quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Caipirinha de tomate de árvore ou de tamarillo

Tomate de árvore foi uma das primeiras espécies que plantamos na chácara. Dos dois tipos, do amarelo e do vermelho. Já falei desta espécie aqui: http://come-se.blogspot.com.br/2008/03/tamarillo-ou-tomate-de-rbore.html

A árvore da Fartura 
A planta cresceu rápido, ganhou folhas largas que fizeram boa sombra. Produziu um pouco de frutos, mas nada que se comparasse ao pé que tinha no antigo sítio dos meus pais em Fartura.

Produção de Fartura

Lá produzia muito. Mas agora, quando a planta começou a ganhar uma carga boa de frutos, os galhos começaram a murchar e depois secar.  Achei que era a seca, mas na semana passada fui cortando as pontas secas e notei que estavam com um tipo de broca que destrói o cerne dos galhos, um verme branco. Tirei todos as partes contaminadas, pulverizei tudo com biofertilizante que fiz à base de chorume e deixei um gotejamento leve de água ao redor do pé, além de colocar na terra um pouco de material pronto da composteira. Vamos ver como reage. Se não, planto outro.

Quando plantei na chácara em Piracaia era assim
Em menos de dois anos ficou assim:  o arbusto de folhas largas à esquerda 
Antes disso, colhi os frutos bons que haviam recém caído no chão e aproveitei para fazer caipirinha junto com o maracujá que também já começa a amadurecer.

Marcos preparando sopa de tomate de árvore: para plantar
Havia vários frutos podres no chão. Podres mas não bichados. Coloquei-os todos num recipiente, juntei palhada, composto, terra e água. Mexi bem, quebrando os frutos, e jogamos às canecadas numa área de terraplanagem que estamos recuperando. Se a chuva aparecer...

E a caipirinha com tamarillo fica especial. É ácida, doce e aromática. E o tipo vermelho tem um pigmento vermelho bastante atraente. Então, não tem como dar errado. Ainda mais com maracujá. Uma ideia eletrizante e nutritiva para os dias de folia e calor.



Caipirinha de tomate de árvore e maracujá: foi só colocar a polpa de um fruto de tamarillo no copo, meio maracujá e uma colher (sopa) de açúcar. Soquei bem com socador, juntei 50 ml de cachaça, mexi até o açúcar dissolver, coloquei um monte de gelo e glupt! (aliás, o amigo Luiz Horta está de Glupt novo).

Foto que a Sônia me mandou fazendo inveja com este petisco

Caipirinha da Sonia: quando fiz a caipirinha de tomate de árvore no sábado de calorão, mandei a foto  para a amiga Sonia que está morando ali perto da chácara. Servida? De repente ela e o Rui poderiam dar uma passadinha lá pra bebericar. Ela respondeu que, sim, estava servida, que esperasse um pouco. Em dez minutos ou menos ela me manda esta foto (o acompanhamento com feijão fez inveja) dizendo que, sim,  estavam se servindo mas que não podiam nos visitar porque tinham compromisso. Que danada! Ela tinha em mãos tomate de árvore e maracujá que também plantou e fez a mesma caipirinha. Cachaça, claro,  todo brasileiro deve ter uma por perto, né não?

Então, neste carnaval, beba com moderação, dirija o menos possível mesmo se não beber - pois andar a pé é melhor,  não beba por beber mas escolha bebidas gostosas no momento certo e, se sentir falta do Come-se (é muita pretensão, fala sério), aguente aí que na quinta estou de volta. Boas festas, alalaô!

9 comentários:

Leila Maria disse...

que vontade de comer aquela penca todinha....na fazenda de meus avós existia e as crianças gostavam de colocar no arroz para ficar vermelhinho. leila

Tertúlia da Susy disse...

Adorei essa cor, deve ser uma delicia.
Bjs, Susana

marli madureira disse...

Olá Neide

Gostaria de saber se pode me indicar onde posso comprar uma mudinha desse tomate,faz muito tempo que procuro e não acho.

Abraços

Leandro Leite disse...

Olá! Eu gostaria de saber o que vc usou para o plantio. Estou com 4 mudas em vasos temporários de aproximadamente 10 meses e gostaria de saber se há necessidade de uma adubação mais específica.

Neide Rigo disse...

Leandro,
não usei nada. Só fiz a cova e plantei. A planta não gosta de muito sol, pelo que percebi.
Mas acho que pode usar um pouco de adubo orgânico.
Um abraço,n

Leandro Leite disse...

Oi Neide. Estou tendo problemas com as minhas mudas de tomate de árvore. Elas estavam rígidas e grandes, porém, depois que eu mudei elas de vaso para crescerem mais, as folhas começaram a ficar murchas (como se estivessem muito tempo ao sol) e terminam por cair. As mais novas continuam firmes, mas algumas mudas já têm mais de uma folha murcha. Apesar de murchas, elas continuam verdes, mas perdem a maciez tipo pele de pêssego que as outras mais rígidas mantém. O que sugere? Muito Obrigado!

Neide Rigo disse...

Leandro,
não entendo muito, mas elas são danadas pra pegar brocas nos troncos. As folhas vão ficando frágeis, murchas, amarelas, e por fim caem. Aos poucos os brotos terminais também começam a murchar. As brocas vão obstruindo a passagem da seiva. Veja se não é isso.

Leandro Leite disse...

Olá, Neide. Acho que sua dica sobre brocas foi certeira. Abri uma das folhas que estavam caídas e encontrei o problema. Alguma sugestão sobre como combater isso e evitar maiores problemas para o desenvolvimento da planta?

Elson Carlos Silva disse...

Essa dica de caipinha c/ tomate de arvore e boa, vou fazer mas c/ vodk.