segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Panela de barro - curando e cozinhando



Agora já sei quem faz as lindas cerâmicas do restaurante Brasil a Gosto da Ana Luiza Trajano. São moringas, manteigueiras, azeiteiros, pratos e as famosas marmitas, todas as peças com formas divertidas e acabamento em esmalte primoroso. É a Gisele Gandolfi, da Muriqui, que expôs suas peças no evento do Paladar: Cozinha do Brasil. Ela não só me fez um elogio ao se licenciar por algumas horas de sua banca para ver minha aula sobre hortas esquecidas, como tinha separado para me dar de presente esta panelinha cheia de graça.
Como curei: apesar de a maioria de suas peças ser de queima em alta temperatura, ideal para utilitários de servir, a panela é própria para ir ao fogo, pois é feita em baixa temperatura. E embora tenha recebido um papel indicando um bom jeito de curar a panela antes de usar (ou ela me falou, não lembro), com a bagunça de reforma que anda minha casa, resolvi fazer do meu jeito: deixei a panela imersa em água por uma noite e, no dia seguinte, escorri a água e levei a panela ao fogo junto com mais água e um tanto de de toucinho picado (meio a meio). Quando a água evaporou, o torresmo começou a fritar. Aí, com um pincel, fui besuntando as paredes da panela por dentro, até que o torresmo ficasse bem sequinho. Foi só escorrer a gordura, esperar esfriar, lavar bem e a panela estava pronta pra usar, sem cheiro de barro molhado. Se não curar, a panela pode trincar e a comida, ficar como água de filtro novo. Na hora de guardar, costumo secar ao fogo ou ao sol.
Podia ter colocado também só água e óleo e há várias outras formas de curar, mas uma coisa é certa: a panela de barro usada nunca mais terá aquela coloração uniforme com que chegou. E tudo bem, esta é a graça de uma boa panela de barro, ser toda queimada por fora.
Resolvi fazer um arroz com frutos do mar que comprei no Mercado da Lapa, pois esta tem sido a forma preferida de cozinhar aqui nesta casa onde a geladeira está na sala; o fogão, no quartinho. E os utensílios, espalhados pelos sete cantos. Um prato único que agrega um carboidrato e uma proteína. É isto que tem sido. De resto, tem as frutas. Então, quem vê esta panela toda bonitinha aí em cima do fogão, não imagina a zona que está por trás. A Eliana pega um prato, eu pego outro e a gente come na soleira da despensa.
Como fiz o arroz com frutos do mar: dourei em óleo, na panela de barro, meia cebola picada (lembre-se que ela demora para começar a aquecer, então pode colocar a panela no fogo com a cebola e enquanto isso providencie os outros ingredientes). Juntei 1 xícara de arroz cateto, 1 tomate picado, meio pimentão picado, 1 colher (chá) de cúrcuma em pó, 1/2 colher (chá) de sal e refoguei bem. Acrescentei 1 xícara e meia de água fervente e deixei ferver por 5 minutos em fogo baixo. Coloquei os frutos do mar temperados previamente com gotas de limão, 1 colher (chá) de sal e pimenta-do-reino (100 g de berbigão ou vôngole sem concha, 100 g de marisco sem concha, 100 g de camarão limpo, 100 g de camarões inteiros). Ajeitei os frutos do mar para que ficassem bem distribuídos, tampei e deixei cozinhar mais em fogo baixo até secar e os grãos de arroz ficarem macios. Espalhei por cima cheiro-verde picado e fio de azeite. E nhac! Rendeu 4 porções
Veja as peças da Muriqui no site: http://www.muriquiceramica.com.br/

15 comentários:

Ana disse...

Bom dia Neide

Sabe que durante a semana minhas gororobas também são assim, pra poder dar conta de levar filhos p/escola, trabalho etc.
Aí nos finais de semana dou uma caprichada porque todo mundo merece né !

Sonia disse...

Olá, que delícia cozinhar em panela de barro, parece que a comida fica com um sabor muito melhor.
Parabéns pela receita.
Estou começando meu blog e falo um pouco de cozinha também.
Um beijo
http://blogdadonasonia.blogspot.com/

patty disse...

O seu post foi copiado integralmente aqui: http://mylifepalavrassmagicasparte1.blogspot.com/2011/09/panela-de-barro.html

Neide Rigo disse...

Obrigada, Patty! Já pedi para excluir.
Um abraço, N

Ðú® disse...

Foi muito bom esta explicação como curar panela. Uma pessoa me ensinou mas era tão trabalhoso que deixei pra lá, dei as mesmas, pode?

Tmolin disse...

Olá, Neide

Primeiramente, parabéns pelo blog. Comecei acompanhar a pouco tempo mas já sou uma admiradora.

Veja se você pode me dar ajudar. Fiz a cura de uma panela de barro com óleo vegetal (besuntei a panela e deixei fazer a queima) e a danada tá com um baita gosto de óleo velho.

Já tentei tirar o gosto com vinagre, fubá com água e nada de dar certo. Tens alguma dica?

Grande abraço!

odila bernadete torres sudani Sudani disse...

Fui a Guarapari,passei na Vila das goiabeira e comprei a verdadeira panela de barro ,feita de argila especial encontrada no vale do Mulemba,oeste da ilha de Vitória.
e um trabalho artesanal preservando a originalidade da cultura indígena,para dar o acabamento essas peças são polidas com k tintura de tanino que e benéfica a saúde ,esse tanino e retirado da casca da árvore do mangue. A própria artesã explicou como preparar a panela capixaba. Lavar muito bem a panela com sabão de preferência esse feito em casa,enxaguar bem e secar. E levar ao fogo baixo e cortar umas cinco fatias de bacon e vai mexendo com uma colher de pau passando por toda a panela.deixe esfriar pode ferver com um copo de água até secar.esta pronta para usar.o bacon ficou tão gostoso,que aproveitei com um papel toalha esfreguei na parte interna da tampa.espero que pude ser útil.

Rosa disse...

Olá Neide, comprei uma panela de barro e diz no folheto que para curar precisaria de óleo, ou gordura, usei gordura e ficou com cheiro de ranço, não cozinhei nela ainda pois tenho medo de ficar o gosto na comida, tem um jeito de tirar esse cheiro?

Neide Rigo disse...

Rosa,
a minha também ficou um pouco, mas você pode ferver água nela e jogar fora. O cheiro desaparece.
Um abraço,n

Haidêe Claudia Cotrim disse...

Neide se puder me responder minha panela de barro na hora da cura soltou o revestimento do fundo tenho q descartá-la ou posso usar assim mesmo

Haidêe Claudia Cotrim disse...

Neide se puder me responder minha panela de barro na hora da cura soltou o revestimento do fundo tenho q descartá-la ou posso usar assim mesmo

Diego disse...

Olá Neide,

em um workshop você comentou sobre curar a panela apenas com farinha de mandioca.
Pra fazer, é apenas jogar farinha na panela e mexer as vezes até tostar bem a farinha?

E havia comentado sobre uma cidade do interior de SP que também produzem panelas... poderia lembrar me qual era?

Obrigado,

Diego

daiane cristina fernandes de moura disse...

Olá, comprei 4 panelas, curei todas elas, as 3 menores não aconteceu nada, a maior soltou uma lasca na lateral dela, posso usala assim mesmo? Tem algo que posso fazer? Desde já agradeço bjimmm

daiane cristina fernandes de moura disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
daiane cristina fernandes de moura disse...

Olá Neide, comprei 4 panelas e curei elas do mesmo jeito, porém a maior soltou uma lasca pegando um pouco do fundo e da lateral, o que posso fazer, posso usar ela assim mesmo?
Desde já agradeço...
Bjim