cara da minha casa), já fiz vários dos pães, já me inspirei em vários dos acompanhamentos e saladas... aliás, lendo os comentários acima, deu até vontade de fuçar as sugestões deles também :-)

Ah, mas uma coisa que poderia ter num livro de receitas do Come-se é um pouco das informações incríveis que você oferece além das receitas - a gente aprende muito sobre as propriedades nutricionais dos alimentos, sobre como escolhê-los, como replantá-los em casa... eu mesmo vou plantar cebola essa semana ;-)

Beijos e obrigada por trazer vida, cor e sabor à internet. Sou uma graaaande fã sua :-)

Vera disse...

Oi Neide,
Ontem o jardineiro colheu cedinho um saco de mangas verdes das árvores do estacionamento da empresa (estão carregadas!)
À noite fiz a torta e trouxe hoje cedo aqui para o trabalho. Sucesso total! O curioso é que o sabor lembra maçã e damasco rs rs rs
Sobrou polpa para fazer outra torta e mangas verdes para passar para uma amiga que já é leitora do seu blog e quer fazer também.
http://come-se.blogspot.com.br/2013/01/manga-verde-torta-de-manga-verde-coluna.html

E o suco de capim santo também merece ir para o livro.

Abraços, Vera.

Patricia disse...

fizemos um pão de queijo que não precisava escaldar o polvilho,e fazemos sempre o bolo de leite(um que a receita veio de uma moça do Norte do pais,e que vai em forma de furo central,fica meio igual pudim,adoro!)...e estamos para testar outras coisas!

Patricia disse...

ah,lembrei mais coisa,também,por sugestão sua mesmo,usei folhinhas de pitanga,para aromatizar meu arroz colorido,ficou bom!Vou lembrar outras coisas...

Anônimo disse...

Relendo posts antigos... Fiquei curiosa.. Fez seu livro?
Ps:Seu blog me inspira muito, me anima a plantar e cozinhar, fiz umas 10 mudas de jatobá para espalhar por aí, por um mundo mais verdinho. Bjo, Vah

Neide Rigo disse...

Vah,
estes comentários todos são preciosos e estão aqui guardados para quando acontecer. Pois é, o tempo não é mais comandado por nós. Bem que eu gostaria, mas depois deste post não aconteceu nada - só o tempo escorregando pelos dedos.
Que legal saber das mudas de jatobá!
Obrigada! Um abraço,n