terça-feira, 10 de abril de 2012

Lobeira verde: come-se não

Já me convenci. Nem verde nem madura. Naquele outro post, testei lobeiras maduras em doce e em chutney e disse que são comíveis, mas não apetitosas. E falei também do retrogosto  rascante. Ontem mostrei as lobeiras que colhi em Piracaia e  prometi que as faria como jilós. Foi o que fiz hoje, com muita esperança no coração. Pesei, 777 g, número perfeito!  Descasquei, tirei sementes, deixei de molho em água para não oxidar, e cozinhei com temperos que tinham tudo para deixar qualquer coisa insípida um chuchu beleza. Alho, pimenta, cominho, grãos de coentro, folhas de curry, cúrcuma, gotas de limão. Na panela o legume até cheirava bem. Fiz tudo com muito carinho e amor, o que prova que nada disso é tempero suficiente para o sucesso quando a matéria prima não ajuda. Provei na língua sem preconceitos e me animei, pois não estava ruim.  Mas logo veio aquele pigarro, aquela coisa rascante e amarga que dá aflição, que traz medo de um edema de glote, de um alcaloide super poderoso, um amargoso do mal que engana suas papilas da boca para agir longe do seu julgamento, quando já pode ser tarde demais para arrependimentos . E olhe que eu gosto de amargos

Então, desisti. Tudo bem que a fruta é grande, a planta é produtiva, nasce sozinha na região de cerrado, mas deixemo-las aos lobos-guarás que melhor sabem apreciá-las. Enquanto temos abóboras, não passaremos fome nem nos subteremos a sacrifícios gustativos. Aos lobos, pois!

Então, pra que mesmo estou postando uma coisa que não deu certo? Ué, é como história. É importante conhecê-la para não repetirmos os erros do passado. Se eu já testei e você acredita um pouco em mim, não precisa perder seu tempo. Agora, se tiver uma experiência muito diferente do que já mostrei nestes dois posts, ainda estou aberta, desde que me garanta que não vou sentir nada na garganta. Por enquanto, em vez de nhac, eca e não se fala mais de lobeiras. 


15 comentários:

Cae Fernandes disse...

Nossa, nunca ouvi falar nesse fruto!!
Estou mt desinformada...rsrsr
Bjooos.

Luis Pereira disse...

No link abaixo tem uma receita de Geléia de Lobeira:

http://www.biologo.com.br/plantas/cerrado/lobeira.html

Anônimo disse...

Se você diz eca, é porque realmente não é comestível e não vou me aventurar, pois me aventurei na flor de babosa que "come-se" e eu não gostei, mas aí é questão de papilas gustativas, né. De qualquer forma, obrigada pela informação, pois sempre tive vontade de comer a fruta da lobeira. Abç

Anônimo disse...

Neide pensei que Lobeira era tipica do cerrado, nã o sabia que dava aqui em SP, mais sempre soube que realmente não da pra comer mesmo quando madura ela é até bonita mais não daá.(Diu)

angela disse...

Então, se o apocalipse vier não dá mesmo pra sobreviver com ela.. hum..

Kenia Bahr! disse...

Oi, Neide. Minha vó usava o pó de lobeira pra tratar problemas de estômago, mas nunca tinha ouvido falar de comê-las mesmo. Uma curiosidade: os lobos comem as frutas de lobo porque têm uma tendência natural a contrair um tipo de nematelminto que lhes provoca graves doenças renais. As frutas ajudam a controlar esses vermes!

Beijos!

Giovani Massaro disse...

Olá Neide,
Como você está?
Desde pequenininho via a lobeira na fazenda do meu pai e sempre me diziam que não tem jeito de comer também. Mas já aqui no México estive matutando: Por que você não faz como o milho nixtamalizado da tortilha? Só que ao invés de colocar cal, coloque um ácido, como o sumo de limão. Quem sabe o ph se nivela e fica saboroso.
Um abração, espero ter ajudado.

Giovani Massaro
gi_massaro@hotmail.com

opuscogito disse...

Criado em região de cerrado nos arredores de Brasília, cansei de ver lobeira. Lembro que sempre éramos alertados a não comê-las ('fruto venenoso, menino!'), e um amigo que tentou fazer isso uma vez teve uma diarréia violentíssima...

Liliana aparecida de souza disse...

Me ensinaram a corta-la em rodelas deixar na agua e tomar uns 3 copos por dia p emagrecer uma colega tomou e emagreceu 25 kilos .Fiz isso naum é amarga tem gosto de suco de maça sem acuçar.

Liliana aparecida de souza disse...

me ensinaram a tomar o suco da fruta do lobo e´só deixar de molho cortada em rodelas .O suco é suave e me garantiram q emagrece.Uma amiga tomou e deu certo agora estou tomando e espero ter o mesmo resultado!

Heziel Evangelista disse...

Eu e minha esposa sempre vemos esse fruto em Minas Gerais, mas minha esposa disse que sua mãe sempre falava que era venenoso. Agora lendo esse artigo, vou come-lo, se não matar engorda kkkk

Heziel Evangelista disse...

Eu e minha esposa sempre vemos esse fruto em Minas Gerais, mas ela me disse que sua mãe sempre disse que é venenoso, por isso nunca o comeram, mas lendo alguns artigo aqui na net, vou come-lo pelo menos um pedacinho, e o que não mata engorda kkkk

Anônimo disse...

Pela foto dá pra ver que o fruto que você comeu definitivamente não estava maduro. O fruto quando está maduro fica com a polpa bem macia se você apertá-lo por fora e o aspecto de "mole" por dentro, com as sementes ficando mais escuras e fibrosas.
O fruto verde ou mesmo "de vez" possui altas concentrações de taninos e solanina, por isso nunca deve ser consumido dessa maneira. Quando ele está bem maduro, ele não tem nem mesmo um traço de gosto amargo, ele fica bem doce e saboroso com apenas um toque de azedo, friso, azedo não amargo, no final. Os frutos devem amadurecer no pé e serem colhidos apenas os caídos no chão, nunca os do pé. Além disso, nunca consuma mais de meio fruto por vez. Tente novamente e experimente comê-lo em natura... se o fruto estiver amargo é porque não estava pronto para o consumo, se estiver doce é porque estava bom. Garanto que vá gostar!
Fonte: adoro experimentar frutas nativas e sou agrônomo.

Mateus.

Neide Rigo disse...

Oi, Mateus, obrigada pela contribuição. Não sei se chegou a ver meu outro post - linkado aí em cima (http://come-se.blogspot.com.br/2010/09/fruta-de-lobo-ou-lobeira-resposta.html), mas o fato é que já comi lobeira que caiu de madura e ainda assim achei bem amarga. Talvez haja variedades mais mansas. Ou variam de acordo com o lugar onde crescem. Até hoje nunca comi uma que goste realmente gostosa - o perfume, sim, é maravilhoso.
Um abraço,n

Anônimo disse...

Meu pai usava o fruto da lobeira verde picado pra matar micoses e frieiras e eu comecei a fazer remédio com base nisso e consegui um poderoso antimicótico e também muito bom pra acabar com verrugas, derruba todas as verrugas, é um excelente remédio, esse alcalóide que a lobeira Tem é excelente pra matar fungos, vermes e até certas bactérias sensíveis. Um antimicótico e antifúngico natural. Eu considero esse fruto não como comestível mas como fruto medicinal. Realmente um fruto sagrado e os lobos já sentiram isso.Para preparar o composto é só picar a loba verde, pois é quando tem a concentração maior do alcalóide, em pequenos cubinhos e deixar curtir em meio litro de álcool 96º. depois de curtido fica com uma cor escura, e pode ser usado sem medo, um excelente remédio. Um abraço.