segunda-feira, 25 de junho de 2012

Salada de pão de nozes

Ontem almocei sozinha porque Marcos tinha uma apresentação de aikido em Sorocaba. Antes,  fizemos um bom café da manhã já que os amigos do aikido passariam cedinho para tomar café aqui em casa (e todos já chegam cheios de expectativas). Deixei o pão de nozes crescendo durante a noite para assar logo cedo. A mesa estava mais ou menos farta de modo que só voltei a ter fome lá pelas três da tarde e quando isto aconteceu fiquei com preguiça de fazer comida só pra mim, mas não a ponto de comer o mesmo pão em lanche. Fiz sim um sanduíche misturado, picado, à moda de uma panzanella italiana, subvertendo-a por não deixar o pão umedecer antes. O ideal é embeber o pão por uns 10 minutos em água fria e depois espremer bem. Claro que na minha salada o pão absorveu rapidamente o vinagre e o azeite, mas a água da ervilha evitou que o prato ficasse seco. 


Misturei numa tigela 3 fatias de pão de nozes, 1 tomate e 1 cebola, tudo picado mais ou menos do mesmo tamanho. Acrescentei umas 3 colheres (sopa) de ervilhas que eu tinha acabado de cozinhar (os grãos inteiros cozidos em água com um pouco de sal ficam parecidos com aquela ervilha enlatada), umas azeitonas pretas, um pouco de salsinha e temperei com 3 colheres (sopa) de azeite, 1 colher (sopa) de vinagre de vinho tinto caseiro, sal e pimenta-do reino. Misturei tudo e nhac sob o sol no jardim com uma taça de vinho.  


12 comentários:

Kenia Bahr! disse...

Isso aí, Neide! Glamour total! ;)

Onde o Marcos faz Aikido? Eu também faço!

Bsijos!

Kenia Bahr! disse...

Isso aí, Neide! Glamour total! ;)

Onde o Marcos faz Aikido? Eu também faço!

Bsijos!

Janice Adja disse...

Se possível eu gostaria de uma receita de centeio, sem frutas.Um pão que não seja muito grande, moro só, rsrsr. Sim!. . . e saber qual o forno que você usa.
Beijos!

marta.hoffmann disse...

Oi Neide,
adorei esta ideia de salada para uma pessoa.Como na hora do almoço não tenho cia.,acabo as vezes não comendo nada por preguiça de fazer alguma coisa.Esta tua sugestão eh fácil, rápida e parece mto.gostosa.Vou fazer!

Neide Rigo disse...

Kenia, O Marcos faz aikido na academia Tsurugui, em Pinheiros. Até pouco tempo atrás era na Ecofit. Mas a turma é sempre a mesma e o Sensei também, desde quando ele começou anos atrás. Ele também dá aula. Que bom saber que também faz. Onde?

Janice, outro dia mesmo fiz aquele de centeio com cará. Fica muito bom. Em relação à quantidade, é só adaptar a receita para a quantidade que quer. Você pode fazer mais e congelar, pois o tempo de forno e o trabalho serão o mesmo. Uso forno doméstico comum.

Marta, pelo menos a mistura vai no prato e engana bem. Você pode ainda acrescentar uns pedaços de queijo, manjericão, ovo cozido e assim tem carboidratos, proteínas, vitaminas, tudo no mesmo prato.

Um abraço, N

Kenia Bahr! disse...

Entrei no site pra dar uma olhada mas não consgui saber muito. Quando morava em Sampa eu fazia na APA com Ono Sensei na Vila Mariana. Agora faço em Taubaté com a Lika Sensei, discípula dele. Talvez sejam linhas diferentes, pois me lembro de você comentando que foi ver e era 'porrada pura'. A linha do Ono Sensei é mais energia, menos força. Eu gosto muito!

Por falar em pão, assei um de fermentação natural ontem, ai menina, ficou duro... não peguei o jeito ainda, meus pães não tem saído muito legais... :/

Beijos!

Neide Rigo disse...

Kenia,
a turma do Marcos mudou recentemente para este lugar. Mas acho que eu nunca falei isto, não. O aikido que eles praticam é lindo, quase uma dança, sem nenhuma violência. Beijos, N

Kenia Bahr! disse...

Ah, Neide, mil perdões, não foi você mesmo! Procurei em todo canto e achei. Foi nesse blog da Doidivana que eu li isso, falava sobre o exame de faixa e ela disse que era porrada pura. O Aikido às vezes é quase uma dança mesmo, é muito bonito. Algumas linhas aplicam uma técnica mais agressiva, mas a essência é exatamente a dos movimentos sutis e harmônicos.

Beijos!

Kenia Bahr! disse...

Opa, o link: http://doidivana.wordpress.com/2008/12/20/faixa-preta/

Fala sobre o exame do Marcos, peguei aqui no Come-se mesmo.

Beijos!

Juliana disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Juliana disse...

oi neide
há algum tempo venho tentando a minha mão nos pães, e estou com esta dúvida cruel:
qualquer pão pode ficar crescendo durante a noite? ou depende da receita?
porque normalmente eu acabo assando os pães na noite anterior aos meus cafés da manhã, e fico morrrrrrendo de vontade de pão quentinho, fresquinho do forno... entende?

bela salada,

obrigada

ju

Neide Rigo disse...

Kenia, isto mesmo, foi a Ivana quem disse. É que ela foi ver o exame de faixa preta do Marcos e ficou um pouco impressionada com a disposição da turma pra mostrar os movimentos.

Juliana, só deixei crescendo à noite porque coloquei na máquina e programei. Levantei mais cedo, modelei os pães e assei. Mas não é o ideal,não, porque dependendo da temperatura ambiente, pode crescer demais. É bom estar sempre por perto. Mesmo na máquina, às vezes cresce demais. De qualquer forma, diminua o fermento se quiser fazer a experiência, pra que ele cresça mais devagar.

Um abraço, N