sexta-feira, 9 de maio de 2008

Porto Alegre, parte 5 - Cueca virada


Pra variar, cerâmica by Rui Gassen

Gaúchos são engraçados. Dão nomes curiosos a lugares de morar e coisas de comer. Há cidades com nomes de Faxinal do Soturno, Arroio dos Veados, Arroio dos Ratos, Não-me-Toque, Anta Gorda e Espumoso, para citar alguns. Eu sei, eu sei, todos os Estados têm suas cidades de nomes singulares. Mas a bola da vez é o Rio Grande do Sul e pronto. Agora, certos nomes não combinam muito com coisas de comer. Que tal um nariz entupido? Anima-se? É nada mais que um delicioso canudinho de massa folhada entupido, digo, recheado, de doce de leite cremoso. E o pãozinho francês que é cacetinho? (e, diga-se, por lá, cacete a mesma coisa que aqui). Ainda tem estes biscoitinhos fritos chamados de cueca virada. Chegamos à padaria, Mariângela e eu, e fizemos questão de esperar as cuecas saírem crocantes e cheirosas do óleo quente onde foram mergulhadas, para serem sujas, digo, passadas em canela e açúcar. Fez parte do nosso café da manhã junto com cacetinhos, queijo quark, chimias e tantas outras gostosuras. Bas, dariz entupito, não, tchê.

Estas massinhas abertas e viradas do avesso têm gosto de bolinho de chuva, só que a textura é mais firme. Uma delícia, com café bem quente e bons amigos para compartilhar. Aqui, a receita da Mariângela, testada e aprovada.
Cueca Virada

3 ovos
3 colheres (sopa) de açúcar
1/2 colher (sopa) de sal
1 xícara de leite
2 colheres (sopa) de nata fresca
1 colher (sopa) de fermento químico
700 g, aproximadamente, de farinha de trigo

Misture todos os ingredientes, deixando por último a farinha e o fermento. Misture a massa até ficar macia. Deixe descansar por alguns minutos. Abra com rolo, corte em tiras grossas e faça um corte no meio da tira. Passe a ponta da massa pelo corte, como se estivesse virando do avesso. Frite em óleo não muito quente até dourar. Passe numa mistura de açúcar e canela.

Nota: se quiser crocante (muitos preferem assim), abra a massa fina.

11 comentários:

Ana disse...

Neide, ficou faltando a cidade de Encantado no RS !!!!
E é assim que vc nos deixa...encantados !!

Aqui no Paraná, chamam a cueca virada de Crôstoli (acho que é o jeito paranaense de querer ser europeu....ehehehe)

Eu que já fui gaúcha por uns tempos continuo chamando de cueca virada. E passei por algumas situações engraçadas com relação ao cacetinho.

Você comeu o Queijo de porco ?? ahahaha...(não vou contar)

Neide Rigo disse...

Oi, Ana,
agora me lembrei. Comi crustoli em Piracicaba. Só não me lembrada de serem virados.
Encantado é divertido, hem.
Conta aí do queijo de porco (antes que eu procure saber...)
beijos,
neide

Laurinha disse...

Tb quero saber!!!Se é pra rir, tb quero!

Acho que o crustoli tem um parente napolitano, o struffoli, é igualquinenqui frito e depois passa numa calda...

Nunca fiz, mas já comi, é bom demais!

Beijinhos,

fezoca disse...

Bom, Portugal deve estar pareando com o Rio Grande do Sul em palavreado interessante. Eu adorei enriquecer o meu vocabulario por la. :-))

beijao,

Eduardo Luz disse...

E este mundo gauchesco (pelo menos parte dele) dá pra ser visto no Zaffari aqui em São Paulo. É um tal de cacetinhos, torta Martha Rocha, cucas, chimarrões e cuias que ,além do excelente atendimento, te deixam com vontade de imaginar como seria o Brasil se todo mundo fosse gaúcho !!

Agdah disse...

E por que chamam de "cueca"?
Em Salvador, como vc sabe, o pão também é vendido em vara e cacetinho.

Neide Rigo disse...

Fer, eu posso imaginar...

Eduardo, amei comprar natas no Zaffari. E as mexericas/ tangerinas que são todas bergamotas?

Agdah, não faço a mínima ideia porque o nome cueca. Poderia ser trapo virado, pano virado, fralda virada, mas cueca?... deve ter suas razões que eu desconheço. Não sabia que em Salvador também tem cacetinho.

Laurinha, dever ter tudo a mesma origem. Só que as cuecas não são banhadas em calda. O crustoli de Piracicaba também era passado em calda. E menorzinho.

Um abraço,
Neide

Ari Uriartt disse...

Crostoli e Cueca virada são coisas diferentes. Na Cueca virada a massa é fermentada e leve. Já o Crostoli deve ser seco e crocante.

Anônimo disse...

olá,sou gaúcha e AMO SER GAÚCHA,passei pra dar uma sugestão na receita da cueca virada,ao invés de colocar cachaça,pinga,vodka...coloquem 2 colheres de sopa de limão,e ao invés da nata...colocar 1 colher de sopa de margarina,fica bem melhor e o gosto fica suave...o limão também a deixa sequinha,também tem a opção do acúcar de baunilha eu coloco 10gr,fica muito bom.

Anônimo disse...

Ficou faltando a cidade de Travesseiro, aposto que vc nunca ouviu falar...mas aqui também se come cueca virada....
Bjs!!!

Anônimo disse...

Queijo de porco é a morcilha. Tem a morcilha preta que é feita de sangue do porco e a morcilha branca, que é da gordura suína.