sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Brava Flora



Não, não vou dar receita de brigadeiro, porque todo mundo sabe fazer. Este foi aquele comum, que não poderia ser chamado de gourmet, cuja receita deve aparecer na lata de leite condensado - o conteúdo da lata misturado com chocolate em pó, manteiga e paciência para apurar, esperar esfriar (ou comer de colherada como faz minha filha Ananda), enrolar, passar no chocolate granulado. Sei lá, tem gente que consegue gostar daqueles de massa pronta. É abrir a lata e enrolar. Se é pra comer brigadeiro, vou nesses feitos no fogo.  Flora, minha sobrinha que mora em Paris e que está aqui de férias e que já vai embora no domingo, fez brigadeiros no meu aniversário, do jeito tradicional - e o tradicional é com leite condensado, já que não havia o docinho antes do aparecimento do produto. De modo que não passei o dia em branco. Está certo que ela fez também porque adora o docinho. Mas confesso que comi um monte. 



Flora é bravinha, eu já sabia. Mas hoje ela deu bolsadas num meliante que tentou me assaltar, me deu uma gravata e me jogou no chão. Como bolsadas que iam e vinham, larga minha tia, larga minha tia, um dos indivíduos - eram dois, pegou a bolsa dela e saiu correndo. Pois ela não pensou duas vezes, percebeu que não estavam armados e desceu a avenida em disparada atrás do bandido. Eu me levantei e fui atrás gritando igual, pega o ladrão, pega o ladrão. Uma moça passou, viu a correria, deu a meia volta com o carro cantando pneus, me chamou pra dentro  e disse vamos atrás dele. Saiu de novo cantando pneus e logo alcançamos Flora e o meliante já cansado, sedentário, sem preparo físico, diferente da sobrinha que corre nas margens do Sena e mesmo de saltinho, talvez ativada pela adrenalina do medo de perder os documentos franceses, alcançou o moço sem se cansar.  Um deles foi por outro caminho mas este que me derrubou, o mais violento,  foi alcançado e encurralado - a moça enfiou o carro na calçada fechando seu caminho, numa freada brusca. Nisto a bolsa já tinha sido jogada, alguém chegou trazendo com tudo dentro, o moço de dentes bons, roupa limpinha e tênis caro com amortecedor, disse 'não sou dessas quebradas não, moça, desculpa aí'. Perguntei porque ele fez isto, dei lição de moral, ele pediu desculpas, mentiu que precisava comer, Flora ainda ofereceu 5 reais, ele aceitou e apertou nossa mão dizendo obrigado. Sim, apertamos a mão. Sei que não foi sincero, sei que precisava ter chamado a polícia, mas assim aconteceu e foi o que conseguimos resolver no calor da surpresa de uma sexta-feira que seguia tranquila.  A rua estava vazia, as bananadas e os docinhos de leite que eu tinha acabado de comprar pra levar pra Alice e pro Ari, irmãozinhos da Flora que moram em Paris, ficaram espalhados pela calçada. Desta vez, eles vão ficar sem. Ainda assim, vou continuar andando a pé e acho que todos deveriam andar, abrir suas casas, ficar nos portões, colocar cadeiras pra fora, ir pras praças, tomar os espaços públicos. Ou os ratos tomarão conta. Agradeço à Taís, que se arriscou por duas desconhecidas, e à Florinha, pelos brigadeiros e bolsadas. 

15 comentários:

silvia lopes disse...

Nossa, que susto hein meninas!? Parabéns pela bravata de voces. Uma pena nosso Brasil ser tão inseguro, isso agora é em toda parte mas concordo que não devemos deixar esses ratos dominarem tudo.
Beijinho

Anônimo disse...

O pior é que a gente fica com medo de ir na delegacia e a coisa ficar pior ainda. Não se confia em nenhum dos lados.

Marta disse...

Oi Neide,
Que bom que a Flora estava com vc.e conseguiu enfrentar os ladrões e ter a bolsa de volta. ( Flora deve estar acostumada com os "pickpockets" em Paris rsrsrs). Pois o mesmo aconteceu comigo aqui em Nice, com a diferença que perdemos a carteira com todos os docs. Relatei o que aconteceu no blog : http://travelsbymarta.blogspot.fr
Como podes ver, a insegurança não é só no Brasil não, está em todos os lugares. Depois deste incidente, fiquei um pouco "down", e perdi um pouco do entusiasmo com minhas viagens, mas agora depois de revisar minhas regras de segurança, (quem sabe uma lata de spray de pimenta na bolsa?rsrsrs) já superei esta experiencia ruim. Bravo Flora!!!

Gilda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Gilda disse...

Não faltava mais nada neste blog! Viva a Flora, viva o espírito de ajudar da moça desconhecida, viva a mansidão de espírito de vocês, deixando o malando sem vergonha, atrevido, escapar para fazer de novo. Tem razão! Quem vai perder 4 horas fazendo um BO, para não dar em nada, já que a bolsa foi recuperada? Pelo menos rendeu uma postagem inusitada.

replicas relogios disse...

REPLICAS DE RELOGIOS.TV

Estamos com parceria com o google para indicar lojas de replicas de relogios, somos pioneiros no Brasil em replicas de relogios rolex, replicas de relogios tag heuer, todos nossos produtos são de alta qualidade, de origem italiana e suiça, nossas lojas de replicas...

RELOGIOS-SP

Visite nosso site de replicas de relógios sp somos os maiores vendedores do google todos produtos são classe AAA replicas de relógios rolex, replicas de relógios tag heuer, relogios sp, replicas de relogios sp, nos faça uma visita venha em uma de nossas lojas em sp...

REPLICAS DE RELOGIOS RJ

Em conjunto com o google temos diversas lojas de replica de relogios rj, replicas, replicas de relogios tag heuer, replicas de relogios famosos, replicas de relogios rolex, todos relogios a venda são produtos importados de altíssima qualidade diretamente da Itália e Estados Unidos, confiram nossos relógios importados, entre em contato peça catálogo ou visite nossos sites parceiros....

replicas de relogios
replica de relogios rj
replicas de relogios sp

Anônimo disse...

Neide, você é ótima !
Lida tão bem com as palavras nos quesitos: saúde, cultura, bem estar... quanto em descrever uma cena quase que comum entre nós. Eu vivi a cena intensamente, pareceu-me um filme de ação.
Não é pra rir... mas me deliciei com seu testemunho. E viva nossas meninas corajosas!
Abraços, nilce mary.

Naomi disse...

Parabéns para você, para a Flora e para a pessoa que ajudou vocês na história! Continue andando pelas ruas sim, acredito que durante o dia, o grau de segurança ou periculosidade seja o mesmo que dentro de um carro, ou entrando e saindo de carros... O que Marta falou no outro comentário é verdade, isso não é exclusividade do Brasil. Mas de qualquer forma, ainda bem que deu tudo certo! E mudando de assunto, que brigadeiro gostoso o da foto! Abs!

Ana Canuto disse...

C'est pas possible Flora! C'est plus bizarre hããã..mais BRAVO.
Bem, eu sou desse tipo aí da Flora e já fiz dessas por aqui, mas não apertei a mão não, dei foi uns bons tabefes na cara,afinal a minha adrenalina me transformou em Mulher Maravilha né, com todo esse meu metro e sessenta....
Beijos pra Flora e pra você.

Leticia Cinto disse...

Puxa vida, que susto hein? Ainda bem que a Flora e a outra moça te ajudaram e que tudo acabou bem. Tomara que o tal repense suas opções e não faça mais isso, nessa ou en outras quebradas. Tb acho que o certo é ocuparmos os espaços, ajudarmos uns aos outros e deixar o menor espaço possível para os malfeitores. Bjs e fique bem!

Anônimo disse...

Eu só ando a pé Neide não tenho nem carro o meu foi roubado e eu me recuso a comprar outro.saio sem bolsa dinheiro cartão no bolso. concordo com a Marta insegurança tá pra todo lugar mesmo.(Diulza)

Sônia Regina Pinto de Souza disse...

Nossa, Neide! Que loucura e que adrenalina, não?
Parabéns a você e a Florinha por todo esse destemor!
Nam-myoho-rengue-kyo!
<3

Flávia Schiochet disse...

Neide, comecei o post achando o nome da sua filha lindo (principalmente pelo significado) e da sua sobrinha também! Minha melhor amiga se chama Flora e arrisco dizer que são todas corajosas. haha

Que bom que acabou bem esta 'aventura'. Concordo com você sobre vivermos a cidade andando a pé, deixar a casa aberta, tomar o mundo. Trancar-se não resolve muita coisa.


Ei, estou de blog novo, este dentro da Gazeta do Povo (!). Vou ficar contente se você der uma olhada.


Um beijo.

Humberto Marra disse...

parece roteiro de filme 007! Brigadeiro tem que ser o original, e o granulado: daquele "compridinho", tem umas novidades esquisitas para esse granulado.

beijão Neide.

Replicas de Relógios disse...

adoro brigadeiro mamma miaa parabens pelo blog.. ai vai minha dica pra quem gosta de relogios com qualidade e bom preço heim...www.replicasderelogios.eco.br