quinta-feira, 28 de outubro de 2010

Tomate que não apodrece


Tomate longa vida: de 03 de julho a 07 de outubro (fotos em ordem cronológica, da esquerda para direita, de cima para baixo)
Aproveito novamente o gancho da matéria de capa do Paladar de hoje, que fala de tomate, e especialmente a ótima crítica da Janaína Fidalgo que execra o tomate longa-vida híbrido. Não a encontrei on line, mas você poderá ver no site do Caderno um vídeo explicando os tipos de tomate e o texto da Lucinéia Nunes, "Não Pise no tomate".
É que em 2007, também inconformada com o tomate que não apodrece, resolvi testá-lo até o fim. Não publiquei porque não fiz teste controle e as pimentas que fui usando e repondo podem interferir na durabilidade. De qualquer forma, estão aí as fotos para mostrar que o mesmo tomate ficou de 07 de julho a 03 de outubro, chegando ao estado lastimável de degradação interna, com polpa mole mas não podre, e película incrivelmente firme e forte, com apenas um machucado cicatrizado que não chegou sequer a atrair drosófilas. Um dos tomates foi machucado por acidente, não resistiu e saiu fora da brincadeira. Mas o outro pode até ser apertado com a mão - veja foto acima - que não se rompeu. Dá medo de um tomate deste, não dá, não? Coincidentemente o papel de fundo das fotos é o caderno Paladar, só de preguiça de ficar anotando as datas.
Agora, fazendo um pouco de propaganda de uma amiga que deve ser a maior colecionadora de tomates do Brasil, lhe pergunto: quantos tipos de tomate você conhece? Cinco ou seis? É o normal. Mas o casal Veronica e Gyps, que teve por vários anos um restaurante de sopas em Berlim, agora cultiva, em Nova Petrópolis - RS, 57 tipos de tomates, além de ervas e outros legumes, de maneira sustentável, com sementes não tratadas e vendem o que produzem. Mostro aqui apenas os tipos de tomates, mas veja lá no site (www.sambalinasementes.com.br), que tem venda on line, quanta preciosidade.

Colagem feita com fotos do Sambalina Sementes. Veja informações sobre estes tomates no site www.sambalinasementes.com.br
Ah, caso alguém toque no assunto "tomate é fruta ou legume", já publiquei a resposta aqui.

17 comentários:

Inês Correa disse...

da medo mesmo,neide. nem quero tomate longa vida. já chega leite e tantos outros produtos assim. pra que? o que será que puseram nele?

Neide Rigo disse...

Inês, não puseram nada nele, não. É só resultado de melhoramento genético - é um híbrido, o que significa que foi desenvonvido pelo cruzamento de variedades diferentes dentro da mesma espécie. Dura bastante, o que é bom para o produtor, facilita o transporte, tem longo tempo de prateleira, evita desperdícios etc. Mas na hora do vamos ver, que é o que interessa, ou seja, na boca, na panela, é um fiasco com sabor de água lavada. beijo,n

Marcia H disse...

Neide,
o interessante é que esse tipo de coisa já fez sucesso na Europa e agora os produtores estao voltando aos alimentos com mais sabor. Tomates holandeses ou espanhois que nunca viram um grao de terra sao normalmente assim, com gosto de água suja.
Adoro tomates, pena que o clima daqui nao seja muito propício. No ano passado eu fiz chutney de tomate verde, esse ano eu só plantei San Marzano, que ficaram bonszinhos, mas nao deliciosos.
bjss

Marisa Ono disse...

Não li a matéria, mas li em algum lugar que esses tomates não apodrecem porque não chegam exatamente a amadurecer e, portanto, nunca terão o sabor de um tomate no ponto.

Pelas experiências aqui, um tomate gostoso precisa, além de ser de uma espécie boa, controle de água e muito sol. Pode parecer judiação, mas pouca água produz um tomate denso - alguns, a gente até coloca em um copo de água e ele afunda - e com sabor intenso.

O grande problema é que o Brasil é um país grande, muita coisa viaja longas distâncias para chegar ao consumidor como, por exemplo, o mercado de Manaus.

Ah, e eu quero poder plantar muitos tomateiros "diferentes". Por enquanto, só tenho o marrom e o negro, além daquele tomatinho precoce que brota em lugares que ele bem entende.

Beijocas

clau disse...

Tomate que é tomate TEM que ser saboroso!
Aqui na regiao da Campania/Italia, eles levaram muuuuito a sério este fruto que, apesar de americano, virou assunto regional.
Adotado incondicionalmente, assumiu todas as formas, tamanhos, usos e sabores: de se fazer inveja.
Enfim...
Cada um tem o tomate que merece.
Hihihi!
Bjs!

Sill disse...

Oi Neide! Tomate é meu legume, ou fruto, predileto! Adoraria provar cada um destes 57 diferentes tipos..yami...yamiii...bjks Sill

Anakoelho disse...

Olá Neide!
Parabéns pela bela postagem.
Boa noite,ótimo fim de semana.

Gilda disse...

Oi Neide
Esta idéia de pegar gancho no Paladar é ótima, porque sem ficar presa ao espaço limitado do jornal, você nos dá toda a informação que gostaríamos de ter. Sem desmerecer o Paladar, nós, leitores, agradecemos.
Um abraço

Anônimo disse...

Olá..não é a primeira vez que "passeio por aqui" mas o ato de comentar até então estava na vontade...

Lendo sobre a Verônica, da Sambalina, com quem troco e-mails quase que semanais ( sem conhece-la pessoalmente )posso dizer que das muitas sementes que dela comprei muitas já brotaram ..desde tomates até o milho azul..e um presente maravilhoso que ela me deu...uma muda de Bétula branca...que etá com 25cm e cheia de folhas..
Meu nome? bem...José Ribeiro..sou de Sampa, médico ( ninguém é perfeito) curioso em culinária ..principalmente italiana, fotógrafo amador...e deixo aqui o reforço sobre a Sambalina e parabéns pelo Blog.

Sucesso Sempre

Silvia -BH disse...

Neide,
Já mostrei aos dois jardineiros uma página americana. No catálogo, esta imensa.varisedade de tomates e muito mais de abóboras de todo o tipo. Cultivo orgânico. Bom ver também por aqui.
...
Comprei uma geleia de hortelã marca Colman. Ocorre que não preparo cordeiro e ao longo dos anos fui deixando-a de lado. Nunca me animava porque sempre tenho outras de que gosto mais e não a jogava fora.
A validade era de 2001, na semana passada depois devários dias fora da geladeiraela nem pro composto foi. Nenhuma manchinha de fungo . Há uns dois anos já havia perdido parte da textura e o sabor ficou fraco mas presente. Não experimentei-a agora. Nos últimos tempo só havia ficado mais líquida.

Beatriz disse...

Neide,

O tomate "normal", já não muito recomendável em função dos agrotóxicos, imagine um manipulado...
Neide, é surpreendente as variedades de tomates, não sabia que existia tantos, as fotos estão super!

Bjs neste coração bondoso.

Bia.

Joice Santini disse...

Oi Neide,
você está muito sumida! Acho que está maquinando alguma coisa.
Bjs

Silvia - BH disse...

E a maizena que venceu em junho de 2008 e está aqui perfeita, embalagem aberta antes do vencimento?
Vou usar como talco para luvas.

Neide Rigo disse...

Silvia,
muitas vezes o prazo de validade pode ser prolongado por anos além daquele marcado no rótulo, principalmente nos produtos com açúcar, os guardado em geladeira ou aqueles com baixo teor de umidade como os amidos - se bem que nas farinhas e féculas pode haver crescimento de ácaros invisíveis. Ou seja, o prazo de validade é segurança também para o produtor - ao final dele nem sempre o produto está impróprio para o consumo. E nem toda degradação pode ser vista a olho nu. Mas no caso das frutas e legumes, com alto teor de umidade, as alterações são aberrantes. Um abraço, N

Bombom disse...

Neide, gostei muito deste teu artigo acerca do tomate. Será que podemos considerar esse como genéticamente modificado? Eu tenho muito receio de tudo o que é OGM, mas também sou um bocado ignorante na matéria. Só sei o que tenho lido. Pelo que dizes, nem todos esses produtos são modificados quimicamente, mas como sabê-lo?
Bjs. Bombom

Isaac Kojima disse...

Encontrei sementes de vários tipos de tomates no Ebay. Fiz uma compra pequena para testa (só que comprei apenas mizuna e manjericão italiano de folhas largas). Mas se der certo, pretendo comprar umas sementes como os de tomate cereja negro e talvez alguma variedade heirloom.

LUIZEDZ disse...

Tenho um pé de tomate na mesma situação, ele esta carregado de grandes tomates, porém os mesmos não maduram. Estou intrigado!