quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Bolo de mandioca. Ou quinta sem trigo 33

Aproveitei que minha amiga Silvia Lopes, que vive em Salvador, estava hospedada aqui para explorá-la. Como sobrou mandioca daquele pirão e como adoro o bolo de macaxeira que só ela sabe fazer, pedi a gentileza, que trouxe para nosso café da manhã um pouco de baianice.  Ela faz tudo sem receita, mas com uma precisão incrível. Eu fiquei atrás pesando e medindo tudo para nós, simples mortais, que não temos olho treinado para saber se é muita ou pouca manteiga para aquele tanto de mandioca. Por fim, temos a receita:


Bolo de mandioca com coco. De Silvia Lopes

3 xícaras de mandioca ralada fino (700 g)
3 ovos  inteiros
1 xícara de açúcar (180 g)
1 pitada de sal
1 xícara de coco ralado grosso (120 g)
1/2 xícara de leite (120 ml)
100 g de manteiga (pode ser um pouco menos)
Para passar na superfície do bolo enquanto assa: 1/2 xícara de leite misturado com 2 colheres (sopa) de açúcar

Coloque numa tigela a mandioca com os ovos, o açúcar, o sal, o coco ralado, o leite e a manteiga em ponto de pomada. Misture bem e coloque  numa forma de anel (do tamanho que comporte a massa - já que o bolo não cresce). Leve ao forno médio e deixe assar por uma hora ou mais ou até as bordas ficarem bem douradas. Depois de uns vinte minutos de forno, passe um pouco do leite com açúcar. Passe mais sempre que secar. A superfície ficará mais dourada e úmida. 

Rende: umas 20 fatias 


Ah, se eu não cuido... Dendê tem afinidade com comida baiana!
(sim, às vezes fotografo no chão)

15 comentários:

Mariangela disse...

Neide,este é,de longe, o meu bolo favorito do universo!!!Eu amo bolo de mandioca,e as vezes fazia lá em POA.Aqui é simplesmente impossível fazer.Raras vezes vi mandioca por aqui,e as poucas que vi,estavam enceradas e medonhas.Animo zero para comprar.Mas,aproveito o que tem de bom aqui,claro!!!Beijos!

Letrícia disse...

Bolo de mandioca é bom demais! E a sua Dendê, se não fosse tão jovem, seria gêmea da minha Mabel. Veja se não parece:

http://www.flickr.com/photos/53905914@N00/1464624983/in/set-72157602500783609/

Beijão!

Lidi e Paulo disse...

Oii, achei você nas minhas andanças pela net.. Mt bom e cheio de dicas ótimas esse seu blog!!
Estou te seguindo, e passarei por aqui sempre que atualizar!!
Me visite tbm. vou Amar!
Beijos

wair de paula disse...

SabAdo de manha terá este bolo em casa. Estou me aventurando ns doces, e tenho uma queda por doces com coco, e adoro este bolo,tks! Abraços,

Gilda disse...

Neide, a carinha da Dendê mostra que ela sabe que vai ganhar. Tenho uma pergunta coçando aqui desde o post sobre café da manhã, falando em ração humana: de mãe de cachorro feliz para mãe nutricionista de cachorrinha feliz, a Dendê come ração ou comidinha? É sério! Tenho muuuitas dúvidas sobre dar ração! Mas dou, embora dê comidinhas também, pelos mesmos motivos que você mencionou no post. Desculpe extrapolar, por favor. Um abraço

Isis disse...

Ah, eu fiz um bolo com o que minha avó chama de farinha de puba, é um estágio de refino da farinha de mandioca ainda não torrada. Ficou muito gostoso!

aguiar disse...

Ah! Neide esse bolo fez lembrar minha infância com muitos irmãos e os agregados.Minha mãe tinha que fazer muitas coisas para dar de comer pra todo mundo!Os cafés (da manhã e tarde) eram recheados de coisas feitas em casa e que não se comprava no mercado, tinha na "roça".
Então ela fazia um bolo de aipim maravilhoso, que não usava ovos nem trigo.Basicamente aipim ,leite, manteiga,açúcar, côco ralado...hum que delícia!E muitas outras coisas que ela fazia que eu amava.Boas lembranças. Obrigada Neide.bjs

Isadora disse...

amo muito este bolo!!!!

http://deliciasdaisa.blogspot.com/

wair de paula disse...

Neide, fiz o bolo hoje. Ainda não o cortei, estou resistindo só habito de comer bolo quente. Ficou bonito, dourado e firme. Rendeu um post, não muito alto-astral, mas elegíaco. Abs& obrigado pela ótima receita,

Anônimo disse...

Oi Neide, já te conheço hà muito tempo, através da minha querida amiga Mariangela de Porto Alegre. Eu também sou ex aluna do Rui. Venho te acompanhando através do Blog também a anos. Hoje me animei Escrever para parabenizá-la pelo belo e saboroso trabalho. O bolo da Mandioca tambèm é um dos meus favoritos. Saudade tb. Dos bolos da Mariangrla...simplesmente maravilhosos. Abraços. Anamariachiapinotto

Neide Rigo disse...

Gilda,
Como a sua cachorrinha, a Dendê come ração e comida. É claro que ela prefere comida (ou qualquer coisa que não seja ração), mas ainda não consegui um esquema que me convença.

Um beijo, N

Jussara disse...

Adoro bolo de mandioca, meu pai fazia muito quando eu era criança. Mas o dele parecia mais trabalhoso e levava muuuitos ovos (e muita manteiga, uma coisa nem um pouco light). Esses dias minha mãe viajou para Goiânia, e a amiga dela mandou um bolo inteiro cortado em pedaços. Não estava como os que meu pai fazia, mas eu me acabei de tanto comer.
Qualquer dia vou tentar fazer a receita da sua amiga. :)

PS: a Dendê parece muito com uma das minhas cachorrinhas; mesma cor, tamanho, e até os bigodes brancos.

Anônimo disse...

Neide, venho acompanhando o seu blog há tempos. Gosto muito das suas experiências, vivências, receitas, etc.
Partilhamos do mesmo universo investigativo e fascinante que é a cozinha sem nenhum mistério.
Mas escrevo para lhe dizer que descobrir que seu cachorro ou sua cachorra se parece com a Pepeta, minha amiga do peito que recolhi ainda filhote jogada no mato.
Um abraço,
Geraldo Márcio
gmarciobh@yaoo.com.br

Neide Rigo disse...

Geraldo, mande foto pra mim! A Dendê tem uma irmãzinha que não conseguimos localizar. Quem sabe não é a Pepeta. Onde a encontrou? Um abraço, N

ninacozinhasimplesmente.blog disse...

Olá Neide!
Vi que gostas dos quitutes da Bahia e sou uma Soteropolitana légitima condido-te a me visitar. E também gostei do seu blog, Peço licença para segui-lo, posso? Abraços Bahianos