sexta-feira, 25 de abril de 2014

Pra não dizer que não comi ovos de Páscoa



São lindos, tem cor de ovo de chocolate, mas são ovos de galinha. Estes foram os únicos ovos que comi na páscoa pra dizer a verdade.

Acho engraçado quando vejo no pós-páscoa sites com chamadas do tipo  "exagerou nos ovos de chocolate?, siga agora uma dieta xis ou detox". Deus me livre ter que fazer dieta por ter comido muito chocolate. Pra que comer tanto chocolate na páscoa? Por que não distribuir a cota ao longo do ano? E aquelas matérias de televisão em que aparecem mães de família donas de casa reclamando em horário nobre do preço dos ovos de páscoa como se fossem bens essenciais? Bacalhau também como ao longo do ano, quase nunca na sexta-feira. E pra não dizer que não comi peixe na sexta-feira, preparei o pirarucu que ganhei do amigo Fernando, que me trouxe de Manaus. Bem, vou parar de falar porque começo a ficar indócil e cada um que coma quanto e do jeito que quiser. O fato é que eu não ligo pra isso e minha família também não.  E sei que crianças se contentam com um pequeno ovinho e opções simbólicas  tanto nas famílias religiosas como naquelas que comemoram a festa como manifestação cultural.  Já as necessidades criadas e exageros ficam por conta dos adultos. Gosto daqueles ovinhos com amendoim cricri do Rio Grande do Sul e dos ovos tingidos à moda chinesa.

Agora, no entanto, virei fã destes ovos da foto que a Ana Perin levou no dia do mutirão da horta. Claro, é também coisa de chinês que na cozinha tem tanta delicadeza. A diferença é que Ana não usou molho de soja como pede a receita, mas usou uma infusão bem brasileira à base de casca de jabuticaba combinada com especiarias.  Ela disse que a ideia da infusão de jabuticaba tirou aqui do Come-se. Mas, pelo que se vê, qualquer líquido corante serve, pois o sabor será dado mais pelo tempero (cravo, canela, gerânio, pimentas, anis estrelado, sal e açúcar). O jeito de fazer é simples: é só cozinhar os ovos, descascar, grudar ervas sobre a clara ainda úmida e, para que não saiam do lugar, tem que prender com gaze ou meia de seda, virgem, é claro,  bem amarrada. Basta ferver um pouco e deixar os ovos nesta infusão até esfriar. Agora é só tirar o gaze ou meia e desgrudar a erva. Pronto, o ovo estará carimbado.

O modo de fazer você poderá ver em fotos no site que Ana me mandou e no qual se baseou:
http://www.haodou.com/recipe/378073. Se não entender nada de chinês, é só dar um google traductor e poderá ter alguma noção do que está sendo dito.  Fica a dica para a próxima páscoa e para todo o ano.

É só polvilhar sal e nhac! 


5 comentários:

zeferina disse...

haha concordo completamente! a tv me da vergonha as vezes com este desserviço...

e a propósito, muito bonitos estes ovos =)

Anônimo disse...

Neide, a felicidade que senti de preparar os "ovos de páscoa de jabuticaba estilo Come-se" foi imensa.
Aqui, aprendi e aprendo,que pode fazer isso com aquilo outro.Fica bom!
Os ovos cricri recheados de frutas secas, foram dados para amigas em dieta alimentar.
Foi sucesso total.
Valeu Neide, este espaço aqui é muito bom !!!
ana

Ana Carolina disse...

Lindos os ovos... A vez que tentei pintar ovos de galinha não fui muito bem sucedida, mas acho que vou tentar esses ano que vem!
De qualquer forma não dou ovos de chocolate na páscoa, costumo fazer alguma coisa para presentear as pessoas próximas, às vezes biscoito, às vezes pão, enfim, algo que eu fiz!

Marion disse...

Nossa, é muita delicadeza! E a ideia da casca de jabuticaba, então... Também já fizemos muitos ovos de galinha cozidos e coloridos. Só neste ano não - eles ficaram ao natural, mesmo!
Abs.
Marion, do blog Criações em família & cia.

Cristiane Lucchetti disse...

APOIADA!!!!!!!!!
Como menos chocolate e menos bacalhau na época da Páscoa do que no restante do ano e fico de fora desse consumismo inconsciente.