quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Deu n´Uol: Foraging



Não sou só eu: amigos do piquenique colhendo e escolhendo pitangas

Deu no Uol, hoje: http://receitas.uol.com.br/ultimas-noticias/2012/02/16/tendencia-da-gastronomia-mundial-caca-a-alimentos-nas-ruas-tem-versao-paulistana-nas-maos-de-nutricionista.jhtm

6 comentários:

André Coelho disse...

Eu passo por pitangueiras na ida e volta do trabalho. O problema é que não sobra uma frutinha, já que o povo arranca verde, pra não fazer nada.

Mas eu tô achando mesmo que vou fazer umas intervenções aqui em BH, no meu bairro: plantar uns dois pés de curry. É investimento de longo prazo ou logo vira uma arvorizinha de tamanho considerável?

Neide Rigo disse...

André,
plante os pés de curry em local com bastante espaço porque ele cresce muito e suas raízes são capazes de atravessar o asfalto para brotar do outro lado da rua. Mas não é investimento a longo prazo, não. Ela cresce bem rápido.

Um abraço,
N

Cassiano disse...

Quando eu era pequeno eu comia pitangas no pé no clube onde meus pais eram sócios. Sabe aqueles pés onde tu tens que subir uns 3 metros para chegar perto da copa? pois é!
E quanto a pitangueira, ela cresce rápido (se tiver espaço) e dá frutos logo também.

Anônimo disse...

Neide,
Penso que o melhor de tudo isto é o efeito multiplicador das tuas idéias. As pessoas vão reeducando a maneira de "enxergar" a natureza à sua volta, derrubando preconceitos e mudando hábitos.
Digo isto por experiência própria... há anos acompanho seu blog e o admiro cada vez mais.
abraços,
marlene

georgia bastos disse...

Neide, parabéns, adoro esse seu jeito despretencioso de que faz as coisa e vai colhendo os frutos assim com essa mesma naturalidade, sou sua fã.Saudades!!

Priscila disse...

Neide, parabens pelo teu blog.
Estou fora do Brasil ha 5 anos e a fruta que mais tenho saudades é pitanga.

Um dia levando a família pra conhecer o Nordeste da Austrália, me deparei com um pé de pitanga carregadíssimo e assim passamos uma tarde de foraging com a tropa toda.

Abraços