sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Cenas de Uauá

Milho pra plantas nas águas
Desde que cheguei aqui em Uauá já visitei algumas escolas, conversei com diretoras e merendeiras, observei as crianças, e estive nas comunidades, nas casas das pessoas que plantam, colhem, cozinham (quanto à merenda, a conclusão é aquela que todo brasileiro conhece: as crianças estão comendo mal, as escolas não têm cozinhas apropriadas, não tem merendeiras capacitadas, não tem refeitórios e mais um rosário de deficiências). Na semana que vem teremos oficinas com as merendeiras. Por enquanto, seguem algumas fotos do que vou vendo nas andanças por estas catingas. 

Abóboras da dona Joana

A cocada que Bela vende na feira  - é doce de leite, mas se chama cocada 

Dona Joana com as cabrinhas. É um xodó com estes bichos


Bela e sua cocada. Lidiomar, o marido, dá aquela força

Carne de ovelha na casa da Dona Lourdes

Galinha de capoeira

Manteiga de garrafa da Bela

O xodó

Traço típico da caatinga - estas cercas contra cabras

No meio da secura da catinga, às vezes a gente encontra um jardinzinho
assim, à sombra, bem regado. Planta ornamental por aqui é um luxo.

Cajueiro carregado

Outra presença constante: pote d´água com canecas de alumínio alumiando

Dona Lourdes com suas batatas doces 

Palma pros bichos (às vezes pra gente)

Laranja também dá 

As batatas da dona Lourdes

A zabroba, como dona Joana gosta de brincar 

Este vai para o que é, o que é?

Formas de alumínio alumiando para os manuês da Dona Joana 

Milho para o cuscuz do marido da D. Lourdes - nada de flocão ou milharina

Em se regando, tudo dá na catinga - aqui, espinafre

Ovos da galinha de capoeira da Bela

Em se protegendo das cabras e regando, tudo dá na catinga

Coisa linda. As craobeiras estão floridas na primavera  

Tomatinho da dona Lourdes

7 comentários:

adelia sylvia penna ramos disse...

O que é de hoje me parace ser jaca. É?Curta muito Uauá!
bj,
adelia

Claudia Freitas disse...

Neide eu peguei um amor muito grande por Uauá! Que lugar lindo, amo as fotos e histórias que você nos mostra!

Ana Canuto disse...

Neide: Como é bom viajar nas suas viagens.
E eu me lembrei da música: " Se não vier do céu chuva que nos acuda, macambira morre,xiquexique seca e Jiriti se muda. No meu cariri quando a chuva não vem, não fica lá ninguém.

É macambira aquela da foto ?
Beijo.

Neide Rigo disse...

Adelia, não, não é. Como acertou Ana, é macambira. Obrigada!

Claudia, eu também.

Ana, que lindo trecho. Não conhecia esta música. Sim, comi mocó de macambira.

Um abraço,n

silvia lopes disse...

Deu saudade de Uauá... dona Joana, aquelas paisagens...as cabrinhas, vegetação típica da caatinga...
Estou no aguardo das novas histórias.

Ana Canuto disse...

Neide:
Peça para seu DJ Marcos colocar pra você:

https://www.youtube.com/watch?v=7c-BMlpF4_c

A versão com o Zé RAmalho também é muito bonita.

Beijos.

Anônimo disse...

a cada viagem, a gente vai gostando mais de Uauá.

Uma beleza!!!!!
ana