quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Kefir beer, country wine, espumante caseiro

Nada de O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.estadao.com.br/noticias/geral,refri-proibido-para-menores-imp-,4870O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.estadao.com.br/noticias/geral,refri-proibido-para-menores-imp-,4870O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.estadao.com.br/noticias/geral,refri-proibido-para-menores-imp-,4870máquina carbonatadora que injeta gás carbônico em água gelada para fazer bebidas gasosas. Estes refrigerantes são muito  mais que isto. São bebidas naturalmente gaseificadas e alcoólicas.

Entre meus amigos, está virando moda. O Guilherme faz, minha vizinha Ana, a amiga Ana Laura e a Sonia (levamos a bebida num picnic do Slow Food neste último final de semana na ecovila Clareando, em Piracaia, e foi um sucesso). Está todo mundo explorando como nunca suas colônias de kefir-de-água.  Eu já tive kefir de água anos atrás, presente da Neka Mena Barreto. Não achava muita graça naquele caldo de açúcar mascavo com gosto de água choca. Por isto, logo troquei pelo kefir de leite, que tomo todos os dias no café da manhã batido com frutas (bem, se você não sabe o que é kefir, há alguns posts aqui no Come-se).

Mas o fato é que meu amigo Guilherme, que faz refrigerante de batata-doce (do excelente blog Matos de Comer) me incentivou a ter o kefir de água novamente e desde então venho fazendo progressos nas bebidas que faço com ele. Algumas têm cara e sabor de espumantes suaves, outras ganham corpo de cerveja ou de refrigerante alcoólico. A depender do açúcar inicial, o resultado fica na linha do paiauaru ou do kwas - estes, fermentados sem um iniciador.

O kefir é uma colônia de leveduras e bactérias que funciona como um iniciador ou fermento (além dos efeitos probióticos - melhora a flora intestinal, a imunidade etc). É claro que isto é só um projeto que precisa ser aperfeiçoado. Ainda preciso aprender a controlar melhor a fermentação e o teor alcoólico, mas aos poucos e com os erros estou chegando a um bom resultado. Para aperfeiçoar, quero ainda comprar um medidor de grau brix - mede-se a densidade de açúcar inicial e após a fermentação e, com uma fórmula, chega-se ao teor de álcool da bebida. Quanto à fermentação, já não produzo mais bombas caseiras depois que resolvi adotar de vez o velho e bom selo-d´água na falta de um airlook (já mostrei o selo d´água quando mostrei o feitio de vinagre - que necessita de fermentação prévia).

Por enquanto ainda não tenho uma fórmula do espumante, mas tenho mantido várias garrafas borbulhantes no balcão da cozinha como experimentos. Em poucos dias produzo espumantes frescos e diferentes, bons para estes dias quentes. De frutas, gengibre, ervas, hibisco. Ainda tenho muitas combinações em mente, mas por enquanto, vou falar apenas como faço o de hibisco e você pode ir criando o seu, a gosto.  O teor de açúcar é que vai determinar o grau alcoólico.  Costumo fazer um refresco de hibisco cozinhando cerca de 100 g das flores (sépalas) secas em 3 litros de água e adoçando com 1 xícara de açúcar orgânico. Peneiro, adiciono 1 colherada de grãos de kefir de água e deixou fermentando com o selo d´água (é só inserir uma mangueirinha bem ajustada na tampa de uma garrafa Pet ou rolha e deixar a ponta dentro de um copo com água - o gás carbônico sai mas o oxigênio não entra). Quando acabarem as borbulhas, praticamente todo o açúcar se transformou em álcool. Basta agora engarrafar e deixar na geladeira por uns dois dias.

Mas se quiser uma segunda fermentação na garrafa, e é isto que vai torná-la frizante, adicione 1/2 colher (chá) de açúcar dentro de cada garrafa de 500 ml (daquelas de cerveja reutilizadas, com presilha) e deixe mais dois dias em temperatura ambiente. Antes de abrir, coloque a bebida na geladeira por um dia. E ainda assim, enquanto ainda não sabe domar a fermentação, abra a garrafa apontada para o céu. Se não tiver garrafas com presilhas (vale comprar uma cerveja industrial só pra isto, pois estas garrafas são quase eternas), use garrafas de água com gás vazias, pois são mais reforçadas e suportam a expansão do gás. Basta, pelo menos umas três vezes por dia, desrosqueá-la devagar para deixar escapar o excesso de gás.

Para que isto não aconteça, segure a tampa com a mão,
deixando escapar um pouco do gás antes de entornar
no copo

Bebendo estrelas

Cozinha de experimentos - e o kefir no pote ao lado (para fazer o selo d´água,
basta furar com ferro quente a tampinha e ajudar a mangueira sem folga
alguma para entrada de ar (a mangueira não deve encostar no líquido)

Espuma densa

Flor de sabugueiro com gengibre - ficou horrível
Com flor de sabugueiro e limão rosa


Geladeira cheia para o picnic do Slow Food Piracaia - estas, da amiga Sônia

Quem provou, aprovou




O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://www.estadao.com.br/noticias/geral,refri-proibido-para-menores-imp-,4870

18 comentários:

Gláucia Mimbi disse...

Aprovadíssimo o seu espumante de hibisco!!
Porém meu coração do estômago se derreteu com aquela massinha fantástica!!
Como acho a receita no blog?
Prazer enorme em conhecê-la pessoalmente, aguardando uma oportunidade de aprender muitas delícias com você,
abraço carinhoso da Gláucia.

Eduarda Couto disse...

Ai que vontade de experimentar essa maravilha!
Onde posso conseguir Kefir?

Kefir - Alimento Probiótico disse...

Olá! se precisarem de doações de Kefir acessem o blog, a lista de doadores está organizada por item, por país + Estado + cidade; se for ganhar por carta, enviem selo e envelope antecipado - não vendemos Kefir, SEM DEPÓSITO BANCÁRIO. ah! provem outros probióticos também.
Blog Kefir Alimento Probiótico | Fan Page

Anônimo disse...

Neide é alquimista!
Beijinhos
Manuela Soares

Neide Rigo disse...

Gláucia,
fico feliz que tenha gostado. O nome da massinha é spatzle. Veja na caixa de busca quantas opções.

Eduarda, meu amigo Guilherme Ranieri tem (http://www.matosdecomer.blogspot.com.br/). E veja aí embaixo também.

Manuela, bem que eu gostaria...

um abraço,n

Eliane disse...

Gláucia,
Muito obrigada por compartilhar suas experiências com todos nós.
Estou super animada, pois assim como você no passado eu já cultivei o kefir de água, mas acabei enjoando do gosto , e ele se perdeu na mudança que eu fiz para Juiz de Fora. Agora eu ganhei uma boa quantidade de grãos, e vou tentar fazer da maneira que você ensinou. Deus te abençoe. Eliane Gama Lara

Eliane disse...

Gláucia,
Boa tarde ...
Quantos dias é necessário deixar o kefir fermentar em suco de uva para virar vinho frizante ?
Muito obrigada.

Anônimo disse...

Olá gostaria de saber em que momento vc tira o kefir ... Quando vc acresenta açúcar vc já retirou eles ou só depois na hora de servir vc vai peneirar?

Neide Rigo disse...

Anônimo,
tire o kefir antes de engarrafar. E cuidado com a fermentação. A garrafa de vidro, mesmo com presilha, pode estourar.
N

Anônimo disse...

Bom dia Neide,

Estou com uma dúvida. Você coa a bebida antes de engarrafar ou os grãos de kefir vão junto para auxiliar na carbonatação? Se puder enviar algumas receitas e dicas, agradeço. Tenho todos os equipamentos necessários para produção de cerveja artesanal (densímetros, airlooks, manômetros, etc.), pretendo fazer uns testes.

Att,

Luiz

luizduenas@hotmail.com

Anônimo disse...

Neide...
Amei seu blog! Fiz a sua receita do "espumante de Hibisco"- Kefir de água e ficou maravilhoso. Eu, como amo hibisco, fiz ele mais forte (acrescentei mais que 100g) aí ficou mais rosa a cor e ficou muito bom mesmo.
Na segunda vez que fiz acrescentei na hora de beber um como de suco de uva (gelado) e um pau de canela. Pirei! ficou mara...
Experimente" Obrigada por compartilhar Bjs

yaraguim disse...

Olá Heloisa, que legal suas experiências... já tive criação de kefir e produzia demais, quanto mais eu doava para os amigos mais parecia que enchia , criava no leite, e cansei ... eles tomavam todo o meu leite kkkkk... não conhecia que podia usar com água, deve ter uma espécie própria? Mas , a matéria ficou especial, parabéns, saudades de você e do seu blog, voltarei mais vezes..
bjs

Unknown disse...

Olá
O quê seria este selo de água?
Obrigado

Vento disse...

O kefir que se alimenta da frutose não é o mesmo que o kefir que se alimenta da lactose. São diferentes. O kefir de água (utilizado nesse caso da bebida frisante) também é chamado "tibico".

Lu Alves disse...

Olá Neide! Bom dia!

Segui a risca sua receita. Já faz 1 semana que meu Kefir está fermentando e ainda observo alguma espuma envolta, alguns grãos boiando e algumas bolhinhas ainda subindo. Está certo? Fiquei em dúvida por causa do tempo! O seu demorou mais ou menos quanto tempo? Aqui a temperatura não está quente... Será que é por isso? Obrigada!

Marcelo Becker disse...

Vamos ver se eu entendi bem a receita.....

1- Faço um chá de 3 litros de pétalas de Hibisco + 1 xícara de açucar organico e espero esfriar.

2- Coloco o chá em uma garrafa de 1 litro + 1 colher de sopa de grãos de Kefir e deixo fermentar por 24 horas com selo d'agua.

3- Penero os grãos de Kefir e coloco o liquido na garrafa tampada por mais 2 dias.

4- Coloco para gelar e beber.

É isso mesmo ou eu entendi algo errado ?


Os meus grãos de Kefir quase não da uma colher de sopa, ja tenho ele a dois meses e parece que demora muito pra crescer, no total não da 2 colheres ainda.


Abraço !

Marcelo Becker disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pricila Sants disse...

Tenta trocar a marca do açúcar mascavo. Ou bater a água com o açúcar mascavo no liquidificador antes de colocar no kefir. Não sei pq mais ajuda. E se a temperatura da sua cidade for baixa tbm demora, eles se multiplicando mais rápido do calor.