sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Spatzle com feijão e linguiça


Num destes dias corridos de arrumação de reforma, em que o prazer de cozinhar torna-se um luxo e a refeição rápida é a única saída para continuar de pé - porque quando o estômago apita já é a hora da fome impaciente, daquela que não espera um pedido de pizza -, o jeito foi improvisar. E um macarrão seco é sempre providencial. Feijão congelado sempre tenho, uma linguicinha artesanal trazida de algum recanto, também. Algum cheiro-verde vem do jardim e o resto é aquilo que não deve faltar na despensa de qualquer cozinheiro incauto - ovo, leite, farinha, sal, alho, cebola. Bem, o macarrão providencial faltou, mas todo o resto havia; então, o que era pra ser um pasta e fagioli virou spatzle com feijão e linguiça. No começo me pareceu estranho, mas o princípio do prato é o mesmo, só que ainda mais rápido. Pra quem quiser arriscar, foi assim que fiz:
Spatzle com feijão e linguiça
: coloquei água pra ferver e, enquanto isto, fiz a massa do spatzle, como mostro neste post. À parte, refoguei alho, cebola e uns 200 gramas de linguiça em fatias, do Mercado da Suzana , em azeite. Juntei um pouco de pimentão vermelho picado e mais ou menos uma xícara de feijão congelado - ainda congelado. Juntei um pouco de água, abaixei o fogo e fui lidar com a massinha - enquanto isso o feijão foi descongelando aos poucos. Cozinhei a massa só até que subisse à superfície, escorri e fui terminar o molho. Provei, corrigi o sal, temperei com pimenta e finalizei com cheiro verde. Juntei as duas coisas e nhac. Prato completo em vinte minutos e serviu três. Ah, juntei um pouco de cúrcuma fresca na massa.

3 comentários:

david era uma vez... disse...

Neide.. minha mãe que é de origem espanhola, mas que morou na Vila Zelina (entre Hungaros) e depois na Mooca (entre italianos e portugueses) fazia esse 'nhoquinho' como ela mesmo chamava, eu nem fazia ideia que tinha esse nome e nem a origem.. como eu sempre digo....

Fêssora aqui a gente aprende, vou contar pra minha mãe que o nhoquinho tem nome chic!!

Beijos Fessôra, bom domingo molhado..

cronicas gulosas disse...

sorte a sua que sua reforma lhe permite cozinhar. estou numa dieta de micro-ondas desde que resolvi integrar a cozinha 'a sala, e trocar todos os eletrodomesticos e armarios e...me deu fome sua receita. abs!

Nadia Marrach disse...

Neide, li esse post na sexta pouco antes da janta. Me deu uma fome e uma vontade de fazer na hora!! Só que a incauta aqui estava sem um mísero ovo na geladeira! Ví também os posts anteriores a respeito do Spatzle e me diverti com a estória da marmita e da frigideira! Tenho um marido meio "Mc Giver" (lembra???)que vai adorar a idéia, principalmente quando o custo cai de 150 reais para 5 contos e um beijinho!!!