segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

Resposta à charada: Fruto do mandacaru

Respondendo à charada da sexta-feira, aproveito para me desculpar por ter suposto que seria fácil demais. Julguei mal (assim como outras vezes em que achei que ninguém saberia e todo mundo acertou), mas a foto pode ter enganado. Fora a Lídia, o Faustino e dois outros leitores que chegaram perto, afinal pitaia e figo-da-índia também são frutos de cactáceas, a maioria apostou no maracujá, cuja casca é muito mais firme e a polpa mais suculenta que a do mandacaru. De qualquer forma, agradeço a todos os que responderam.


Estes da foto são de Fartura. Meu pai é daqueles que sempre espera a filha com uma novidade comestível ainda no pé, geralmente uma fruta. Desta vez deixou para colher os mandacarus, que rachavam de maduros, quando eu chegasse. Alguns se esborracharam no chão, mas uns poucos sobreviveram intactos. E eu os comi de colherinha.
São doces, gelatinosos e as sementes conferem crocância interessante. Não tem sabor marcante nem acidez como a pitaia, por exemplo. Mas são bons de comer gelados, comida de passarinho, de criança.


O Cereus jamacaru DC é uma Cactaceae conhecida popularmente como mandacaru, mas recebe outros nomes como jamacaru, jamaracuru, mandacaru-facheiro, jumucuru, jumarucu, mandacaru-de-boi, mandacaru-de-faixo entre outros. Embora possa ser encontrado aqui e ali, e até em Fartura, faz parte da paisagem típica da região semiárida do Nordeste, onde tem vários usos: alimentação e hidratação dos animais na seca, extrato da polpa como remédio para gastrites, cistites e outras ites, lenha incendiária para começar fogo, fruto para pássaros de gaiola etc. E até como anunciante de chuva.
No sertão, quanto o mandacaru se enche de flor na seca corre-se para comprar sementes. É hora de plantar que a chuva já vem, como já dizia o compositor e folclorista Zé Dantas (pra matar a saudade, aqui vai um Luiz Gonzala que importalizou o mandacaru do compositor:
Xote das Meninas - mandacaru quando fulora na seca é um sinal que a chuva chega no sertão.. .)
Como a planta não é cultivada pelos frutos, que não têm interesse comercial, raros são os trabalhos sobre os aspectos nutricionais, mas achei o resumo de um, "Avaliação da composição química do mandacaru advindo da Caatinga Semi-Árida", da Universidade Estadual da Paraíba, para quem quiser começar a se aprofundar, já que no final há muitas referências bibliográficas que podem ser útil. Mas se quiser apenas comer o fruto, há mandacarus no Parque do Ibirapuera, por exemplo, e quintais por aí (tenho um num vaso grande na frente de casa, mas ainda não frutificou).

Nota pós post: Vale a pena deixar aqui a observação do leitor Anestor, estudioso de espécies vegetais e em quem eu confio: "Olá, Neide: Pelas suas fotos, salvo engano, não se trata do mandacaru nordestino, mas de um cactus nativo da região sul, que poderia ser chamado de mandacaru do sul. Ele difere do nordestino, que produz frutos vermelhos, por produzir frutos amarelos. Seus frutos são saborosos. Lorenzi o lista no seu vol. 3, de Árvores Brasileiras. Eu o fotografei em Caçador - SC. Vejahttp://picasaweb.google.com/lh/view?q=cereus&uname=anestor.mezzomo&psc=S#5457456485911472882. Botanicamente chama-se Cereus hilmannianianus." Anestor Mezzomo

16 comentários:

Dricka disse...

Nunquinha adivinharia. Só conhecia mesmo mandacaru na musica de Luiz Gonzaga e daquela novela, que ouvi falar mas nunca assisti. Nem sabia que era uma fruta.O Come-se vai me fazer PhD em alimentos nativos e diferentes.
Bjs

Taís disse...

Neide, quando morava no nordeste comi um que parece com esse, mas a casca é de cor pink, polpa branca e cheio de minúsculas sementinhas pretas. Lindo e uma delícia, mas não sei se é fruto do mandacaru!
Bjs

http://tataecoisasetal.blogspot.com

Anônimo disse...

A Saborosa também parece MUITO com o fruto do Mandacaru (é da família da pitaya)...

angela disse...

Tô na fila da semente! Será que pega aqui? :-)
Eu troco por uma agenda gourmet..já viu? postei hoje a agenda que ganhei!

olinda disse...

Um deleite “folhear” seu conhecimento, sinto como se falasse de perto e fossemos velhas conhecidas.
São Paulo mostra suas feridas e o “nem aí” continua a imperar, ano que vem vamos estar lamentando a mesma coisa.
Nunca comi jaca, que assusta pelo tamanho e por se desenvolver em árvores... Que susto!
Se encontrar uma no hipermercado certamente que compro, desta vez tenho receitas e quase tive um ataque de satisfação quando me dei conta que se trata de comida encorpada, salgada e vegetariana, tenho muitos amigos a agradar com estas receitas. Não sou vegetariana, mas adoro alternativas originais e rechear o meu pão com um alimento nutritivo me deixa animada, afinal já estou para lá de enjoada dos embutidos e os patês de sempre.
Oh, e jamais adivinharia que era fruto de mandacaru, rs, agradeço a novidade e também pelas receitas sem trigo,receitas de pão, de bolo, da carne de lata, ah e tudo o mais! Aproveitei sua dica para cultivar alimentos vivos e gostei da receita de sabão, pois acalmou meu sentimento de culpa sempre que descartava o óleo de cozinha usado.
Belas ilustrações!

Um grande abraço!

Neide Rigo disse...

Drika, da novela nem sei. Mas na voz do Luiz Gonzaga não há quem não conheça, né? Mas, de fato, o fruto é um ilustre desconhecido. Ainda mais perto da elegante pitaia.

Taís, deve ser a pitainha ou cacto-rosa. Há muitos cactos com frutos comestíveis, todos com este polpa gelatinosa e sementes crocantes dispersas.

Angela, deve pegar, sim. Nem precisa de sementes. Quando passar aqui em casa eu lhe dou uma muda que posso trazer de fartura. Mas há deles grandes também pra vender em floricultura, afinal são muito ornamentais.

Anônimo, infelizmente ainda não conheço o fruto da Saborosa. Mas hei de.

Olinda, que bom saber que aproveita algumas dicas do Come-se. A jaca verde, infelizmente, não vai encontrar no supermercado. O jeito é ficar mesmo de olho nas jaqueiras.

Um abraço, N

smello disse...

Poxa... Se eu tivesse mostrado ao meu pai, ele teria me dito. Alem de ser Nordestino, ele vivia indo pro interior pegar planta pras pesquisas dele na universidade, onde ensinava... Ou a minha mãe, que sabe um montão de nome de planta e gosta muito de cultivar. Aliás, já dei o link do seu blog pra ela.
Adorei a charada. Pode botar mais.

Tá Bem Bom disse...

Manda,caru
Flor de mandacaru pra mim
Que é pra botar no xaxim
Em cima da televisão
Manda, caru
Uma flor dessa do sertão
Uma flor de cardo
Pra alegrar meu coração
Só pra guardar de recordação
Do tempo da meninice
Pois de recordar carece
Como uma prece sem fim
Manda, caru
Flor de mandacaru pra mim
Pelo correio ou de caminhão
Num barco do são francisco
Peço que você se apresse
Que a saudade é ruim
Manda, caru
Flor de mandacaru prá mim

Tá Bem Bom disse...

A musica acima é do Chico Cesar, "Flor de Mandacaru"

amezzomo2002 disse...

Olá, Neide: Pelas suas fotos, salvo engano, não se trata do mandacaru nordestino, mas de um cactus nativo da região sul, que poderia ser chamado de mandacaru do sul. Ele difere do nordestino, que produz frutos vermelhos, por produzir frutos amarelos. Seus frutos são saborosos. Lorenzi o lista no seu vol. 3, de Árvores Brasileiras. Eu o fotografei em Caçador - SC. Vejahttp://picasaweb.google.com/lh/view?q=cereus&uname=anestor.mezzomo&psc=S#5457456485911472882. Botanicamente chama-se Cereus hilmannianianus.

Anestor Mezzomo

Neide Rigo disse...

Smello, mostre, então, para seu pai. Segundo comentário do Anestor, trata-se de outra espécie de cacto.

Leo, obrigada pela rica contribuição. Não conhecia.

Anestor, obrigada por identificar melhor este tipo de mandacaru. Devia ter perguntado antes pra você. Não consegui acessar a foto.

Um abraço,
N

amezzomo2002 disse...

À Taís eu digo que o de cor Pink ou vermelho e polpa branca deve ser mesmo o mandacaru do nordeste (Cereus jamacaru) (http://www.google.com.br/images?um=1&hl=pt-br&safe=off&rlz=1R2ADSA_pt-BRBR409&biw=1003&bih=563&tbs=isch%3A1&sa=1&q=MANDACARU+FRUto&aq=f&aqi=&aql=&oq=). Existe um outro cacto nordestino que produz fruto de polpa pink muito linda, que é o xique-xique (Pilosocereus gounellei)http://www.google.com.br/images?hl=pt-br&biw=1020&bih=563&q=xiquexique%20fruto&rlz=1W1HPNN_pt-BR&um=1&ie=UTF-8&source=og&sa=N&tab=wi. Já a saborosa é uma pitaia nativa do cerrado brasilero conhecida botanicamente como Selenicereus setaceus (http://www.google.com.br/images?um=1&hl=pt-br&safe=off&biw=1020&bih=563&rlz=1W1HPNN_pt-BR&tbs=isch%3A1&sa=1&q=selenicereus+setaceus&aq=f&aqi=g10&aql=&oq=).

Anestor Mezzomo

Sergio Devicco disse...

tenho um mandacarú plantado num vaso em minha residencia, em sao paulo, nasceram algumas flores lindas, mas uma delas ficou uma protuberancia, apos cair a flor e esta avermelhando como se estivesse madurando, pesquisando, agora sei que se trata de uma fruta, vou tira-la pra experimentar

grato pela materia

sergio - São Paulo

bia disse...

Não conheço o fruto do mandacarú,mas vou começar a plantar pitaya.
Dizem que tem boa acitação no comércio.
Bjs.
Bia.

Anônimo disse...

é mandacaru sim tem muito aqui no nordeste, essa espécie sem espinho tem muito nos estados da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco é estudada pelas universidade eu sou aluna de agroecologia e tenho um projeto que vai ajudar a disseminar para propriedades de pequenos agricultores familiar para ser usada como ração animal.mais ele dá em qualquer lugar que plantar...

abraço

Isabel Figueiredo disse...

Neide, você arriscou alguma receita com os frutos do mandacaru? Estou a busca de uma receita para o site que estamos fazendo aqui no ISPN, conforme Viviane e Anna já te adiantaram.
Beijos
Isabel