quarta-feira, 27 de abril de 2011

Arroz integral não é tudo igual



No sábado, lá em Porto Alegre, visitamos, Mariângela e eu,  a feira ecológica, infelizmente esvaziada por causa da chuvarada do dia anterior. Muitos feirantes vêm de longe sacolejando por estradas esburacadas.  Mas demos sorte de encontrar com Seu Juarez.  Só para não me repetir, vale a pena ver o vídeo em que o produtor fala do seu arroz crotalária: http://come-se.blogspot.com/2009/06/arroz-moti-aromatico-ou-arroz.html. E o post onde conto a história sobre o seu começo como produtor orgânico: http://come-se.blogspot.com/2008/07/seu-juarez-dos-arrozes.html.  


Ficamos sabendo que neste ano a produção do arroz crotalária (imagine uma mistura do japonês moti com arroz jasmim tailandês, porém, integral - inacreditavelmente delicioso) foi totalmente comprometida pelo ataque de um tipo de mosca. Quase não sobra para semente, mas ele não desistiu e vai descobrir uma forma natural de manejo para recuperar o arroz para as próximas safras. Tomara!


Enquanto fomos à feira e ao mercado, Rui ficou encarregado de ir adiantando a Piava cevada com milho, pescada pelo irmão. Já falei desta piaba e dei a receita do Rui aqui: http://come-se.blogspot.com/2009/01/cevando-piava-ou-piava-assada.html



Usou ervas que ele mesmo colheu na hora e assou o peixe coberto com papel alumínio. Chegamos e preparamos o agora raro arroz crotalária do Seu Juarez, que Mariângela ainda tinha da última colheita - só cozido com água e sal em panela comum e depois temperado com nata e cenoura ralada. A carne delicada da piava, livre dos grandes espinhos,  marcada apenas pelo aroma das ervas do quintal casou como uma kate com o rei dos arrozes.




Além dos vários tipos de arroz do Seu Juarez,  cateto vermelho, cateto marrom, jasmim, moti e farroupilha, comprei também batatas doces nesta outra banca. Cruas, brancas, laranjas, assadas. 

8 comentários:

Kenia Bahr! disse...

Oi Neide! Adoro "arrozes" de todos os tipos. Esse crotalária deve ser muito bom!
No seu post de quinta, achei o máximo vc falar sobre a flor do lirio-do-brejo. Aprendi com um amigo que pode-se comer todas as flores das Zingiberaceae, a família do gengibre. Esse lírio é dessa família, segundo ele, que aindame mostrou várias outras, na restinga, em Picinguaba (exóticas incluídas na mata nativa, assim como o proprio lirio). Comi também muita sete-copas, lembrei de ti!
Beijos

Neide Rigo disse...

Kenia,
eu demorei, mas respondi ontem lá no post de quinta pra você. Tenho lírio do brejo ou gengibre borboleta aqui no meu quintal e as flores são perfumadíssimas. Os brotos também são comestíveis como legume. E a raiz pode ser usada ralada como gengibre.
Gostei de saber que comeu sete-copas!
Um abraço,
N

Kenia Bahr! disse...

Sim! Obrigada Neide! Eu tenho muito lírio do brejo no sítio, na verdade é uma invasora hehehehe Adorei saber das raízes, vou experimentar!!!
Sete-copas é uma delícia, trouxe um monte pra tirar as castanhas.
Bjs

angela disse...

Quando eu leio esses posts me sinto tão culpada de ainda comer coisas de supermercado, ficar atraída por temperos prontos e práticos.. Vou ajoelhar no milho orgânico já já. (tenho certeza de que esses verificadores de palavras sabem ler.. sabe o que tenho de digitar agora? inack Juro. O verificador lê os nhacks da Neide)

Neide Rigo disse...

Kenia, é invasora sim. A gente deve ter cuidado ao plantá-la em áreas de reserva porque ela mata tudo o que está sob sua sombra. No jardim, dá pra manter sob controle.

Angela, no milho de pipoca com o biquinho virado pra cima! Acho que lê sim!

Um abraço, N

alexandre e alana disse...

Esta feira é nota DEZ! Alimentos saudaveis e baratos.

Sabrina disse...

Neide, ontem jantamos arroz de jasmin e ficamos nos perguntando como seria sua versão integral... Adorei o post!

Anônimo disse...

Olá Neide!
Assisti à reportagem de horta caseira e no Globo Repórter do dia 25/03/11, em que você foi entrevistada e gostei muito, só faltou o CAJUTUPÉ,rsrsrs...
para quem não assistiu vai aqui o link:
http://g1.globo.com/videos/globo-reporter/v/e-possivel-plantar-horta-organica-no-quintal-ou-na-varanda-do-apartamento/1469644/#/ Edições/20110325/page/1

Abraço.

Edison Elvira - Poá - SP
Técnico em Agropecuária
e-mail: edisonelvira@ig.com.br