quinta-feira, 3 de abril de 2014

Quem quer mexer na terra? Mutirão para horta comunitária amanhã

Na Faculdade de Saúde Pública da USP
Continuando o último post: http://come-se.blogspot.com.br/2014/04/hortas-comunitarias-coluna-do-paladar.html, agora uma convocação. 

Começamos, eu e uns vizinhos, a fazer uma hortinha num espaço abandonado na minha rua. Ainda somos poucos, já temos muitos opositores (sim, há gente que odeia hortelãs e hortelões), mas queremos mostrar que somos muitos os que gostamos. Queremos apenas que os espaços públicos sejam públicos, agradáveis. Queremos uma cidade mais humana, acolhedora, segura e amigável. A gente não quer só comida. 

Estou participando também da formação de uma horta coletiva na escola onde sou apenas ex-aluna. A Faculdade de Saúde Pública da Usp, onde estudei nutrição, tem um jardim lindo e até agora intocado. Mas um grupo de alunos de graduação, mestrado e doutorado, além de professores e funcionários, resolveu fazer ali uma horta. Contrataram dois orientadores de permacultura e arregaçaram as mangas e jalecos.  Estou participando desde o início e na última sexta-feira já fizemos nosso primeiro canteiro. A composteira já existia. 


Já a horta aqui da minha rua, começamos num canto de rua - os loteamentos city tem estas esquinas praceadas que deve ter um nome, mas não sei.   O local estava esquecido, com mato alto e cheio de entulhos e restos de poda - jogado, claro, pelos próprios vizinhos.  Começamos a carpir, a plantar, mas ainda tem trabalho. É difícil reunir todo mundo embora tenhamos feito reuniões e panfletagem na vizinhança.  Acho que quando o espaço estiver já mais apresentável e quando estivermos sempre por ali os vizinhos vão se aproximando.  Por enquanto, somos poucos. 

No primeiro dia  de trabalho levamos mesinha, um bolo de chocolate, café, chá, água. Quem chegasse tinha ao menos assunto e acolhimento. 


Plaquinhas feitas com lata de cerveja 
Amanhã cedo vamos trabalhar de novo. Podia ser no fim de semana, mas vou pra Piracaia e Ana não vai poder e o trabalho urge. Então, por enquanto, estamos confirmadas para amanhã Ana e eu, eu e Ana.  Só para dar uma adiantada. Se você está perto da Lapa e quer participar, será bem vindo. Se estiver longe, quem sabe não se anima a participar e depois criar uma horta no seu bairro? Se quiser queimar umas calorias, é um bom pretexto (Ana disse no dia seguinte ao trabalho que agora sabe exatamente com que músculos este tipo de trabalho mexe). Se simplesmente quer ajudar porque sabe que este é um pedaço da sua cidade, venha. Se não quiser pegar na enxada, haverá o trabalho de plantar mudinhas que já fiz (manjericão cravo, manjericão anis, capim santo, melissa, folha de curry, etc), de fazer plaquinhas de identificação, de ir buscar folhas secas num bosque aqui do lado, de recolher lixo ou simplesmente de ficar do lado dando apoio moral pra mostrar que somos uma turminha. 


Dona Leda dá o maior apoio 
E apoio nesta hora é fundamental. Pois parece que tudo são flores e aromas, que tudo é lindo, que estamos fazendo o melhor, mas é incrível como tem gente que se incomoda com isto. Dizem que não vai dar certo, que está muito perto da estação de trem (?), que no local passa bicho, jogam lixo, que vão arrancar, que isto e aquilo. Ainda assim decidimos tentar. Bem, então, quem quiser participar, é só aparecer. 


Mudinhas a espera de mãos plantadoras
Rose e Ana fazendo pausa 

A primeira muda plantada: Alternanthera brasiliana (terramicina)
Quando: amanhã, sexta-feira, 04 de abril a partir das 8 da manhã. Até o meio dia. 
O que trazer: se quiser trazer algum lanche para compartilhar, ótimo. Se não, comerá do nosso bolo e beberá do nosso chá.  Se tiver alguma ferramenta como enxadão, enxada, pazinhas, ótimo. Uma luva é providencial. 
Quer contribuir? se puder, ótimo, traga mudinhas de ervas aromáticas e/ou medicinais. De flor, tagetes e maria-sem-vergonhas.  Se não puder, sem problemas, venha assim mesmo. 
Onde: Esquina das ruas João Tibiriçá e Barão de Itaúna - em frente à praça Ângelo Rivetti, na City Lapa. 
Quer confirmar? Nosso contato: hortacitylapa@gmail.com

13 comentários:

Marta disse...

28948432 516339 39999394Oi Neide,
Acabei de ler o texto sobre a expedição no sertão, que vc.fez com Joaninha e Pietro, lindo. As crianças pareciam personagens de um livro de estórias infantis.
A respeito das hortas comunitárias, era tudo que eu queria por aqui, mas infelizmente não consegui nada.
Adorei o convite "Quem quer mexer na terra?..."
Espero que tenham sucesso, vou ficar acompanhando o crescimento de tudo, espero, através dos teus posts aqui.

marcia micheli disse...

Poxa, Neide, adoraria ir, mas amanhã trabalho até as 13hs. Me avisa na próxima empreitada (parece que vão ser mais algumas), quem sabe consigo ir, aprender e reproduzir aqui perto de casa.
Abraço,
Márcia

Gabriel Savaris Ignácio disse...

Que coisa deliciosa!
Estou tentando fazer uma movimentação no meu condomínio para uma horta comunitária também, e para a ocupação de um terraço para um espaço sustentável. Temos mesmo que afundar as mãos na terra!!!
Um grande abraço!

vig power obat kuat herbal disse...

nice blog, please visit back :D

Tosco LLones disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Tosco LLones disse...

Belíssima iniciativa. E está se espalhando pela cidade. Fica o convite para visitar nossa hortinha virtual ou pessoalmente. http://hortadascorujas.wordpress.com

Beth disse...

Olá Neide!
Adoraria participar, mas trabalho dia todo! Outro dia eu estava entrando na FSP e vc saindo...Como eu estava com umas alunas, fiquei com vergonha de sair correndo atrás de você...Agora sei o que vc anda fazendo por lá...Realmente é uma grande evolução prá nossa Faculdade!
Há tempos não andava a pé (vergonha!) pelas redondezas do hospital, mas ontem tive que tomar metrô e vi que na Faculdade de Medicina tem uma horta comunitária. Não sei se vc conhece, mas fica numa lage atrás do SVO e usa aqueles latões grandes cortados ao meio. Muito legal!
Boa sorte aí nas suas redondezas!

Anônimo disse...

Oi. Neide, quem conseque viver só de comida? Estudo numa instituição federal e morro de vontade de fazer um espaço assim lá (porque uma área cheia de entulho, lixo e restos de poda nós já temos). Você sabe como o pessoal da usp conseguiu a autorização pra fazer isso? Beijos e um mundo mais florido pra gente.
Ana Mello

Sillmelo Akita disse...

Poxa, perdi!
Queria tanto participar e aprender com vocês. Acredito que seria bem divertido e nostálgico pra mim, minha mãe adorava plantar, carpir, roçar, limpar etc.
Moro no Butantã e perto tem uma praça abandonada e outra que percebi cuidados dos moradores, uma pena que não tem horta, mas tem bastante árvores frutíferas.
Tenho uma babosa linda e enorme e queria plantá-la em algum lugar pois nessa casa que moro hoje só tem concreto e a bixinha está num vaso que não a suporta.
Se tiver mais gente pro lado de cá, avisem, adoraria participar junto com vocês e usar os cantinhos daqui do bairro.
.
Essa praça que falei que tem aqui pertinho de casa, tem perto também uma escola pública, vou me informar e vejo se é possível trabalharmos juntos.
Bom plantio pra vocês...
Abraços da Sill

Neide Rigo disse...

Marta, espero que consiga reunir alguns amigos e começar a horta aí. É tão gostoso.

Márcia, ainda estávamos lá neste horário, mas o trabalho andou bastante. Vou continuar avisando dos próximos. Quem sabe um dia ainda possa ir.

Gabriel, o negócio é começar. Difícil será parar, de tão bom, não só por mexer com a terra mas também por conhecer pessoas, se divertir, relaxar.

Beth, estou louca pra conhecer a horta da medicina, mas ainda não tive oportunidade. Bem, vou estar mais vezes na faculdade daqui pra frente por causa da horta, então gostaria de te conhecer pessoalmente.

Um abraço,n

Anônimo disse...

Ah, que penaaaaaaaa !! Não moro em São Paulo, adoraria ajudar vcs. Perto de casa tem uma praça. Eu plantei 2 árvores e ambas foram roubadas algumas horas depois de plantadas. Fiquei lá cavando aquela terra dura, molhei bastante e plantei. No dia seguinte, cadê? Algum infeliz resolveu levar para casa ... Meu vizinho, que é aposentado, ainda teimou e plantou outras árvores e arbustos, regou, cuidou. Mas a ideia da horta urbana é tão boa, desejo boa sorte a vocês. Liliana.

Juliana disse...

que poxa! recebo as atualizações pelo email, só soube do evento às 11:20.
Adoraria ter participado.
Vou ficar esperta!

você é inspiradora, Neide!

um abraço,

Ju

Rita Rotigliano disse...

Boa noite Neide,
Há mais ou menos 3 meses acompanho teu blog, por culpa dele descobri que somos vizinhas tanto na Lapa (eu morava na Vila Ipojuca, meus pais continuam por lá) quanto agora em Piracaia (me mudei pro sítio de vez rss). Adoro o blog e as receitas, noticias, tudo, caso precise de mudinhas para a horta da city lapa, pode contar comigo, , meus parabéns e continue, o planeta e nós agradecemos =), um abraço, Rita. (rita.rotigliano@hotmail.com)