terça-feira, 17 de setembro de 2013

Pulgão ao suco de folha de mamão verde

Não, não se trata de um prato de bancs com pancs (bichos alimentícios não convencionais com plantas alimentícias não convencionais). É suco de extermínio mesmo. 

Tudo começou quando a leitora do Come-se Júlia foi lá no sítio com a família. Sua sogra, Dona Maria, comentou que antigamente tiravam-se manchas de roupas usando folhas de mamão esmigalhada sobre a roupa molhada a quarar, sempre molhando, virando de lado, não deixando secar. Depois bastava tirar as migalhas de folha e enxaguar. Perguntei se podia bater a folha no liquidificador, já pensando em simplificar a vida? E se em vez de ficar molhando a roupa para o sol não secar a gente botasse a roupa amarela dentro de um saquinho plástico? E se isto e se aquilo?  Ela não sabia responder porque naquele tempo era do jeito que falou. Fiquei com aquilo na cachola. No outro dia, assim que o sol nasceu, botei roupas para quarar do meu modo pensado. Peguei toalha de mesa e pano de prato com manchas e coloquei dentro de sacos imersos num suco feito com folhas de mamão e sabão batidos no liquidificador. Assim que o líquido esquentou, a cor verde sumiu. Virei o saco e deixei o sol agir do outro lado. De fato, os panos clarearam. 

Primeiro teste

Agora sempre uso em roupas brancas - bato com sabão e jogo sobre as
roupas que deixo sob o sol 

Mas antes disso, enquanto batia as folhas fiquei pensando na razão. Claro, deve ser por causa da papaína, que é uma enzima proteolítica - que quebra proteínas. Toda a planta do mamão tem papaína, assim como outras substâncias. Entre as enzimas proteolíticas há não só a papaína mas também a quimopapaína e papayproteinasa omega. Mas vamos pensar na papaína. Pensei nas utilidades da papaína como limpador de feridas, nas folhas usadas milenarmente para embalar carnes duras de caças a serem cozidas para torná-las mais macias, na seiva do mamão verde (que é um concentrado de papaína) que quando cai na córnea pode cegar, na papaína sobre machucados que faz arder, no mamão consumido por quem tem ferimentos na mucosa e que aumenta o estrago, no poder das enzimas proteolíticas sobre a proteína do leite e da gelatina. Gelatina de abacaxi, que também tem enzima proteolítica, a bromelina, só se faz com a fruta cozida,  que inativa a enzima, se não a gelatina não gelatiniza. E a gente só tem aftas quando come abacaxi porque ele é ácido e tem a bromelina - o ácido torna a mucosa mais sensível à enzima. Se a fruta é só ácida e não tem esta enzima ou se tem a enzima mas não é ácida, não causa aftas - exemplos: limão e mamão. Um é bem ácido e o outro tem papaína. Nenhum dos dois causam aftas porque não tem as duas coisas juntas.  Já kiwi tem os dois. Abacaxi também. 

Tudo isto pra chegar à conclusão, enquanto coava o suco verde, de que se estas enzimas proteolíticas não destroem a proteína da nossa pele íntegra mas come a carne quando a ferida está aberta ou as proteínas expostas.  Esta é uma visão bem simplista, digamos. Mas foi tudo o que me veio à cabeça no momento de decidir aplicar o resto daquele suco verde sobre os pulgões das couves. Vai que os pulgões sejam muito mais permeáveis que nós? Se a mucosa do nosso olho é sensível à seiva do mamão, vai que os pulgões, feitos de proteínas, sejam todos como mucosas expostas? Bem, não custa tentar. 


A esquerda, água. À direita, suco de folha de mamão
Com água, os pulgões se safaram, saíram do prato

Com suco de mamão, extermínio completo

Pulverizei num pé de couve - que plantei num solo pobre de terraplanagem, sem cuidados - que estava tomado de pulgões. Morte imediata!  Fiquei tão empolgada que fiz um teste, pois vai que eles simplesmente morreram afogados. Coloquei então duas partes de couves colonizadas por pulgão em pratos diferentes. Num pulverizei água e no outro, o suco de folhas de mamão. Depois de uns minutos, com água e suco secos no prato, os pulgões saíram rindo da água e se espalhavam pelo prato e pelo banco onde estavam. Os banhados pelo suco de mamão haviam sido exterminados! 

Fiquei com vontade de contar o feito imediatamente aqui, mas quis pesquisar mais se havia algum trabalho mostrando o uso de papaína sobre pulgões. Não achei nada. E isto não quer dizer que não exista. Se alguém tiver notícias sobre isto, me mande. E fui fazendo mais testes. 

E fui também ao Tratado de Fitofármacos Y Nutracéuticos, do argentino Jorge Alonso. E lá há vários trabalhos mostrando a eficácia do uso da planta em diferentes experimentos, usando frutos, seivas, ementes, raiz e córtex. Há bons resultados como antimicrobiano, antifúngico, contra larvas de Áscaris em cachorros, anticoagulante etc. E isto me diz então que não é muito loucura acreditar - e ter comprovado - que o uso de folhas de mamão verde é eficaz contra pulgões. Assim, podemos comer couves orgânicas tratadas sem substâncias tóxicas. Basta depois regar com um jato de mangueira que os pulgões caem mortinhos, secos, esturricados. E quanto a toxicidade do suco, nenhum. Nem pra nós, nem para as folhas, nem para a terra. 

Fiz outros testes pulverizando sobre uns bichinhos que estavam no broto da minha roseira (não sei que bicho é, mas é miudinho como pulgão), sobre formigas - todos morreram, e estou à espreita de uma lagarta.  

O que tenho feito ultimamente é bater no liquidificador 2 folhas e seus talos picados, com um pedaço - a ponta do dedão - de sabão. Meu liquidificador já coa e o sabão é caseiro, mas pode coar num pano e usar qualquer sabão. Fiz testes sem sabão e também funciona. O bom do sabão é que faz o líquido aderir aos bichinhos e à folha. Sem ele, o líquido escorre como gotas de orvalho por causa da oleosidade das folhas e dos bichos.  

Já tinha tentado usar calda de fumo com sabão. Também funciona, mas não é extermínio imediato como com as folhas de mamão. Experimente e depois me diga. 

Colha folhas de mamão bonitas ou feitas, com talos

Duas folhas e um pedacinho de sabão. Fórmula empírica

Coe e coloque em vidro com pulverizador. Use durante vários dias - o meu
não perdeu a validade depois de uma semana. O mesmo suco verde, com
mais sabão, pode ser usado como clareador de roupas brancas

Voltando à função de clarear roupas, aqui um trecho do livro do Jorge Alonso, sobre outros usos que fala também do uso das folhas em saladas.  "La pulpa del fruto tiene uso comestible dado sua agradable sabor. Con ella se elaboram jugos, mermeladas y tortas. Las hojas suelen comerse en ensaladas, empleandose además, para remover manchas como sustituto del jabón. La papaína, de amplio uso en la industria farmecéutica no solo en productos digestivos, también se emplea en cosmética formando parte de cremas faciales  lociones para limpieza de cutis. Se emplea tambíem para ablandar la carne, como clarificador de la cerveza, para el tratamiento de lana y seda antes de colorearlas, como coadjuvante de la fabricación de hule, como ingrediente en la formulación de pastas dentales y detergentes, y para mejorar el tanizado de cueros finos. La papaína forma parte de algunos productos destinados a la limpieza de lentillas corneales." (suprimi as referências que podem ser conferidas no livro citado lá em cima)
 




60 comentários:

Obdulia Belmonte disse...

Sensacional! Você realmente faz o meu dia ser muito melhor, essa dica de hoje é muito boa. Parabéns!

priscilla disse...

vc é terrível Neide! hehehe

Claudia Freitas disse...

Neide, bate as folhas e o sabão sem nada de água e rende aquilo tudo de líquido?

alexandre e alana disse...

Vou experimentar este inseticida ecológico!

Anônimo disse...

Neide fora de serie, veja a erva cidreira com álcool que funcionava nos carrapatos. Não sobrava um.(Diulza)

João Pedro disse...

Incrível! Estou empolgado para testar contra os spider mites que infestaram os dois pés de fava que tenho em casa. Estava usando fumo, mas não tem resolvido.

Neco Torquato Villela disse...

Oi Neide,

Legal esse seu post!

Já usei uma receita parecida contra nematóides do solo: 1kg de folhas de mamão + 1kg de água e bate tudo no liquidificador, depois mistura com 4lts de água e regar o local onde vc tem a infestação.

Quem me passou essa receita foi um extensionista da Emater-MG a uns anos atrás.

A receita funciona mesmo, só que tem que ser usada com parcimônia, pois ela acaba com os "animaizinhos" benéficos do solo tbém, como as minhocas.

Fica ai a dica.

Inté!

Gilda disse...

Como é que uma informação tão preciosa é tão desconhecida(ou era, porque agora você divulgou) sendo que a custo praticamente zero podemos nos livrar de cloro, veneno e usando uma planta que nasce em fresta de muro? Vou por outro link para o Come-se no meu face agora mesmo. Acho que todo mundo vai experimentar.

João Inácio disse...

Neide,
Não sei se serve para branquear roupa (intuo que não...) mas dá para acabar com pulgões batendo no liquidificador um punhado de folhas de tomateiro e um pouco de detergente líquido de coco (bem pouco mesmo) com água e pulverizar nos pulgões. Esta mistura de tomateiro mata inclusive pulgões que infestam... tomateiros!

Anônimo disse...

Ótima dica! Vou fazer e jogar nas folhas do meu pé de limão cravo, que está sofrendo com pulgões. =)
Neide, poderia esclarecer uma dúvida de "doceira de primeira viagem"? Nesse post "http://come-se.blogspot.com.br/2009/06/pra-nao-dizer-que-nao-falei-dos-doces.html, não preciso dar uma fervida nas cascas? estou com medo de ir trocando a água e no quinto dia elas estarem estragadas.
E em post antigo sobre nêsperas, nos comentários alguém disse sobre o uso das sementes das mesmas, você chegou a tentar alguma coisa com elas?
Perdoe tantas perguntas e desde já agradeço!
Ah, fiz a compota de pêssegos verdes, por sinal a mais gostosa que já comi, perfumadíssima.
Abraços,
Vah

Neide Rigo disse...

Claudia, desculpe se não deixei claro. Tem que ter água, sim. O suficiente para bater.

Diulza, mais uma dica legal. Obrigada!

Neco, obrigada pela informação. Então, tudo faz sentido.

Obrigada, Gilda, por divulgar.

João, eu conhecia a fórmula mas nunca tinha usado. Que bom saber que funciona. Qualquer dia vou comparara as duas fórmulas para saber qual é a mais destrutiva.

Vah, não precisa ferver as cascas, não. Elas não apodrecem se você trocar a água com frequência. Não, ainda não usei as sementes das nêsperas. Que bom que deu certo o doce de pêssego.

Um abraço,n

Nadia Marrach disse...

Será que funciona contra colchonilhas? Vou tentar e depois eu conto!

Michel Cantagalo disse...

Genial Neide!

KEFIR SAÚDE disse...

MAS JA VOU LIGA RPRA MINHA SOGRA, ESTAVA-MOS ADIAS FAZENDO TESTES DE TUDO QUE ENCONTRO RELACIONADO NA INTERNET... OBRIGADÃO NEIDE, ISTO ME POUPARÁ DE NOVAS TENTATIVAS FRUSTRADAS
TENHA UM BOM DIA!!!

Luis Gustavo Coutinho disse...

Que informação preciosa, Neide! Muito obrigado por compartilhar.

Um grande abraço.

Marta disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marta disse...

Oi Neide,
Eu não sei desenhar ou escrever estorias em quadrinhos, mas tenho uma incrivel imaginação visual. Depois que li o teu post a respeito desta -poção miraculosa- passou uma sequência de imagens diante dos meus olhos. Uma casa com uma horta e algumas arvores frutiferas. Atráves da janela da cozinha, uma vista linda de um lago calmo e sereno e das colinas onduladas ao longe. Na cozinha muitas panelas e potes, muito potes, alguns vazios e outros com varios liquidos coloridos. Deitada no chão, perto da porta aberta da cozinha, uma cachorrinha, ocupada descascando uma banana com as patinhas.Num canto, um fogão com um enorme tacho encima fumegando e vi alguém, com um chapeu preto enorme na cabeça, com uma colher de pau gigante, mexendo, mexendo um liquido dentro do panelão. A côr da poção magica, era de um verde lindo (real) e mais parecia um suco de folhas de couve com limão. Para que ninguém tomasse aquela - poção miraculosa - por engano, foi colocada uma etiqueta no pote: Poção magica para acabar com pulgões na horta. Não consegui ver quem estava mexendo o panelão por causa da fumaça e também porque parte do rosto estava coberto pelo chapeu preto e pontudo mas vi que ela pulava e gritava feliz com o sucesso de mais uma nova descoberta pronta para ser usada nas folhas de couve que estavam encima da mesa da cozinha.

Catarina Borba disse...

Neide, mto bom o post. O melhor é ver a sua empolgação em compartilhar isso com a gnt. Parabéns. Admiro mto o seu trabalho e espero um dia te conhecer pessoalmente.

Paulo disse...

Neide, muito bom o seu post, aliás, excelente. Pulgões são uma praga que atazana a vida de qualquer horticultor. Queria te deixar a sugestão de trocar o sabão pelos frutos da árvore Sapindus saponaria. Tem vários pés adultos no Pq Villa-Lobos, e espalhados pela cidade. Tenho usado estes frutos pra lavar roupa na máquina de lavar, sempre com ótimos resultados. É só colocar uns 20 frutos sem semente dentro de uma meia, amarrar a boca, e jogar junto com a roupa. Dá pra reutilizar os frutos pelo menos umas 5 vezes. Ainda por cima tem efeito fungicida. Abs!

Anônimo disse...

Adorei saber disso tudo... será que dá para usar na falta de folhas de mamoeiro aquele pozinho "amaciante de carnes", (pois tem papaina na formula)tanto para pulgoes como para a roupa? Ele é caro para essas funções, mas na emergenia se funcionar...pode ser valido.

Dário Menezes disse...

Parabéns! Primeiro pela criatividade e iniciativa e, segundo, pela sua generosidade em compartilhar a descoberta.

Kleber disse...

Olá Neide,

Que notícia excelente !

Estou com um probleminha com as formigas cortadeiras, no momento o combate tem sido feito com água, muita água e até que funciona, mas agora vou experimentar esta sua descoberta, depois relato o resultado.

Agradeço pela dica !!!

Parabéns pelo blog, cada dia melhor !!!

Anônimo disse...

legal

Anônimo disse...

legal

Neide Rigo disse...

Nadia, acho que funciona, sim. Vão derreter.

Michel, tente e me fale.

Kefir, tomara que dê certo agora.

Luis, pra que guardar uma informação assim, né?

Marta, adorei a estorinha .. Veja aqui a dona Neidoca (homenagem do leitor Sandro): http://www.brincandonarede.com.br/conto/VerContoAspFr.aspx?cdl=62 (lá pela página 80)

Obrigada, Catarina!

Paulo, vou atrás. Obrigada!

Anônimo, a papaína pura deve funcionar com mais eficácia ainda. Mas realmente acho que é um alto custo para matar pulgões.

Dário, obrigada! O melhor é compartilhar.

Kleber, esta substância só funciona localmente, então acho que não dará conta de ficar pulverizando cada formiga. Se o problema com as cortadeiras for uma árvore, é só encapar uma faixa do caule dela com papel alumínio. Isto pra mim tem funcionado.

Anônimo: legal.

Um abraço,n



julia spelta disse...

Oi, Neide,
Que feliz coincidência, essa descoberta da eficácia contra pulgões vir junto com informações valiosas sobre as propriedades da planta. E conversando com D. Maria sobre seu post e os resultados obtidos, ela ainda comentou que deve-se evitar comer mamão quando se tem dor de garganta. Fez todo sentido pra mim que não conseguia me livrar de uma persistente, que teve fim depois que parei com o fruto no desjejum. E ainda, naquele fim de semana ela levou uma saca de frutos verdes para fazer doces, e o resultado foi surpreendente. Se houver uma oportunidade, enviamos pra experimentarem. beijos, Julia

Neide Rigo disse...

Júlia, toda minha gratidão à Dona Maria. E obrigada a você por tê-la levado ao sítio. Quanto à garganta, é isto mesmo, quando se tem machucado na boca ou na garganta, não se deve comer mamão, kiwi, abacaxi ou figo crus (todos têm enzima proteolítica que corroem ainda mais a lesão). Cozidos, pode.
Veja como a sabedoria popular às vezes supera o aprendizado nas faculdades. Aposto que muito otorrino não sabe disso.

Um abraço,
N

Oliver Humberto Naves Blanco disse...

Mara! maravilhoso... rsrs

Semelhante cura o semelhante. Deve-se, sempre, procurar o equilíbrio através dos predadores naturais. Os pulgões realmente tem pavor da Dona Joaninha. Então, plantar plantas que atraem a Joaninha em parceria com a couve, no caso, a Erva-doce, por exemplo. Ou Maria-pretinha que é uma planta preferida dos pulgões...

Mas quando a situação já saiu de controle, muitos pulgões, tipo, o produtor vai perder quase toda a couve que plantou... aí sim! sua receita é ótima. Evitamos assim o uso maldito do inseticida.

Parabéns pelo post Neide.

Abraços

Oliver Blanco
http://oextensionista.blogspot.com

Maria Amélia disse...

Que pena ler isso somente hoje. Ainda ontem estava na chácara e tinha pulgões em alguns pés de couve. Lá também temos vários pés de mamão. Mês que vem vou tentar e depois te conto. Amei a dica. bjs.
P.S. Minha mãe dizia que minha avó usava o leite do mamão para limpar as mãos. Diz a lenda que tirava as manchas e deixava macia. Nunca testei. rsrs

Neide Rigo disse...

Obrigada, Oliver, pela dica da erva-doce e da maria-pretinha.

Maria Amélia, também já ouvi falar que tira manchas. Vamos tentar?

Um abraço,
n

eliminar cupins na zona norte disse...

A Descupinizadora ABBAPAI é especializada em matar cupins, extermina cupins e ou controlar cupins subterrâneos, cupins de solo e cupins de madeira seca e todo tipo de inseto que efetua ataques em madeiras como, por exemplo, a broca. Para o descupinização, mata cupins e ou extermina cupins ou de brocas, além de produtos e equipamentos adequados e de alta tecnologia, são utilizadas técnicas diferenciada e bastante criteriosa na execução dos tratamentos.

(Plantão 24 horas) (11)-3481-9820

Suzana Rigo disse...

Vou experimentar agora, na minha samambaia cheia de bichinhos. Depois te conto.

Anônimo disse...

Achei ótimo. Estou limpando umas couves para o bacalhau, e vou experimentar, sem o sabão. Parabéns.
Roberto Cardoso

MARCIA SUSS disse...

Olá Neide,
Em primeiro lugar quero dizer gosto muito do seu blog. Amo sua criatividade e a maneira generosa como você posta os segredinhos.
Tenho uma horta urbana e nos períodos mais úmidos (quase sempre pois moro em Curitiba... rsrsr), umas larvinhas brancas aparecem ao redor das plantas e as folhas vão apodrecendo. Queria saber se posso usar a folha do mamão para cuidar deste problema e se corro o risco de matar as minhocas? rsr Bjs Marcia

Gladys Esther disse...

Estou maravilhada com essas informações, compramos uma casa que tem algumas arvores e plantas bem mal cuidadas ficava doida de ver as plantas sofrerem dai comecei as pesquisar na internet já estava preste a comprar o fumo para usar o caldo visto ser o mais citado, até alguém dizer q não resolve e ai voltei as pesquisa e encontrei você. Vou usar e depois digo o resultado.

jonice ruiz disse...

Caramba.....cada vez aprendo mais com voce. Muito grata por compartilhar seus conhecimentos.
Nem te conheço pessoalmente e já te admiro.
Espero conhecer um dia.
Abraço

Uakari disse...

Ainda não obtive sucesso em germinar mamão aqui em Campos do Jordão, mas vou tentar usar as sementes. Será que funciona? Dizem que não se deve adicioná-las ao minhocário, então deve funcionar.

Thereza Palhano disse...

Nada de catar folhas, foi o mamão verde mesmo....s u c e s s o..........

eduopto disse...

Grato por compartilhar, funciona mesmo. No meu caso, fiz uso de um pincel fino molhado na solução e pincelando os bichos. Parabéns

Neide Rigo disse...

Uakari,
deve funcionar, sim, afinal toda a planta tem papaína.

Teresa, também tenho usado frutos verdes.

Edu, obrigada por compartilhar o resultado.

Um abraço,n

Thereza Palhano disse...

Agradecendo a dica, que achi por acaso e já me apaixonei pelo seu blog, usei mamão verde mesmo... Não tinha onde achar as folhas, bati um mamão com 1/4 de sabonete de glicerinha e completei com água, deu um copo cheio do suco com mais tres de água e dei um banho no meu pé de jaboticaba infestado de cochonilhas, resultado = mortinhas com farofa rsrsrsr lagarta de borboleta tb não suportou, pulgão da couve, foi-se ô benção.. VALEU mesmo :)

Denise disse...

Genial, Neide!
Estava procurando por que eu uso o chá das folhas na minha receita de sabão. Também é porque uma lavadeira sempre ia buscar as folhas para lavar roupas, na chácara da minha mãe. Gostei da idéia, talvez bater no liquidificador seja ainda melhor, talvez o sabão fique verde. Sabe se fervido diminui as propriedades?

Yentl disse...

Oi, Neide! Seu blog tem nos inspirado tanto... Somos muito gratos por ter acesso a essa sua enciclopédia viva e cheia de carinho :)

Sobre as roupas, fiz essa "experiência" aqui com nossos panos de prato mais sujinhos... O que notei é que ficaram bem brancos-brilhosos, e as manchas "amoleceram" mesmo. Depois de umas esfregadas, elas ficaram menos aparentes.

(mas confesso que, no fundo, queria que essa "poção" fosse a solução pra fazer desaparecer, num toque de mágica e sem esforço, as tais manchas! haha)

Seguimos aprendendo com você...
Obrigada! Beijo

Diogo disse...

Eu tenho usado oleo de neem , funciona mas vou tentar a folha de mamão que pra mim vai sair bem mais barato.. Obrigado por compartilhar a descoberta e parabéns por essa perspicácia impressionante!

Anônimo disse...

OLA NEIDE! ADOREI SUA CRIATIVIDADE E AQUI ESTOU PRA TI DIZER QUE A FOLHA DE MAMAO TAMBEM É UM OTIMO CICATRIZANTE CURA ATÉ AQUELAS CHAMADAS DE FERIDA BRAVA. VEJA SO COMO É FACIL DE FAZER PEGA 3 FOLHAS DAS AMARELADAS OU SEJA DE BAIXO LAVA TRITURA E COLOCA EM INFUSÃO NUM LITRO DE ALCOOL POR 7 DIAS SEM PEGAR RAIO SOLAR DEPOIS É SÓ USAR EM QUALQUER FERIMENTO A CICATRIZAÇÃO É IMEDIATO. MARAVILHOSO. BJSS JOANA ZAVADISKI - DF

Marcinha disse...

Nossa meus pés de couves na horta tão cheios de pulgão, obrigada vou fazer.

Anônimo disse...

E se utilizar Açúcar no lugar do sabão,pois ela gruda
Muito bem e não polui como o sabão!

Anônimo disse...

Neide, Olá, não nos conhecemos, claro, mas essa notícia dos pulgões me chamou a atenção. Explico, eu sou professor aqui em Lavras, MG, na UFLA, universidade federal, minha especialidade é controle biológico conservativo de pragas. Traduzindo, a idéia é ter hortas com diversidade plantas, sobretudo floridas, para atrair os inimigos naturais das pragas. Estas plantas ficam por ali, entre canteiros, ou nas bordas, etc. Isso funciona, mas as vezes é necessário uma coisa mais drástica, sobretudo contra pulgões, que se multiplicam mto rápido, por isso gostei da sua idéia. Tenho um livro de receitas caseiras, vou conferir se existe ago lá, mas de memória acho que isso é inédito. Bom, eu coordeno aqui um núcleo de estudos, NEAGRO, núcleo de estudos em agro ecologia e agricultura orgânica, e estou pedindo sua autorização pra fazermos alguns testes científicos em campo e testar isso pra ficar legal que vc acha? Te peço o favor de me responder nesse email lcpsilveira@gmail.com que é o que eu consigo deixar em dia, mídias sociais não consigo acompanhar! Depois se algum aluno publicar um resumo em congresso sobre esses testes vi entra como autora, afinal, a idéia foi sua. Parabéns e aguardo sua resposta.

Vera disse...

Neide,
Você disse que 'vai que os pulgões, feitos de proteínas, sejam todos como mucosas expostas?'... fiquei pensando... mosquito da dengue e suas larvas também são proteína?
Será que funciona jogar suco de folhas ou de casca de mamão verde em ralos ou água parada?
Vou passar link deste seu post para o pessoal da Secretaria de Meio Ambiente aqui de São José e ver se eles tem como fazer o teste. Depois te conto se testaram e o resultado.
Beijos, Vera.

Chi disse...

Ri alto contigo 'à espreita de uma lagarta'. Pobre lagarta! Mas se funcionar, vou rapidinho aplicar na minha mimosa, que todo ano alimenta um batalhão de lagartas e nunca cresce...

David Renó disse...

Os pequenos insetos que estavam na sua roseira podem ser corrodêncios. São inofensivos, mas podem virar infestação rapidamente.

Verônica Leal disse...

Testei, funciona contra as lagartas do maracujá e logicamente com pulgões. Com formigas não consegui fazer testes, por sorte tenho muito poucas no meu quintal!! obrigada!!!

Anônimo disse...

Prezada Neide
Li com muita atenção o artigo sobre as folhas de mamão e fiz como está escrito ali, pensando que poderia resolver meus problemas com cochonilhas. Apliquei numa samambaia de metro infestada. Para o desespero da minha mulher quando viu as paredes do banheiro verdes de caldo e as cochonilhas rindo de mim.
Mas valeu, um abraço.
Paulo Cesar de Santa Cruz do Sul/RS

edimarcr_ disse...

Um inseto muito eficaz no controle de pulgões é a conhecida joaninha e para sempre tê-las por perto, basta plantar alguns pés de pinhão branco (Jatropha curcas). A população de pulgões e joaninhas é mantida em equilíbrio na planta e acaba protegendo as plantas próximas que são atacadas. Ainda não verifiquei essa efetividade em hortaliças, mas uso essa técnica com sucesso em plantas frutíferas.

viviane Silva disse...

Oi. As folhas do meu pé de mamão está cheio de pulgões. E aí? Kkkk
Posso bater elas mesmas. O pior q até o coqueiro. Estou fazendo uma horta e eles estão indo p ela.

Neide Rigo disse...

Viviane,
sim, pode usar mesmo as do pé contaminado.
Um abraço,n

Anônimo disse...

Neide...amei seu post!! Muito útil. Também andei pensando: o sabão ajuda a "quebrar" a "pele" dos insetos... as torna mais permeáveis, por isso facilita a ação do suco de mamão...

Mazinho, o André Luis disse...

Sempre me surpreendo com suas postagens, Neide, mas dessa vez acho que você se superou! Se houvesse um Óscar para "ciência experimental do lar", você seria a minha indicada.

Parabéns pela descoberta fenomenal!

Unknown disse...

Vou testar. Se for eficiente, será um achado maravilhoso! Valeu por compartilhar! abçs

Bruno disse...

Neide, fiz o teste em casa em uma pimenteira que estava tomada de cochonilha. No segundo dia de aplicação já havia pouca, no terceiro dia parecia que elas nem tinham passado por lá. Valeu a dica!