quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Um jeito bom e meio asiático de se comer berinjelas

Esta receita é facílima, mas toda vez que vou fazê-la tenho que procurar o livro já enfiado em qualquer vão livre da estante sem lugar marcado. Ai não me lembro mais se a receita de berinjelas doces com alho, que não aparece no índice do Livro Essencial da Cozinha Asiática (da Könemann), é japonesa ou chinesa. Só sei que leva shoyo, alho, açúcar. Aí é procurar página a página até encontrá-la entre as delícias chinesas. Nem sei porque faço isto, já que a cada vez faço alguma modificação que não anoto em canto algum. Por estas e por outras, vou deixar a receita mais recente - acabei de fazer para o jantar, registrada aqui, assim poupo meu tempo nas próximas vezes e quem sabe ainda animo os mais reticentes a comer berinjelas.
Ela fica melhor ainda se guardada por até dois dias na geladeira. Pode ser servida quente, fria ou gelada. Como entrada ou acompanhamento. Ei-la com minhas intromissões, incluindo o nome que no livro é: berinjelas doces com alho.
Berinjelas agridoces com alho e pimenta
1 berinjela grande - 600 g
3 colheres (sopa) de azeite
4 dentes de alho finamente picados
2 colheres (sopa) de molho de soja
2 colheres (sopa) rasas de açúcar
2 colheres (sopa) de vinagre de arroz (ou use o que tiver à mão)
1 pimenta dedo-de-moça vermelha finamente picada
3 cebolinhas fatiadas (reserve um pedaço para decorar)
Corte a berinjela ao meio e depois em fatias longitudinais de 1 centímetro de largura. Corte as fatias agora na transversal, também com 1 centímetro... Qual seja: pique a berinjela. Numa frigideira grande, antiaderente aqueça 1 colher (sopa) de azeite e coloque metade da berinjela. Vá mexendo sempre, em fogo alto, por cerca de 5 minutos ou até a berinjela começar a dourar e amaciar. Reserve e faça o mesmo com a berinjela restante. Reserve toda a berinjela. Coloque na frigideira o azeite restante e doure nele o alho. Junte o molho de soja misturado com o açúcar e o vinagre e a pimenta. Mexa bem e assim que ferver, junte a berinjela reservada. Deixe cozinhar por cerca de 3 minutos ou até que o legume absorva o molho. Espalhe por cima cebolinha picada, mexa e sirva quente decorado com tirinhas de cebolinha, com arroz branco.
Rende: 4 porções
Nota: se quiser guardar, espere esfriar e guarde em vasilha de vidro bem tampada por até 2 dias. Pode ser servida fria ou gelada.

8 comentários:

Turmalina disse...

Adorei a dica da panela anti aderente.Eu faço essa receita aqui em casa, só que fritando de maneira politicamente incorreta as berinjelas em óleo quente :o)

Silvia (silviabruno@uol.com.br) disse...

deu água na boca..... farei ainda hoje!!! eu vivo caçando jeitos diferentes pra fazer berinjela, que adoro....essa sua deve ir superbem com um franguinho teryaki ou tirinhas de filet acebolado...hummmm

Naomi disse...

Posso dar uma receitinha? Adoro frango com missô (aquela pasta de soja). Cada um tem lá sua receita, mas vc deveria experimentar. É só pegar uns filés de peito de frango e empastar (geralmente para meio kilo de filé dá uma colher de sopa cheia de missô) missô, alho picadinho o quanto baste (adoro alho, então sempre coloca uns 2 dentes grandes), um pouquinho de pimenta dedo de moça bem picadinho (geralmente menos de 1/3 de uma pimenta). O ideal é deixar um certo tempo curtindo (dá para deixar até uma semana nessa pasta, mas às vezes na pressa eu frito assim que acabo de fazer, mas o sabor é outro). E após deixar um dia ou 2, fritar em um pouco (1 ou 2 colheres de sopa) de óleo ou azeite. Não use fogo muito forte, ou fica com um gosto queimado não muito bom. O ideal é deixar o óleo esquentar e baixar o fogo depois de um pouquinho, com uma tampa para não perder a umidade. Ah! Não coloque sal, pois o missô já é salgado. Nirá é um ótimo acompanhamento. Bjs.

Neide Rigo disse...

Oi,Turmalina, as berinjelas chupam muito óleo, por isto eu gosto de usar a frigideira antiaderente.

Silvia, com franguinho teryaki vai ficar muito bom.

E, Naomi, obrigada pela receita. Estou com bom estoque de frango agora e vou ter que ficar inventando. Vou testar a receita, que deve casar bem com as berinjelas. Obrigada,

Um abraço,
N

Ana disse...

Oi Neide:
Assim como a "turmalina" eu também faço essa receita fritando mesmo as berinjelas, pois aprendi com uma japonesa. Até já postei sobre isso.
Como você mesma disse que vive mudando e adaptando as receitas, experimente da próxima vez, salpicar gengibre picado fininho ou ainda comer com aquela conserva agridoce de gengibre. Foi assim que aprendi e é simplesmente maravilhosa (boa pra gripe da Ananda...hehehe).

Neide Rigo disse...

Oi, Ana,
imagino que fritando a berinjela em bastante óleo fique melhor ainda, mas assim também funciona bem. E já fiz também com gengibre. Fica muito bom. E ainda com uma colher de sopa de saquê. Aí a receita fica com cara de japonesa, muito boa. Vou lá ver a sua. beijos, N

Mali disse...

Oi Neide
Gostei muito do seu Blog. E adorei essa receita!
Um abraço
Mali

Lia disse...

Deu certo,Neide!!!!